Comentários
Rafa Rodrigo Rafa Rodrigo Author
Title: [REVIEW] NASHVILLE – S3E10: FIRST TO HAVE A SECOND CHANCE
Author: Rafa Rodrigo
Rating 5 of 5 Des:
Alô você que já está com saudades da nossa novelinha country e que ficou lá de boca aberta com este winter finale , que não foi em nada...

Alô você que já está com saudades da nossa novelinha country e que ficou lá de boca aberta com este winter finale, que não foi em nada previsível, que veio basicamente como um presente do papai Noel nos deixando apenas com vontade de saber mais. Dedico esta review às meninas que nesse ano foram nosso papai Noel semanal traduzindo e sincronizando as legendas, para você que tem nos acompanhado aqui no blog e para você que entrou aqui pela primeira vez e já chegou ao termino do primeiro parágrafo desta humilde review.

Agradecimentos à parte, confesso que esse episodio me surpreendeu bastante, pois nada aconteceu como venho esperando desde o inicio da temporada, como por exemplo, o casamento de Rayna e Luke. Lendo os comentários no Banco de Séries, grupo do facebook e em outros blogs, vejo que sou um dos poucos que ainda tinham um apreço pelo rapaz, mas mesmo Eu pensando assim, sabia que este casamento não ia pra frente já que estaria mais fadado que o de Will e Layla (que falarei mais para frente). O melhor desse rompimento foi que a nossa queen não terminou para ir correndo para os braços de Deacon, ao menos não foi o que pareceu, já que sua justificativa foi de não cair nos mesmos erros do passado. Eu sinceramente acredito que após reconhecer o seu problema ela poderia facilmente buscar ajuda psicológica ou algo do gênero porque falar isso pra daqui a três episódios pode cair na mesmice, ou melhor, na porta do antigo amor se declarando.


Mesmo sendo muito focado nela não é só de Rayna que Nashville é feita. Juliett apareceu pouco, sim, mas chegou chegando e como sempre fazendo a gente ficar com cara de bobo e com direito à cabeça levemente inclinada soltando um sonoro “own” com o seu casamento com Avery. Finalmente hein gente? Ah, que venham coisas boas para a garota que até agora só se ferrou. Claro, nem tudo serão flores por que Nash é um novelão e por isso amamos a série, mas pitadas de felicidade também são muito bem-vindas.

Quem pelo jeito não mereceu felicidade foi Gunnar e mais ainda Layla, ele por descobrir que não é o pai do menino fofo e ela por ter sua vida desgraçada mais uma vez graças ao marido complicado. Ok. Jeff não era uma boa opção, não deveria nem ser uma opção, mas a menina estava caminhando e o marido que resolveu viver mesmo em Nárnia vai saindo beijando pessoas aleatórias, mas não deixa a menina ter um momento onde podia curtir com o chefe. Espero que ela não tenha morrido, que este gancho com morte seja fail e que isso apenas mude a dinâmica entre este triangulo amoroso de uma vez, ou eles poderiam investir no poliamor né? Ao menos seria uma diretriz inovadora e criativa...


Um drama que não acreditei que veria em Nashville seria o de violência contra a mulher; E é assim que Sadie começa a ter um plot interessante e perturbador para o retorno da série. Só espero que ela denuncie logo seu ex-marido lunático e não fique traumatizada com o acontecido, mas pelo que acompanhamos nessa temporada nossa série não está indo pelos caminhos óbvios, o que justifica que mesmo nestes tempos complicados da tv aberta americana o crescimento da audiência e basicamente a certeza de renovação para esta belezinha.

Bem pessoal, teve mais algumas coisinhas que eu poderia citar nesta review, mas não saberia fazer sem torná-la um livro, mas em linhas gerais acredito que Nashville teve uma primeira parte da temporada consistente em suas histórias e roteiro, senti falta de algumas músicas mais marcantes, como no final da primeira temporada, ainda estou na espera da Black Roses ou Nothing in this world desta temporada, mas estou muito satisfeito com o rumo que as coisas têm tomado e com a audiência. Aproveitando peço desculpas pela demora na publicação da review, pois este fim do ano foi intenso rs. Obrigado por quem nos acompanhou até aqui, ano que vem tem mais review no Diário de Seriador, até lá. Um ótimo fim de ano para todos vocês!


Reações:

Sobre o Autor

 
Top