Comentários
Lilian Zin Lilian Zin Author
Title: [REVIEW] CROSSING LINES - S02E03: THE KILL ZONE
Author: Lilian Zin
Rating 5 of 5 Des:
 "Você expressou sua opinião... por nada." - Louis Daniel Um sniper mata, aleatoriamente, cinco pessoas, incluindo dois...
 "Você expressou sua opinião... por nada." - Louis Daniel

Um sniper mata, aleatoriamente, cinco pessoas, incluindo dois policiais na França. Não seria um caso para a ICC Team, até que uma pequena frase faz tudo mudar. Essa é a premissa de The Kill Zone, um episódio com uma trama boa, mas explorando pouco alguns aspectos.

Louis está de volta a campo e já enfrenta um sniper, completamente contra a política da União Europeia e contra a equipe atuar em crimes pelos vários países da Europa, pregando que não existem mais cidadãos franceses, italianos, alemães ou irlandeses. São todos europeus. Ver Louis enfrentando o homem cara a cara, desarmado e apenas confiando em Eva e Tommy para acertarem o tiro foi muito bom.

Como visto anteriormente, Dorn tentou fazer Rebecca voltar a seu antigo trabalho como promotora. Bem, ela acabou aceitando a oferta, mas estava a ponto de desistir. Mas, como bom marido, Louis disse a ela que ela não era capaz, o que a fez desafiar todas as expectativas dele. No começo achei estranho, porque ele dizendo algo daquele jeito para Rebecca seria estranho. Mas com o sorriso e o comentário dizendo que ela seria uma estrela, tudo fez mais sentido. Bom ver que ela ficou empolgada com o “novo” trabalho.


Achei que como era o primeiro dia de Arabela, o caso teria uma maior participação dela, mas não foi assim. Sebastian ajudou bastante, com o ScanGen, mas gostaria de ter visto mais dele. Eva sendo preocupada como sempre e ainda triste pela morte de Anne-Marie. Claro que todos sentiram, mas Eva é a que mais sente falta dela. Isso é completamente perceptível. Foi como quando Sienna foi assassinada: era claro que Tommy estava mal pela falta dela.

Falando em Tommy, não preciso nem dizer o quanto amei ver ele com a camisa verde, a mesma do piloto. Também gostei bastante de todo o conhecimento por 1984, porque afinal “Não é porque não gosto de ler que eu não sou bom nisso”. E também é bom em descobrir o número de celular os amiguinhos...


Hickman fazendo a coletiva de imprensa foi excelente. Ainda mais xingando o homem de todos os nomes possíveis e sendo Hickman. Dá para ver uma melhora na expressão facial dele, uma alegria interna. Tudo isso por ter prendido Genovese. Agora acho que a melhor parte do episódio foi Hickman falando para Louis mandar o dedo do meio para a câmera da rede de televisão em um helicóptero. Muito, muito engraçado.

Shari acordou, querendo saber de tudo o que aconteceu, de quanto tempo ela passou em coma. É complicado, porque contar tudo para uma pessoa que mal acordou direito é algo que pode traumatizar fácil. Espero que mostre Carl contando para Shari, porque acredito que ele vá fazer isso tranquilamente. E vai se afastar dela depois, porque, como ele mesmo já disse, todas as pessoas boas que se aproximam dele acabam machucadas.
Reações:

Sobre o Autor

 
Top