Comentários
W.H. Pimentel W.H. Pimentel Author
Title: [REVIEW] SLEEPY HOLLOW - S02E14 E S02E15
Author: W.H. Pimentel
Rating 5 of 5 Des:
Sleepy Hollow, assim eu não tenho como e defender. Eu não sei qual dos dois episódios foi mais indiferente: Kali Yuga ou Spellcaster....
Sleepy Hollow, assim eu não tenho como e defender.

Eu não sei qual dos dois episódios foi mais indiferente: Kali Yuga ou Spellcaster. O primeiro nos trouxe o passado de Hawley como história principal, enquanto o segundo nos fez lidar com o retorno do Irving ao mundo dos vivos.


"Kali Yuga" tinha tudo para ser um episódio magnífico, mas se transformou num episódio bastante meia-boca ao decorrer de seus minutos e me fez perguntar se eu estava vendo a mesma Sleepy Hollow que eu vi temporada passada. Muitos monstros novos foram inseridos na história e foi muita informação de uma só vez para ser descartada. A simples ideia de trazer a "mãe" do Hawley como um monstro daqueles me deu uma vontade enorme de rir que vocês não tem noção. A mulher alega que estava apenas servindo à um Deus ou sei lá o quê, mas fez questão de deixar o Hawley praticamente nu e subir no homem durante o ritual. Tô ligado no que você queria viu moça?


Como eu me recuso a comentar esse procedural tenebroso, vamos pular o plot para o Irving: Abbie contou a todos do ciclo que ele está vivo, mas receia que ele ainda esteja sob o comando de Henry, o cavaleiro de guerra. Eu achava até possível que ele estivesse realmente sendo controlado, só que Abbie veio com a baboseira de mandar Katrina testar para saber se ele estava ou não sob o controle de terceiros e me fez dizer para a tela: "Katrina mulher, seja útil uma vez na vida". Ao que tudo indicava, a ruiva do Paraguai tinha sim sido útil, mas o episódio seguinte chegou para contestar isso de uma maneira que me fez querer jogar essa bruxa de volta ao purgatório.

Em "Spellcaster", mais um dos monstros do purgatório está a solta em Sleepy Hollow e dessa vez, é um bruxo que foi expulso do clã da avó de Katrina em Salem, e ele simplesmente quer um grimório para fazer Deus sabe lá o quê dentro da cidade - que já tá na hora de mandar benzer - e como não poderia faltar, ele tinha ligação com quem? Hein? Com a ruiva do Paraguai!


Sério, toda essa desgraça é culpa dessa mulher. Se ela não tivesse ido dar para o Ichabod e engravidado dele, Abraham e Ichabod nunca teriam tanto ódio um pelo outro, Abraham não seria recrutado por Moloch como cavaleiro da Morte, Katrina não precisaria ter unido a alma dos dois, eles não teriam morrido juntos, ela não teria seu filho separado de si e ido parar no purgatório. É TUDO CULPA DELA. Mas enfim, esse bruxo chegou dando a louca em cima de todo mundo e a única coisa na história inteira que me chamou atenção foi: "Entregue-se às trevas".


ERA SÓ O QUE ME FALTAVA! Essa criatura já é inútil por si só e ainda quer inventar de se entregar ao lado sombrio? Mulher, você não pensa? É bom que se entregue mesmo e acabe morta porque eu não sou mais obrigado a te aturar, com licença, obrigado. Tem gente até que acha que eu shippo Abbie e Ichabod, mas não gente, é que a Katrina é insuportável mesmo e não faz nada que preste na série inteira. Só grita, pede ajuda, faz feitiço ruim e cria guerras inter-dimensionais. Ao final do episódio, percebemos mais uma vez como o feitiço de Katrina não serviu para nada e que Irving está sim de amizade com Henry. Pode até ser que a alma dele tenha sido retornada, mas não aceito de jeito nenhum que ele esteja fazendo isso com sua plena consciência.

Confira a promo do próximo episódio:
Reações:

Sobre o Autor

 
Top