Comentários
Rafa Rodrigo Rafa Rodrigo Author
Title: [REVIEW] NASHVILLE – S3E12: I'VE GOT REASONS TO HATE YOU
Author: Rafa Rodrigo
Rating 5 of 5 Des:
"...Real life, because that’s for us living ." Só que com um pouco mais de drama… E não falo isso de forma crítica, até p...

"...Real life, because that’s for us living." Só que com um pouco mais de drama…
E não falo isso de forma crítica, até porque, acredito que por ter este aspecto novelão um dos aspectos que faz de Nashville um sucesso. E é com esses dramas, alguns mais pesados, alguns leves e outros um tanto chatinhos que chegamos neste 12º episódio.

Indo contra a onde de reclamações que a série levou em I'm not that good at goodbye, escrevi minha última review levando em consideração os pequenos ganchos deixados no ano passado, mas mesmo reconhecendo todos seus furos ainda avaliei-o como um episódio satisfatório, os draminhas leves como citei anteriormente, ajudam a balancear as relações e os plots, onde alguns personagens podem fazer falta, ou em outros casos, nem é sentida a sua ausência. Aqui, mesmo sendo uma pessoa que busca normalmente o lado positivo não consigo manter minha posição, algumas histórias foram chatas, e nos impediram apenas de saber mais sobre a única história interessante, a de Deacon.

Ok, a história de Jeff também foi interessante, pudemos ver o rapaz surtando graças aos seus resultados nada favoráveis na gravadora, ao menos fiquei perplexo com as vendas caindo 70%, muito menos que isso faria um big boss perder o emprego... Mas até mesmo este plot teve um erro em que normalmente a nossa série não costuma cair, o da previsibilidade, afinal já faz uns meses que esperamos isso acontecer, uma vez que esse anjo chamado Jeff tinha uma bela cartada em mãos contra o prefeito, que para não ver sua vida sendo destruída em todos os sentidos vai acabar cedendo à chantagem, fazendo com que um casamento cancelado seja o menor dos problemas para Rayna.

Falando de Ray, suas cenas valeram a pena basicamente por causa do flashback (que a deixam impressionantemente jovem) e a música cantada com Daph e Maddie. O mais engraçado nisso tudo é que ao final da musica, que é linda por sinal, podemos constatar o quanto essas meninas cantam tão melhor que nossa protagonista.


Com relação ao Deacon, a personagem constrói seu drama balanceando suas decisões, escolhendo quem deve e não deve saber a respeito de seu câncer, sendo que Scarlett busca em sua mãe o socorro que poderia salvar a vida do seu tio. Como eu escrevi na última review, não entendo o que esperava a pobre garota leãozinho (adoro o cabelão de Scar) ao fazer isso. E por isso não somos surpreendidos quando ela escolhe não ajudar o irmão. O câncer é uma doença complicada, quem passa por isso ou tem uma pessoa próxima passando, sabe o quanto é difícil física e psicologicamente para o paciente, o que faz deste tipo de situação até um tanto pesada para se acompanhar e até mesmo de escrever a respeito.


Por causa deste peso do plot principal tivemos Juliet com um mini-plot, sofrendo por causa da gravides e Gunnar indo atrás de Micah. Quanto ao primeiro ok, a menina está gravida de verdade por isso gravou poucas cenas para esta fase da temporada, mas sobre o rapaz, ao aparecer com temas assim, apenas sinto uma falta de Zoey...

E você, o que achou deste episodio? Comenta aí, e se interessar, veja abaixo o PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO.


Reações:

Sobre o Autor

 
Top