Comentários
João Carlos João Carlos Author
Title: [REVIEW] LAW & ORDER: SVU: S16E22 - PARENT'S NIGHTMARE
Author: João Carlos
Rating 5 of 5 Des:
Semana passada estava conversando com uma tia minha que trabalha em uma creche e ela disse que o turno da tarde é o pior, pois é quand...

Semana passada estava conversando com uma tia minha que trabalha em uma creche e ela disse que o turno da tarde é o pior, pois é quando as crianças são liberadas. Onde ela trabalha os responsáveis dão uma lista das pessoas que são autorizadas para retirar seus filhos e a creche fornece uma carteira para aprestar na hora da retirada, tudo isso para evitar que algum desconhecido apareça e leva alguma criança embora sem o consentimento dos pais. Essa conversa encaixou muito bem com o episódio, pois vimos que Owen Farhidi é levado da sua escola quando um homem diz que foi enviado pela mãe da criança para pega-la, pois a mãe, Dana Farhidi, não podia ir pessoalmente.

Uns dos piores pesadelos dos pais é saber que seu filho está desaparecido e não poder fazer nada. O desespero que deve ser para os pais quando um ente querido é sequestrado deve ser devastado e é esse o tema abordado no episódio. Quando Dana aparece para buscar seu filho descobre que ele já não está mais na escola e o desespero que a personagem demonstra é coerente ao que acontece na vida real.

Cabe a unidade investigar este sequestro que no final acaba não se tornado um sequestro de fato, pois com o decorrer do episódio descobrimos que o pai de Owen, Sam Farhidi, contratou Javier Rojas (interpretado por Frankie J. Alvarez de Looking) para “sequestrar” o filho para ensina-lo uma lição, pois Owen confia de mais nas pessoas, fala com todo mundo e o pai estava tentando ajuda-lo a ficar mais esperto na vida. Tudo isso saiu do controle, pois Dana esquece o celular e todo o esquema cai por terra.


Algo que pode mudar o futuro de alguns personagens foi mencionado nesse episódio e talvez será trabalhado na próxima temporada. Ed Tucker faz uma visita para Benson e diz que quartel general da policia quer que a unidade seja comandada por um Tenente e sugere a Olivia fazer o teste. De primeira ela fica um pouco na defensiva, mas logo vê que isso é uma boa oportunidade de carreira. Sabendo disso, caso ela passe nos testes, ela deverá nomear outro sargento para a unidade e ninguém menos que Fin para o cargo já que ele tem muitos anos na policia e na unidade.

Acho até justo pensar primeiramente em Fin, pois ele está na série desde a segunda temporada e são muitos anos de experiência, mas Fin parece não estar animado com a oferta deixando aberto para outra pessoa tomar a cargo, caso surgir, e aparentemente Amaro ficou animado com a ideia se Fin recusar a oferta feita por Benson no futuro. Se fosse na temporada passada eu ficaria todo revoltado se Amaro fosse cogitado para o cargo de sargento, mas nessa temporada deram uma desenvolvida no personagem que eu não tenho mais nada de ruim contra ele igual antes e acharei interessante caso ele for o novo sargento. Mas claro que tudo isso que falei é uma suposição já que a ideia foi introduzida e não foi desenvolvida, mas esse é o único caminho que pode sair dessa história.

Não foi o melhor caso e plot twist da série, mas foi bem executado e para um episódio que antecede a season finale foi uma boa introdução para a trama do próximo episódio que está envolvido na relação de Benson e Noah e Parent’s Nightmare veio para fazer uma relação com o caso da semana com a vida da Benson e soube fazer essa relação de uma forma indiretamente tanto o desespero de uma mãe em “perder” seu filho quanto uma disputa judicial para a guarda da criança. A season finale vem ai para mexer com o coração de muita gente.


PS: Para qualquer mãe a primeira vez que deixa o filho na escolinha deve dar um aperto no coração e Noah dando os bracinhos querendo a mamãe foi lindo de mais.

PS: Rollins e nem Barba apareceram nesse episódio. Espero que no próximo todo o elenco esteja presente.

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:

 
Reações:

Sobre o Autor

 
Top