Comentários
Rafa Rodrigo Rafa Rodrigo Author
Title: [REVIEW] NASHVILLE – S3E09: TWO SIDES TO EVERY STORY
Author: Rafa Rodrigo
Rating 5 of 5 Des:
Com uma semaninha de hiatus e um leve salto no tempo, Nashville volta para nossas vidas, e estamos no clima do Natal Ho Ho Ho! Época de p...

Com uma semaninha de hiatus e um leve salto no tempo, Nashville volta para nossas vidas, e estamos no clima do Natal Ho Ho Ho! Época de paz, amor, família e muito drama, assim como todos os dias do ano em Nashville.

Passados os CMAs era preciso lidar com o inevitável, a entrevista para a revista Rolling Stones mais precisamente, os detalhes abertos a respeito do passado de Rayna e Deacon, um dos pontos que têm feito dessa uma das melhores temporadas é a condução desses plots em que as coisas não têm demorado a acontecer, pois logo nos minutos iniciais descobrimos que a revista já estava prestes a ser publicada e que o negocio ia ficar feio. Minha critica aqui fica apenas no que diz respeito ao conteúdo, ate porque não ficou claro o que foi ou não exposto, foi pouco pra mim a frase “Claro que quero que Deacon siga em frente e seja feliz. Por que ele não está? pergunte a ele.” Foi pouco para o mal estar que foi criado nos episódios anteriores e neste.


Mesmo com essa critica, pra mim, este episódio foi muito bom, e mais uma vez dou o credito ao plot Juvery. Juliett sendo e fazendo a linha perseguidora foi de mais, desde a roupa, o carrinho, tudo funcionou muito bem para eles, além de ser muito legal que tenha transparecido os ciúmes dela e o posicionamento de Avery diante de tudo, o que serve para nos dar aquela esperança de ver esses dois juntos logo e de uma vez.

Dentre as tantas coisas legais deste episódio temos Terry, o cara tem uma voz impressionante, e este salto de tempo nos mostrou que Scarlett tem feito na vida deste senhor. Ok, no final as coisas acabaram bem? Não. Achei triste a cena entre os dois depois da apresentação, mas vamos combinar, acho o drama dele o mais pesado da temporada o que torna totalmente justificável sua fuga para as ruas e por consequência a bebida, mas o chacoalhão ajudou e muito a loirinha que finalmente subiu aos palcos para cantar com Avery e Gunnar.


Senti por não ser Zoey no palco, senti a saída da garota, não esperava e não sei se ela voltará para a série, mas acho que ela se tornou uma personagem interessante e merecia uma história bacana, mesmo que fosse junto à banda num possível crescente sucesso.

Já no núcleo friendly temos o casal sofredor, que ainda sente o peso do sucesso do seu trash reality show, pelo que parece, está tudo tão difícil que nem conseguem mais ficar discutindo a sua vida de não casados. Achei interessante a fuga dos dois, pois de um lado vemos Layla cantando (e muito bem por sinal), o que me faz ficar ainda mais surpreso que Jeff, já que a personagem às vezes é tão chata que esqueço o quanto é talentosa. Will e sua vida às portas do armário traz pela primeira vez uma leve ideia de que em vez de ser arrancado, talvez seja o próprio rapaz que torne publica sua orientação sexual, seria interessante e até surpreendente. Quanto a Layla e Jeff na cama ao final do episodio, vou apenas falar o que eu pensei da mesma cena na temporada passada envolvendo Juliett: Eca!


Tanta coisa legal acontecendo não é gente? Por isso vou fazer breves considerações se não a review vai ficar muito grande:

  • Deacon sendo prático foi inteligente. Mesmo não torcendo por ele e Rayna, tenho que reconhecer, ele tem tentado.
  • Avery conseguindo trabalho novo e Gunnar negando trabalho. Legal da parte dele já que ele pode fazer isso né?
  • Quero Zoey de volta e Scarlett em carreiro solo!
  • Sou muito mais a Maddie sendo uma menina normal, sem suas extravagâncias.


Agora só temos a Winter Finale, depois só em 2015 guys. Pelo que parece o próximo será um episodio cheio de emoções, não se aguenta como eu? Da uma olhada no PROMO DO PROXIMO EPISÓDIO:



Reações:

Sobre o Autor

 
Top