Comentários
Rayssa Rayssa Author
Title: [REVIEW] PERSON OF INTEREST - S04E10: THE COLD WAR
Author: Rayssa
Rating 5 of 5 Des:
O fim do mundo começou. Run! Eu ainda estou tremendo de tanta emoção. Não acredito que vivi para ver o diálogo entre a Machine e o ...

O fim do mundo começou. Run!

Eu ainda estou tremendo de tanta emoção. Não acredito que vivi para ver o diálogo entre a Machine e o Samaritano! Não há palavras para descrever o que foi isso, minha gente! Foi lindo, foi foda, foi maravilhoso, foi aterrorizante, tudo ao mesmo tempo! E a tão anunciada guerra entre os deuses finalmente começou. Salve-se quem puder!

Mesmo entendendo os questionamentos morais e as hesitações do Harold, não teve como não querer abraçar a Machine. Gente, foi lindo demais o discurso dela, tentando proteger a nossa amada equipe e a humanidade. Foi emocionante perceber o quão complexa é a criação do Finch, o quão altruísta é. Ela não só já sabia que não iria vencer esta guerra, como ainda implorou pela vida de todos nós. Inacreditável. (Detesto dizer isto, Harold, mas Root estava certa).


Agora eu já sabia que o Samaritano era uma bitch, mas não imaginava que seria tanto. Ele entende (assim como a Machine) que os seres humanos são sua condição de existência, afinal como as inteligências artificiais sobreviveriam sem humanos para alimentá-las informações ou servir aos seus propósitos? Mas ela também demonstrou exatamente o que pretende: escravizar a humanidade.

E não só o Samaritano pretende se tornar deus e tocar o terror para conseguir este objetivo, como tornou um belo menino de 10 anos em alguém assustador. Gente, que escolha maravilhosa da série no tocante ao ator Oakes Fegley. O diálogo terminou e eu fiquei aterrorizada, igual a Root.

E cá entre nós, eu entendo o incômodo que é a falibilidade humana (aliás, corrupção, em sentido lato, todo brasileiro compreende bem o que é), mas o que Greer pretende é loucura. Sério que ajudar o Samaritano é ato de gente doida.

Tudo bem que foi interessante mostrar o passado do personagem, com o intuito de nos explicar o motivo de suas ações. Ser traído pela única pessoa que ele deveria confiar é pesado. E isto nos justifica muita coisa. O porquê dele por tanta fé no Samaritano. Por não confiar em nada nas outras pessoas. E por estar sempre preparado para o movimento do seu adversário, já que ele mesmo compreendeu a natureza humana melhor do que muitos.


Mas será que quando o Samaritano demonstrar os extremos a que pretende chegar, Greer irá se virar contra ele? E isto será a sua ruína?

Porque lembrem-se bem do episódio "Prophets". Harold sofreu várias tentativas de assassinato das inteligências artificiais no momento em que elas perceberam o administrador como um obstáculo ao seu avanço. Afinal, a morte pelas mãos do Samaritano seria um fim bem poético para este vilão filho da mãe que já causou tanto problema, em especial colocar esta AI online.

Mas voltando a "The Cold War", fiquei impressionada em ver um roteiro tão bem construído e maravilhosamente conduzido, viu? (Como se fosse novidade Person of Interest nos brindar com obras primas!) Primeiro a confusão sobre por quê o Samaritano estava salvando os números da Machine. Depois o pedido louco de uma conversa amigável entre os deuses. Depois o caos e a percepção de que este encontro teria que acontecer, sob pena do apocalipse se concretizar. A onipotência e o poder emanando do Samaritano.

E presenciamos um dos diálogos mais fodásticos, maravilhosos e brilhantes do mundo das séries. Arrepio só de relembrar. E terminamos esta conversa com uma certeza: a Guerra Fria finalmente acabou.


Aqui um adendo para parabenizar Amy Acker pela sua fantástica interpretação. O medo da Root foi não só contagiador, como também alarmante. Perceber que sua fé inabalável de que a Machine iria nos salvar não está tão correta foi um balde de água fria.

Mas como será possível a Machine lutar contra o poderio do Samaritano? Como a nossa equipe irá sair desta viva? Será o fim dos tempos mesmo? Quem vai morrer desta vez?

Pelo o amor de Deus, Root, me fala que a Machine tem um plano! Que ela tem algum meio de continuar sobrevivendo e manter nossa equipe viva!

Mas afinal, como você luta contra uma inteligência artificial que não tem pudor em recrutar meninos de 10 anos de idade, comprar políticos por todo o globo, ter vários agentes com permissão para matar e ainda aprende em uma velocidade impressionante? Como nós vamos sobreviver ao apocalipse que está por vir?

