Comentários
W.H. Pimentel W.H. Pimentel Author
Title: [REVIEW] SLEEPY HOLLOW - S02E18 - TEMPUS FUGIT [SEASON FINALE]
Author: W.H. Pimentel
Rating 5 of 5 Des:
Os indícios do fim. Minha gente, depois de dezoito episódios (alguns deles bastante tenebrosos), Sleepy Hollow enfim terminou a sua s...
Os indícios do fim.

Minha gente, depois de dezoito episódios (alguns deles bastante tenebrosos), Sleepy Hollow enfim terminou a sua segunda temporada e nos deixou com uma grande sensação de encerramento. Foi bom? Foi. Poderia ser melhor? Poderia. 

Praticamente o episódio inteiro foi centrado em Abbie nos anos 1781, tentando impedir com todas as suas forças que Katrina alterasse o passado de uma vez por todas e criasse um imenso paradoxo temporal. A princípio, não estava pondo muita fé em Sleepy Hollow dando uma de série sci-fi, mas confesso que aqui, o episódio funcionou de uma forma bem interessante e não foi nem um pouco ruim, embora tivesse algumas falhas.


Uma dessas falhas (ao menos ao meu ver) é que ao retornarem ao passado, Katrina estava com suas roupas de enfermeira (?), enquanto Abbie permaneceu com suas vestes normais. Tudo bem, pode até ser que Katrina tenha mudado de roupas e corte de cabelo por sua já existência no passado, mas mesmo assim, não engoli. Outra delas é o fato de Benjamin Franklin, um dos homens mais importantes dos Estados Unidos, não pensar sequer em se abaixar para desviar do machado do cavaleiro da Morte. 


Voltando para o episódio em si, a relação de Abbie e Ichabod se manteve basicamente no mesmo nível de fofura, uma vez que eles haviam invertido seus papéis e tentavam fazer o outro acreditar nas coisas do além. Imaginei que Ichabod fosse dar a louca com Abbie quando soubesse a verdade sobre Katrina, mas ele se manteve intacto e voltou à futura amiga por ajuda. Adorei Ichabod se vendo gravando uma selfie e brincando com o telefone como se ele fosse um artefato de bruxaria.

Então eles se dirigiram à casa onde Grace Dixon trabalhava, e ela mesma ensinou Abbie como praticar feitiçaria. Meu coração disparou com o encontro das duas e, a partir daquele momento, torci para que no presente, Abbie conseguisse trazer a Grace de volta à vida. Todo o plot envolvendo as duas, por mais que tivesse sido curto, foi muito bem feito e trouxe algo melhor ainda para a série: AGORA A ABBIE SABE SOLTAR PHASMATUS! CHAMA A BONNIE!


A ruiva do Paraguai, no entanto, estava com um fogo no rabo por vingança que chegou a ser irritante. Todo aquele mimimi de "Ain eu tenho que matar o Ichabod e a Abbie" me fez querer acertar a tela do computador umas oitenta vezes, e quando Abraham concordou em se aliar a ela, fiquei extremamente puto da vida. Felizmente, quando Abbie realizou o seu phasmatus divino, Ichabod desceu a facada na esposa e vimos a ruiva do Paraguai que tanto odiamos indo embora de uma vez por todas, e eu espero que essa demônia não volte nem em flashback porque eu não sou obrigado.


De um tudo, o episódio funcionou bem e deixou aquele clima de series finale, e se cancelarem, nem doerá tanto assim pois não foi um final tão aberto. Espero que renovem e que a série fique boa agora que tanto Abbie quanto Jenny são rainhas da macumba, Katrina morreu, Irving tá de volta e Ichabod tá solteiro. Vocês não sabem o quanto eu estou louco para ver Abbie tentando ser a wingwoman do Ichabod, sério. Bom, de um jeito ou de outro, não sei se voltarei para as reviews da possível terceira temporada, e se voltar, espero vocês lá, senão, foi ótimo ter vocês aqui comigo por esse tempo todo. Sintam-se livres para comentar o episódio!
Reações:

Sobre o Autor

 
Top