Comentários
Ayla Aguiar Ayla Aguiar Author
Title: [REVIEW] FOREVER - S01E20: BEST FOOT FOWARD
Author: Ayla Aguiar
Rating 5 of 5 Des:
“Existem momentos em nossas vidas nos quais somos levados a nos perguntar, o quão longe estamos dispostos a ir por aquilo que que...


“Existem momentos em nossas vidas nos quais somos levados a nos perguntar, o quão longe estamos dispostos a ir por aquilo que queremos. O quanto estamos dispostos a aguentar, a arriscar, a sacrificar?”

Então, o episódio traz a história de duas bailarinas, uma se aposentando, ou sendo substituída pela mais nova, já que a primeira que está saindo, vem tendo problemas de dores por culpa de uma lesão, aparentemente, e da competição entre as duas, pois não é legal você tá sendo substituída, e a outra sofre preconceitos da mais velha por ter vindo de um subúrbio muito ruim de Havana. E em paralelo, temos o Henry ainda um pouco obcecado pela arma que o matou pela primeira vez, e o Abe a procura da mãe desaparecida anos atrás.

Nesse episódio a gente vê o quanto algumas pessoas são capazes de tudo, de sacrificar o impossível para conseguir aquilo que mais almeja, de ‘viver para sempre’ na memoria das pessoas como uma bailarina que poderia ter sido a melhor, se não tivesse sido tolhida lindamente, e supostamente pela rival. Na historia paralela do Henry, vemos em um dos seus flashbacks uma historia parecida, e ao mesmo tempo tão diferente e triste: uma amiga do mesmo, artista, que criava esculturas incríveis, mas que dependia da heroína para liberar algo dentro da própria, que ela nunca tinha sentido sóbria. O que cobrou seu sacrifício.


Saindo um pouco do caso e indo para a história adjacente: Jo sendo meio que pressionada pelo Isaac a fazer uma viagem, pra onde ela quisesse, e a detetive escolhe a França, e ao tentar seguir um conselho passado pelo Henry, o que eu achei lindo ele dizer que pra fazer aquilo, teria quer ser com a pessoa certa para a experiência ser completa. E ai temos uma Jo percebendo que não era com o Isaac que ela queria fazer aquilo, não era a pessoa certa. E licença pra isso: surtei, e surtei muito quando ela não foi, voltou e foi procurar pelo Henry. Desculpem, mas eu não gostava do cara que ela se envolveu. Gostei dela feliz, não dele, mas enfim.


E falando nisso: nunca tive tanta raiva e vontade de dar na cara de um personagem, como tive de fazer isso com o Abe. Pra que mano? Pra que atrapalhar os dois? Poooooxxxaaaaaa! Justo quando ia acontecer, ele vem e faz aquilo? Não migo, parou, que foi feio demais viu. Serio mesmo, eu estava surtada demais, quase jogando um nos braços do outros e dizer “Se beijem!” e PAM! O Abe aparece. Mas tirando isso, sinto que irei me acabar no 21, com a historia da Abgail, mesmo não sendo muito fã dela nesses últimos episódios. 

Reações:

Sobre o Autor

 
Top