Comentários
Lilian Zin Lilian Zin Author
Title: [REVIEW] NCIS - S12E11: CHECK
Author: Lilian Zin
Rating 5 of 5 Des:
"Não quero saber quanto pesa o fígado dela. Não quero catalogar suas cicatrizes. Mas acima de tudo, não quero abrir outro amigo. Ach...
"Não quero saber quanto pesa o fígado dela. Não quero catalogar suas cicatrizes. Mas acima de tudo, não quero abrir outro amigo. Acho que atingi meu limite." - Jimmy Palmer

E quando eu pensava que House Rules seria o melhor episódio da temporada, vem Check para mudar minha opinião completamente. Estou apaixonada pelo episódio, mesmo tendo uma parte que não foi muito agradável.

Em um dia normal de trabalho, a equipe é chamada para um homicídio em uma lanchonete. Até aí tudo bem. O problema é que, durante a investigação, Diane Sterling, a ex-esposa diva nº 1 de Gibbs surge na cena do crime, gritando com o policial responsável pelo local, exigindo ver Jethro. Até aí tudo bem. O pequeno problema é quando Rebecca aparece. Após 12 anos, finalmente vimos o rosto da ex-esposa nº 2 (aquela que Gibbs pegou com outro na cama). Porém quando uma ex-esposa aparece, o problema já começa. Quando duas aparecem, ao mesmo tempo, a chance de problema piora. Ainda mais se for durante um período em que Gibbs está proibido de tomar cafeína, devido a um check-up, fato tratado de forma cômica durante o episódio.


O que me chamou muito a atenção no episódio foi como o caso ficou bem equilibrado com a vida pessoal de Gibbs. Depois de uma investigação preliminar, foi determinado que as cinco vítimas da lanchonete, quatro homens e uma mulher, estavam com seus Impostos de Renda atrasados e todos teriam uma reunião com uma mesma companhia. Falsa, claro. Mas foi um pouco antes da visita a essa companhia que algo desconfortável aconteceu.



Antes de sair da cena do crime, Gibbs concordou em encontrar Rebecca para conversar no NCIS. Mas ele fugiu antes. Só que Jethro, ou J, é muito previsível. O local em que se escondeu dela? Em sua casa. Quando ele ia comer algo, ela já sai do porão gritando, tentando conversar com ele e explicar o motivo de sua visita. Após dizer que estava na etapa de pedir perdão do programa dos Alcoólicos Anônimos, ela acabou dando um jeito nas dores de cabeça do Gibbs (Dores de cabeça pela falta de café são terríveis. Experiência própria.). E foi aí que o inesperado aconteceu.

A única coisa que consegui me lembrar foi da cara que Gibbs fez ao ver McGee e Diane abraçados no sofá de Tim. E depois Fornell chegar fazendo um escândalo. Não consegui conter o riso com a cara do McGee e com o escândalo que Diane fez ao ver Gibbs e Rebecca. E pior ainda a desculpa do gato dada por Tim. Por sinal, só amor quando a Diane chama ele de Chuckie! Claro que depois a fofoca rolou solta pelo prédio todo do NCIS, sendo que até Ducky estava comentando com um dos cadáveres. Agora, Bishop e DiNozzo poderiam ter sido um pouquinho mais discretos ao falar as coisas perto do Gibbs. Mas não.


Mesmo antes de resolver o caso do múltiplo homicídio, a equipe foi chamada para outro. Desta vez um homem mais velho, com um ferimento no peito, deitado no meio da rua. Para quem já é fã do NCIS há um tempo, desde a primeira cena do crime dava para descobrir o que estava acontecendo. Mas só depois da descoberta da arma do segundo crime é que Gibbs se lembrou: Mike Franks foi morto do mesmo modo. Segundos depois Abby apresenta um desenho de uma cena de crime. Como Gibbs, muitos diriam que era a daquele crime. Porém essa era um pouco mais velha. De aproximadamente sete anos atrás, quando a diretora Jenny Shepard foi morta na Califórnia. Pelos cálculos, de personagens muito próximos à equipe, quem era o último que faltava? Ou melhor, a última. Kate Todd. E foi justamente desse último que tive o maior medo. Se você ainda não viu o episódio, aconselho não ler o que vem após a foto.



Lembro de na terça-feira ter lido um tweet da Pauley Perrette (Abby) dizendo que eles iriam perder alguém. Qualquer pessoa passou pela minha cabeça, menos a Diane. Afinal, ela era a melhor ex-esposa de Gibbs e os episódios em que ela, Jethro e Fornell tinham que trabalhar juntos eram os mais engraçados. Quando Diane “ligou” para Gibbs, achei bem estranha a voz dela. Mas no celular, todas as vozes são estranhas. Ainda cheguei a rir quando Jethro falou que ia falar com a Mata Hari. Mas, como todo bom vilão do NCIS, Sergei tinha que voltar e tinha que matar Diane do mesmo modo que Ari matou Kate. Aliás, tenho uma forte teoria de que os dois eram meio irmãos por parte de mãe, já que Ari era meio irmão de Ziva por parte de pai. Ele ainda deixou uma mensagem para o Gibbs dizendo que iria atacar todos que ele amava.

Como foi mostrado no primeiro episódio da temporada, IT Kevin fez um vírus, justamente para Sergei. E Abby abriu esse vírus no NCIS, perdendo muitos arquivos e a confidencialidade de outros. Daí é que ele descobriu tudo sobre Gibbs. Quando foi dito que ele tinha acesso a todos que trabalharam com Gibbs, pensei logo no King, na Leyla e na Amira, e no Stan, agente amado por Gibbs, que veio antes do DiNozzo.

Conseguiram rastrear onde Sergei estava. Gibbs foi atrás dele sozinho. Mas como ele queria bater nele até não conseguir mais, ele foi. E levou uma pancada na cabeça, o que resultou na fuga de Mishnev. De cortar o coração Jethro recebendo uma ligação do Fornell no fim do episódio. Muito triste mesmo. Outra parte emocionante foi Jimmy decidindo não participar da autópsia de Diane, porque não queria mais ver nenhum amigo ali naquela mesa. Aplausos para o garoto, conquistando cada dia mais espaço na série e no coração dos fãs. E o que falar dos flashbacks? Com direito a "You were my Shannon" e o segundo pedido de casamento que Gibbs fez para ela, foi o que faltava para deixar tudo ainda mais triste.

Como disse anteriormente, Gibbs e sua falta de cafeína foi algo muito bom. Ele encarando o café da Abby enquanto ela falava com ele, ou então ele comprando café só para sentir o cheiro e depois jogar fora foram ótimas cenas. Mas quando ele resolve ceder à vontade de toma o café que o noivo de Rebecca trazia consigo, foi excelente. Assim como as risadas que Tony e Bishop deram sobre as resoluções de Ano Novo feitas pelo McGee. Sim, assistir muitos vídeos de gatos é algo muito, mas muito importante mesmo!


PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO

Reações:

Sobre o Autor

 
Top