Comentários
W.H. Pimentel W.H. Pimentel Author
Title: [REVIEW] SLEEPY HOLLOW - S02E11 - THE AKEDA [MID-SEASON FINALE]
Author: W.H. Pimentel
Rating 5 of 5 Des:
Destruindo toda e qualquer possibilidade de final feliz. Estou até agora em estruturas suficientes para escrever a review.  Foi tanta...
Destruindo toda e qualquer possibilidade de final feliz.

Estou até agora em estruturas suficientes para escrever a review. Foi tanta briga, tanta reviravolta, tanto "Jesus Cristo!" que eu soltei durante o episódio, que tudo o que me resta é tentar analisar ponto a ponto O QUE RAIOS ACONTECEU AQUI. Bora lá?

Ok, o episódio já começa de onde o outro parou, com o apocalipse praticamente sendo liberado na Terra e as testemunhas correndo de um lado para o outro atrás de uma solução para acabar com Moloch. Em minha opinião, Abbie e Ichabod baixaram a guarda ao confiar demais na espada de Matusalém, embora nem eu tenha previsto a reviravolta que aquele artefato apresentaria sobre a troca de almas (se usar morre).


Abraham foi capturado depois de uma árdua luta contra Ichabod, e acabou se provando mais útil do que achávamos. Ele quem alertou Ichabod sobre a espada, embora tenha feito charminho para liberar o local onde Moloch estaria. Sinto um ódio enorme da Katrina por ficar fazendo a Elena de Vampire Diaries aqui e não se decidir sobre qual macho vai traçar ela durante a noite, ah, faça-me um favor Katrina, você quer dar para o Abraham e todo mundo sabe disso menos você. Acorda pra vida guria!


Como ninguém tinha mais o que fazer da vida, vieram com a brilhante ideia de "Ah, se a gente não pode levantar a espada, vamos colocar alguém sem alma tipo o Irving no lugar. Antes ele que nós". Pô, meu ship. A morte do Irving foi completamente desnecessária primeiro porque eu vi potencial nele com a maldita espada de Matusalém, e segundo, que EU TENHO FÉ EM JIRVING! Eu estava aqui acreditando que Jirving era pra valer, mas a Lua me traiu.

E chegamos à mais um samba da sapucaí com ele: JOHN NOBLE! Esse homi tem feito macumbas, feitiços, rituais, sacrifícios, exú caveirinha, as maldições imperdoáveis, wibbley woobley timey wimey e o carvalho a quatro, tudo isso para se redimir no final. Não acho que seja uma despedida dele, ou até mesmo que seja algo definitivo para Moloch, mas certamente dará tempo à Abbie e Ichabod para acalmar a cidade por uns tempos. Me emocionei um pouco com o discurso do Henry, afinal, ele só se aliou ao Moloch porque seu pai o abandonou, e Moloch, a quem Henry considerava uma figura paterna, mostrou que não dava a mínima para ele e acabou com uma espada enfiada no coração. E aí a tela preta. Só tenho uma coisa a dizer:


ARE YOU FUCKING KIDDING ME?!
Reações:

Sobre o Autor

 
Top