Comentários
Leandro Cardoso da Cruz Leandro Cardoso da Cruz Author
Title: [REVIEW] FEAR THE WALKING DEAD - S01E02 - SO CLOSE YET SO FAR
Author: Leandro Cardoso da Cruz
Rating 5 of 5 Des:
"Ninguém está prestando atenção, é como se não fosse real!" E chegamos à segunda semana e os rumos da série começam a ficar ...
"Ninguém está prestando atenção, é como se não fosse real!"

E chegamos à segunda semana e os rumos da série começam a ficar mais claros. O ritmo lento prometido tem se mostrado algo subjetivo. Ok, os eventos envolvendo os protagonistas não foram muito longe, mas parece que Los Angeles não vai durar muito tempo.

Por enquanto temos um plot principal que todos conhecem do selo The Walking Dead: sobrevivência. A partir disso temos o desenvolvimento das tramas pessoais. Esse episódio teve dois focos principais e mais dois secundários que devem se desenvolver a seguir. Mas como diria o Jack, o Estripador, vamos por partes.

A tônica do episódio foi ditada por duas frentes, Travis indo buscar seu filho e sua ex-esposa (respondendo assim a dúvida sobre o papel deles na séries, que levantei no Primeiras Impressões) e a empreitada de Maddy atrás de remédios para Nick (mais uma dúvida respondida).


As outras duas questões que ainda se mantém em aberto (em partes) é a situação de Matt e como Alexia vai lidar com isso, uma vez que já sabemos o que vai acontecer com ele né? E a abstinência de Nick, que deve se manter controlada por enquanto. Só espero que não seja algo que fique sendo tratado todo hora, acabando por desperdiçar uma boa história.

Bem, comecemos por Maddy e, nosso herói, Tobias. As cenas no colégio foram muito boas, a tensão presente no momento em que Tobias aparece foi interessante. Após anos vendo TWD nós sempre achamos que é um zumbi, mas nem tem tanta gente morta ainda em Fear. Ainda.


Além disso, algo que imagino que será interessante nessa série é maneira como os personagens lidam com a morte e sua sobrevivência. Até o momento pelo menos, Fear não conta com policiais, ou outros que saibam lidar essas situações. Maddy e Tobias tiveram problemas pra se livrar de apenas um zumbi, imagina quando estiver cheio deles?!

Enquanto isso, no núcleo da busca familiar, temos algumas respostas. Eu pelo menos sempre me perguntei como as cidades ficaram destruídas depois do apocalipse zumbi. A explicação que começa a ser apresentada é, pra mim, a mais compreensível. O próprio humano toca o terror quando vê uma chance. É a beleza da anarquia!


Além disso, mais uma vez é usada a palavra "vírus". Não acho que vão dar a resposta definitiva do que levou a tudo dar errado (e por favor, não usem Resident Evil como exemplo pra isso), mas é claro que vão citar teorias o tempo todo. Afinal, em TWD, a história começa com Rick já no meio da bagunça, é de se imaginar que quando tudo estava acontecendo as pessoas se perguntavam os motivos.

Por fim, Travis encontra Liza e eles partem atrás de Chris. Fica aqui dois pontos:

1- Liza representa os desinformados do mundo;

2- Chris é um revolucionário um tanto quanto babaca. Custava prestar atenção que ia desandar tudo?

Na verdade acho que tanto Chris, quanto Alexia, tem se mostrado pessoas irritantes. O que é legal pra trama, já que nem todos os jovens são engajados na luta zumbi (#TeamTobias).


Agora vamos esperar até dia 13 pra saber como a família Salazar vai se encaixar na história (só acho que morrem cedo, pelo menos um deles já no próximo). Além disso, quanto tempo vai demorar pra família se reunir, agora que L.A. tá indo pro brejo? E o mais importante, veremos nosso herói de novo? Ficam as dúvidas.

A seguir a promo do próximo episódio, como disse, sai dia 13 nos EUA:

Reações:

Sobre o Autor

 
Top