Comentários
Maluci Vieira Maluci Vieira Author
Title: [REVIEW] OUTLANDER - S01E11: THE DEVIL'S MARK
Author: Maluci Vieira
Rating 5 of 5 Des:
Esse episódio estava fadado a ser o melhor até aqui, mesmo assim me surpreendi com a intensidade das cenas. Sempre que a Claire fica re...

Esse episódio estava fadado a ser o melhor até aqui, mesmo assim me surpreendi com a intensidade das cenas. Sempre que a Claire fica revoltada parece que tudo na tela começa a ficar mais tenso e que algo vai explodir a qualquer momento, a raiva dela é contagiante. Deu pra sentir isso, por exemplo, quando ela começou a responder as acusações daquelas pentelha da Laoghaire. Falando nisso, até o padre surgiu do além, que surpresa foi o relato desse homem. Foi uma montanha russa de emoções, fiquei bem admirada quando houve aquele momento de silêncio, mas era só uma preparação para algo muito pior. 

O Ned tentou ser útil, trouxe conforto para Claire, foi o melhor advogado que alguém podia ter naquelas condições, mas o resultado já estava decidido antes mesmo do julgamento começar. As pessoas daquela época, pelo que costuma ser retratado, gostavam de ver punições sendo aplicadas, era um modo de lazer e de se satisfazer com o que parecia ser exemplo de justiça. Um julgamento regido pela Igreja e apoiado por pessoas que acreditavam em bruxas, não teria realmente um final feliz. Vou sentir tanta falta da minha ruiva linda! 


Lá, prestes a voltar para o julgamento, quando estava sozinha com a Claire, foi a primeira vez que vi a Geillis realmente descontrolada e com medo. Mesmo assim ela conseguiu retomar o controle para tentar entender a situação, afinal ela escolheu estar ali, ela tinha um propósito, ser uma jacobita vinda de 1968 fazia sentido, mas o que a Claire tinha a ver com a história, qual o papel dela ali? Como ela veio a descobrir, não passou de um acidente. Já a Geillis sabia  bem onde estava pisando. Não é a toa que foi tão difícil para ela ver a Claire sendo punida injustamente, sendo que ela tinha todo o poder de impedir isso. 

O resgate de Jamie foi muito convincente, que homem! A cena toda foi um mix de emoções, enquanto ficava indignada com o pessoal vibrando com a dor alheia, sorria ao ver o Jamie e logo em seguida sofria horrores pela sentença da Geillis. Sabia que ia chorar na parte da confissão, ela atuando daquela forma, grávida e se expondo pela Claire. Sem contar que fazia uma das revelações mais importantes nesse meio tempo, o que fez Claire ficar ainda mais confusa e chocada. Não apenas uma jacobita linda que era movida por politica e amor, mas também uma viajante do tempo. Simplesmente horrível a cena da Geillis despida sendo carregada. 


Para fechar esse episódio que passou voando ainda tivemos a maior revelação de todas, sem contar na volta surpresa a Craigh na Dun e a oportunidade de voltar para a sua época. Tantos acontecimentos importantes! Adoro quando a  série não enrola muito, então foi ótimo ver a Claire contando tudo para Jamie sem muita espera. Incrível a facilidade de falar sobre o futuro e sobre o presente, o passado no caso. Até pelo motivo que “eu sou do futuro” é tão mais ameno que “eu sou uma bruxa”, né? Só o Jamie mesmo pra ouvir tudo e ficar com aquela cara no final, sem expressão alguma, foi assustador. Bom que logo depois o casal já voltou a se consolar, afinal, não há casal mais ferrado e intenso que esse. 

Sim, Jamie faz isso. Ele dá a chance dela escolher, sem pressão, sem pressa, se quer ir embora de vez. Uma chance de se redimir. Ok, rolou uma certa pressão, mas nada mais natural. Ela pôde escolher a sua casa. E escolheu: Lallybroch.

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:

Reações:

Sobre o Autor

 
Top