Comentários
Lara Séphora Lara Séphora Author
Title: [REVIEW] HOW TO GET AWAY WITH MURDER - S02E01: IT'S TIME TO MOVE ON [SEASON PREMIERE]
Author: Lara Séphora
Rating 5 of 5 Des:
Nitroglicerina pura – explosivo, perigoso, fatal – isso descreve muito bem a volta de How to Get Away With Murder. Infelizmente não con...
Nitroglicerina pura – explosivo, perigoso, fatal – isso descreve muito bem a volta de How to Get Away With Murder. Infelizmente não concederam ao telespectador a morte rápida da explosão, nós queimamos e nos contorcemos numa sufocante agonia até o último minuto do episódio – e pra ser sincera, eu ainda estou sem fôlego!

A tensão começou desde os flashbacks da temporada passada, selecionaram a dedo todos os momentos caóticos, esfregaram na nossa cara tudo de ruim que aconteceu, nos avisando claramente que a tendência sempre é piorar. Me surpreendeu bastante esses serem os únicos flashbacks notáveis, ao contrário da temporada passada – que insistia em se apegar aquilo que tinha acontecido – nós tivemos saltos temporais, o que dinamizou bastante o ritmo da série. 

Cheguei a pensar que essa temporada seria sobre a Rebecca, que passaríamos todos os próximos episódios eliminando cada um dos suspeitos. Porém, logo no primeiro, descobrimos quem era a culpada, outra prova que o ritmo da série mudou para melhor. Shame on you, Bonnie. Particularmente, achei a escolha bem arbitrária, tentaram usar uma passionalidade que não deu tempo desenvolver – o Sam dá um beijo nela e ela já caí de amores jogada a seus pés? Desculpa, mas não colou – além disso, deram um ar de conflito interno que não pareceu muito realista, como se a Bonnie estivesse se sentindo culpada por amar o Sam, uma vez que isso significava questionar sua lealdade a Annalise. Por um lado ficou faltando aquele toque de veracidade, aquele apelo que nos enlouquece com as especulações, (para mim) aquele grito do "eu sabia!" quando a revelaram culpada. Por outro, isso me anima, significa que nunca podemos ter certeza de nada que está acontecendo, que a pessoa menos suspeita sempre poderá ser a culpada. Serviu de aviso pra me deixar alerta.


Não tivemos aquela dança eloquente entre o caso da semana e o drama pessoal dos personagens. Annalise estava muito emocionada com a possibilidade de lidar com um homicídio que não tivesse acontecido em sua casa, infelizmente não chegou passar dessa vontade. Ele tanto fez, que conseguiu roubar o caso. Deixaram bem evidente que isso ainda vai dar muito o que falar, porém não será agora. Na cena final, depois de um salto temporal de dois meses, Annalise aparece baleada no chão do salão principal desses novos clientes, com o Wes correndo melado de sangue. Então, de verdade, esse caso ainda vai dar muito o que falar, sério mesmo, confiem em mim... Ah, não vou comentar como eu quase morri com aquela cena porque é muito doloroso, gente, eu senti que o tiro foi em mim naquela hora!

Para apaziguar os ânimos, tivemos dois momentos particularmente fofos: Connor e Oliver indo morar juntos e a Annalise levando seus pupilos para uma boate, mandando todos se divertirem, aqui a gente tem um daqueles momentos lindos entre a Annalise com o Wes, ao contrário do muita gente diz, eu vejo que ela o trata como um filho, uma mãe muito perturbada e estragada, mas bastante preocupada e carinhosa.


O episódio também teve uma super convidada especial, a Famke Janssen, ela interpretou a Eve, uma colega da Annalise dos tempos da faculdade. Na verdade, elas eram bem mais que colegas, a Annalise a trocou pelo Sam – sim, a Annalise, além de ser uma mulher negra independente, é também bissexual. Eu fiquei sem palavras! A produção foi ousada e vitoriosa, houve química entre as atrizes, o momento teve um timing perfeito, teve todo um contexto que acolheu bem essa surpresa, foi tudo minunciosamente perfeito! Existem muitos elefantes brancos na série que o "politicamente correto" nos impede de comentar, como por exemplo o fato (óbvio!) da protagonista ser negra, o personagem mais gato ser gay, o garoto da lista de espera ser negro e tantos outros...  O problema é que isso deve ser comentado, deve sim ser notados, é pra isso que a série propõe visibilidade a essas causas.

Pra terminar fiquem com o promo do próximo episódio e tente não ter um ataque cardíaco ansiando sua chegada.

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:

Reações:

Sobre o Autor

 
Top