Comentários
Maluci Vieira Maluci Vieira Author
Title: [REVIEW] OUTLANDER - S01E10: BY THE PRICKING OF MY THUMBS
Author: Maluci Vieira
Rating 5 of 5 Des:
“Você tem um coração gentil, mas não tem ideia de onde está se metendo”  De um jeito ou de outro Black Jack sempre está ali, dessa ...

“Você tem um coração gentil, mas não tem ideia de onde está se metendo” 

De um jeito ou de outro Black Jack sempre está ali, dessa vez foi por conta da sua relação com o Duque de Sandringham, relação essa que pelo jeito será afetada. Claire não perde nenhuma oportunidade de usar suas lembranças da história para ganhar vantagem sobre uma situação ou pessoa, como ela não usa isso para o mal, eu aprovo. Ela fez tudo certo, ao contrário de seu marido orgulhoso e infantil que não conseguiria voltar pra casa de boca fechada. Aquela cena do Jamie agonizando no chão e ninguém para ajudá-lo foi horrível. Pelo menos o Duque é uma pessoa de palavra, apesar da covardia. 

Então, depois de um duelo diferente de qualquer outro que eu já tenha visto, sangue foi derramado e Jamie teve que voltar a ser costurado por Claire. Como senti falta desse tipo de cena! Falando em jovens passionais, temos a iludida Laoghaire, que nunca mereceu tento um tapa bem dado como aquele. Ela é perigosa, não somente ama Jamie, como também odeia a Claire. Pior que ela no quesito amor, só mesmo Geillis, que apesar de ter seu sentimento retribuído, conseguiu deixar Colum furioso. 


Tivemos um episódio mais focado em Geillis, ou seja, um episódio com mortes, traição, escândalo, rituais e muitas intrigas. Desde a primeira vez que vi a personagem já a adorei pela força que ela tem. Independendo do problema que surge, ela não se acovarda e lida com a consequência. Vocês perceberam o olhar que ela lançou para a Claire quando essa questionou sobre o marido? Essa ruiva sempre sendo esperta e fazendo cena quando necessário, aplausos para a viúva do ano, que nem deixou o corpo da Maura esfriar para fazer outra vítima. 

Geillis costuma saber o seu lugar, o que não deve fazer, como na Colina das Fadas. Primeiramente ela escutou os passos de Claire e sabia que não haviam motivos pra interromper o seu ritual, mas quando ouviu o choro do bebê sabia exatamente qual caminho devia pegar, o oposto. A cena do ritual foi muito bonita, a gravidez deu o último toque para a beleza do envolvimento com a natureza. Em contrapartida tivemos a cena seguinte, envolvendo também um bebê e costumes muito fortes. 


Claire entende muitas tradições e sabe as consequências de tentar passar por cima delas, mas quantas pessoas conseguiriam evitar aquele movimento de correr ao choro de um recém nascido abandonado? Não devemos julgar também os pais dessa criança. É só pararmos para lembrar como a Igreja Católica, para o conforto de muitas mães, trazia a ideia que recém nascidos ao morrer tornavam-se anjos. Quando se está em um lugar com pouco conhecimento, onde há ignorância sobre a vida e saúde, torna-se normal a busca por explicações sobrenaturais e de fé. 

O fato é que o que ocorreu nesse episódio acabou comprometendo as duas. Ambas foram previamente avisadas e mesmo assim decidiram o caminho que iam traçar. Caminho esse que, ironicamente, as fez chegar no mesmo destino. Agora as duas estão com os seus destinados selados e as imagens manchadas por bruxaria. Não sei qual dos dois é mais cruel, Colum por mandar uma mulher grávida para o buraco dos ladrões para amarrar uma das pontas que sua família deixou solta ou Laoghaire por escrever um bilhete e armar toda a situação para Claire. Posso adiantar que o próximo episódio promete! 

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:

Reações:

Sobre o Autor

 
Top