Comentários
W.H. Pimentel W.H. Pimentel Author
Title: [REVIEW] ORANGE IS THE NEW BLACK - S03E02 - BED BUGS AND BEYOND
Author: W.H. Pimentel
Rating 5 of 5 Des:
Ooh this my shit, all the girls stamp your feet like this (8). Eu não avisei a vocês que as mentiras da Piper ainda iam causar merda na...
Ooh this my shit, all the girls stamp your feet like this (8).

Eu não avisei a vocês que as mentiras da Piper ainda iam causar merda na série? Pois bem, meu caros, minha profecia acabou se concretizando - e bem mais cedo do que eu esperava -, e além disso, o episódio foi repleto de maiores reviravoltas, desde o plot da Red até mesmo ao Caputo, passando pela Nicky no meio. Vem comigo que a review está ótima!


Para início de conversa, estou amando essa Poussey das macumbas, toda fangirl de GloNo (Gloria e Norma) e super crente que alguns vudus avulsos irão protegê-la de qualquer coisa que seja. Achei que ela iria pedir para ver a mãe, mas na realidade ela queria proteção contra os percevejos e a ajuda acabou saindo mais parecida com um repelente de vampiros dos anos 90 do que um repelente de mosquitos. O núcleo do getto foi meio desfocado, mas soube mostrar bem o quanto a Crazy Eyes ainda é mimizenta em relação à Vee, as doideiras que só Taystee e Cindy têm e lógico, a participação figurativa da corredora lá que de tão pouco que aparece, não sei nem o nome.


Nicky e Big Boo passaram por maus bocados ao verem a leseira do que fizeram - na realidade, do que deixaram de fazer - e agora vai ser meio difícil explicar ao guarda lá que elas não estão mais em posse da heroína e que esta desapareceu dentro da penitenciária. Espero que isso não fique tão enrolado quanto aquela maldita chave de fenda vermelha, mas que seja tão intenso quanto. Nicky e Big Boo ganharam um bom destaque com essa história e merecem um ótimo aproveitamento disso.


As mentiras de Piper finalmente vieram à tona e as duas personagens que provavelmente são as mais importantes para ela acabaram se revoltando. Red ficou puta da vida quando descobriu a mentira deslavada da Piper sobre o restaurante e cortou relações com a guria, nada mais do que merecido, só que como Red é a diva do povão, não faria isso sem dar um sermão da pesada. Já a Alex preferiu chorar, abrir o berreiro, espernear feito uma louca, forçar sua imagem de vítima e tentar me fazer gostar dela, o que, obviamente, não deu certo. A cena das duas só valeu pelas pegadas violentas no final do episódio, cujas fiquei alternando entre o surubão de Sense8 1x06, me julguem.

O que mais me pegou de surpresa no episódio inteiro nem foi a história da Piper ou qualquer outra comentada acima, mas sim o fato de Litchfield estar com os seus dias contados. De forma alguma eu vi essa chegando e estou até agora sem acreditar no fato que veremos uma troca de cenários entre a terceira e a quarta temporada. Quero ver aonde isso vai dar, mas antes, vamos falar um pouco sobre o Bennett, um personagem que eu não ligo, mas gostei de saber sobre. Descobrimos lá na primeira temporada que ele perdeu a perna num acidente no exército, embora nunca nos fosse mostrado como. Bom, este episódio mostrou em um flashback, a vida do Benett no exército - que basicamente consistia em dançar Gwen Stefani sem camisa e com a bunda empinada e limpar banheiros - e na última sequência, um aviso de bomba e aquele choque nosso pensando que haveria a cena da explosão. 


Por mais que o Bennett seja indiferente para mim e eu ache o plot da Daya a coisa mais desnecessária da história (depois de duas temporadas a gente cansa), esse episódio soube trazer uma certa redenção para o casal. Bennett agora está disposto a formar uma família com Daya uma vez que ela saia da cadeia e ele fez questão de mostrar o tamanho do seu comprometimento. O rapaz ainda visitou a família dela para contar as grandes notícias (e quase morreu de susto com o Cesar apontando a arma para o Emiliano), o mais interessante de tudo é que a família - com exceção de Aleida - aceitou ele numa boa. Como eles não tinham mais o que inventar, trouxeram a mãe do Mendez para a série e embutiram ela no meio da história. Não sei o que achar disso, pois ainda é muito cedo para pensar algo sobre a personagem, mas a história parece pender mais para o lado positivo que para o lado negativo. 
Reações:

Sobre o Autor

 
Top