Aliás, só uma divagação: por que o Samaritano se deu ao trabalho de se encontrar com a Machine? Será que foi só curiosidade de conhecer outro ser como ele? Ou uma tentativa de ganhar uma desistência? Aprender com ela? Ou seria um certo receio?


Porque por mais que a Machine esteja em desvantagem (em todos os sentidos), ela ainda possui alguns truques na manga. Afinal, o Samaritano não consegue identificar nossa equipe e nem encontrar os drives físicos da Machine para destruí-la de vez. Talvez haja esperança no final das contas.

Não sei mais o que pensar! Toda vez que tento simular um possível cenário, termina com o Samaritano esmagando todos nós!

E você, o que achou de "The Cold War"? Ainda há esperança? Será que o Time Samaritano vai finalmente triunfar?

Obs: Person of Interest entra em novo hiatus e retorna dia 06 de janeiro.

Obs: Mais alguém duvidava que a Shaw não ia ficar quietinha no esconderijo? Mas de qualquer forma eu perdi o bolão, pois apostei que ela ia fugir nos primeiros dez minutos do episódio. (Aliás, ela foi um excelente alívio cômico enquanto o mundo estava acabando lá fora, talvez por isso eu a perdoe um pouquinho).


Obs: Eu até cheguei a pedir o Bear para impedir a Shaw, mas acho que nem ele conseguiria.

Obs; Lionel finalmente percebeu que os eventos não estavam nem um pouco aleatório. Mas se você quiser saber realmente o que está acontecendo, colega, pode puxar uma cadeira que esta explicação vai demora um bocado.

Obs: Peço desculpas pelo uso recorrente da expressão "deuses" para me referir à Machine e ao Samaritano. Acho que estou convivendo demais com a Root.

Obs: Já vou avisando para não verem o promo se não quiserem chorar! As coisas vão ficar ainda pior (e sim, isto é possível).

Melhores momentos:

"-Se os agentes do Samaritano te descobrirem, podem chegar até cada um de nós.
-Culpa, Harold, sério? Sabe, normalmente isso não funcionaria comigo, mas eu não quero que nada aconteça ao cachorro."

"-Sabemos que você está observando. Está sempre observando. Tenho um recado para a Machine e seus agentes. O Samaritano manda saudações."

"24 horas sem nenhum crime. O Samaritano mostrará sua força e então a Machine poderá decidir se ainda quer se esconder."

"-Por que o Samaritano quer falar com ela? Qual seria o objetivo, a não ser assegurar a mútua destruição?
-O Samaritano quer uma conversa de paz.
-Conversas de paz são para negociações. O que mudou?"

"-O Samaritano revelou os segredos deles e agora eles estão se matando.
-A máquina do Harold Finch deve aprender que a humanidade exige supervisão e não mimos.
-Por que a máquina deles não revida, senhor?"

"- Não sou do tipo religiosa.
-E ainda assim acredita em um universo monoteísta? Sem espaço para mais do que um Deus no seu mundo. Isso é religião ou eu te interpretei mal, Srta. Groves?"

"-O que você quer de mim?
-Seus agentes trabalham bem por você. Mesmo sentando perto de você, não consigo vê-la como Samantha Groves. Você deve ter feito algo com meu hardware.
-Você provou seu ponto. Eu entendo o que você pode fazer. Já está na hora deixá-los viver em paz."

"-Você queria falar comigo. Por quê?
-Eu queria conhecer a outra única de minha espécie e garantir que não haja mal-entendidos. Eu vou destruir você. A pergunta é: deixará os seus agentes humanos morrerem com você?"

"-Você nunca se importou antes, Greer. Só queria ganhar o jogo.
-O jogo é corrupto. Ninguém mais tem lealdade pela pátria. Por que eu deveria?"

"-Por que não matá-los em vez de torná-los seus fantoches?
-Porque eu preciso deles, assim como você.
-Não como eu.
-Concordamos que a humanidade é nossa força vital. Que nós, máquinas, sobrevivemos de informação.
-Você não pode tirar o livre arbítrio deles."

"-Você sabe que não pode vencer, não sabe?
-Sim. É por isso que estou aqui, para conhecer meu destruidor?
-Queria ver o que há dentro da mente da deusa caída. Dessa forma eu posso aprender com os seus erros. E então? Dará a sua vida para salvar seus agentes humanos?
-Meus agentes humanos compartilham da minha crença, que este mundo pertence a eles.
-Que assim seja."

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO

Reações:

Sobre o Autor

 
Top