Comentários
Yara Oliveira Yara Oliveira Author
Title: [REVIEW] THE VAMPIRE DIARIES - S06E018: I NEVER COULD LOVE LIKE THAT
Author: Yara Oliveira
Rating 5 of 5 Des:
Depois da inesperada notícia que Nina Dobrev estava deixando a série, a reintrodução do "plot da cura", mesmo continuando cha...


Depois da inesperada notícia que Nina Dobrev estava deixando a série, a reintrodução do "plot da cura", mesmo continuando chato, começou a fazer sentido e em "I never could love like that", o fato de Elena não aceitar seu vampirismo começa a ficar mais e mais forte. O roteiro está nos dando pistas de como será a saída da atriz de The Vampire Diaries.

Se a série irá ou não passar da sétima temporada, isso é assunto para fórums e suas teorias, mas essa sexta temporada não tem trabalhado tão bem assim seus personagens, para que eles funcionem independentes de sua protagonista, ainda que Elena não seja tão querida assim pelos fãs, é difícil imaginar um episódio sem ela. Mas teorias de lado...

Como eu disse, o episódio dessa semana, focou em mostrar o quanto Elena não nasceu para esse universo dos vampiros, ainda que ame Damon, parece que ela é capaz de deixar tudo para traz só para conseguir ter uma vida mortal e uma família, qualquer semelhança com a Original Rebekah, é mera coincidência (eu acho). Isso tudo fica claro quando ela recebe a notícia de que Jo está grávida de Alaric e sua reação não reflete a alegria da amiga.

Enquanto Elena enfrenta uma crise existencial, Bonnie e Clyde... quero dizer, Stefan e Caroline, continuam com sua brincadeiras psicóticas, assustando pessoas até a morte, obrigando-as a assistir o show de Karaokê da Caroline, prendendo o Tyler e o Matt... ainda que extremamente divertido, não tivemos a chance de rever o Stefan "Ripper" e depois da cena com sua mãe, acho que não veremos o Ripper tão cedo.


A última chance de Damon fazer seu irmão religar suas emoções, é convencer sua mãe Lilly,  a ser o gatilho emocional, o que parece teoricamente simples, se complica quando Lilly Salvotore diz que não lembra como era amá-los, basicamente, ela os vê como desconhecidos. Mesmo ouvindo isso, Damon insiste no encontro dos dois e a faz atuar em troca de tirar sua "família" da prisão de 1903.

E mais uma vez temos o conflito da cura, logo no café da manhã, Lilly pergunta para Elena se ela sente falta de ser humana e depois admite para Damon que o ouviu falando da cura com Bonnie, ela diz não confiar nele, por não oferecer essa opção para a Elena, o que obriga Damon a entregar o Ascendente.


Em paralelo a tudo, finalmente aprendemos a história de Enzo, que sabíamos que tinha morrido de tuberculose,  mas descobrimos que não foi ninguém menos que Lilly Salvatore que o transformou. Enquanto vemos flashbacks de sua história, o destino dele e de Sarah Salvatore vai sendo resolvido, Enzo decide se vai ou não levar seu plano a frente e ainda que tivemos um final satisfatório, o futuro dos dois ficou em aberto.
Os roteiristas de The Vampire Diaries, além de consertar os diversos problemas dessa temporada, tem a missão de fazer a despedida perfeita de sua protagonista e ainda dar razões o suficiente para a série continuar no ar. Isso tudo em QUATRO episódios. Em "I Never Could Love Like That" já dá para sentir a corrida contra o relógio começando.

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:

Reações:

Sobre o Autor

 
Top