Comentários
Leandro Cardoso da Cruz Leandro Cardoso da Cruz Author
Title: [REVIEW] ARROW - S04E01: GREEN ARROW [SEASON PREMIERE]
Author: Leandro Cardoso da Cruz
Rating 5 of 5 Des:
"Eu sou o Arqueiro Verde!" Demorou quatro temporadas, tirando uma pequena referência ao nome lá na primeira, finalmente o ...

"Eu sou o Arqueiro Verde!"

Demorou quatro temporadas, tirando uma pequena referência ao nome lá na primeira, finalmente o Capuz/Arqueiro vira o Arqueiro Verde. Se ele está igual aos quadrinhos? Duvido que um dia venha a ser, mas pelo menos o nome está lá.

Sobre o episódio, diria que esperava mais. Teve fan-service? Teve, muito! Apresentou a ideia da temporada? Sim. Minha crítica? A velocidade das coisas. Entendo uma série de 13 episódios resolver tudo rápido (mesmo que nem todas façam isso), mas uma série que terá 23 capítulos podia ser mais cuidadosa. A comparação sempre será com The Flash e nesse primeiro round, dou ponto pro velocista escarlate.


O episódio começa com o dueto entre a família feliz de Oliver e Felicity e o Team Arrow enfrentando assaltantes em Star City (detalhe especial pro fato dos easter-eggs referentes às Industrias Kord, que pertencem ao personagem do Besouro Azul, será que veremos mais um milionário por aí?). O lado romântico das séries da CW irritam a muitos, a este que vos fala inclusive, mas não tem jeito. Está lá, aceite e espere passar pra próxima cena.

Era evidente que a vida perfeita de Oliver não ia durar e isso foi apressado com a incapacidade da equipe de lidar com os Fantasmas. Esse grupo começou a atacar a cidade aos poucos, até que resolveram se livrar dos lideres da cidade e aumentam a necessidade da volta do herói.


Antes de falar do Arqueiro, vamos falar do vilão. Damien Darkh vem para ser a principal ameaça da temporada, pelo menos nesse momento. A frase dele no fim do episódio, sobre seus apoiadores, pode indicar que tem mais gente vindo (Vandal Savage seria um deles? Esperemos até o nono episódio). Ele chega com um background da temporada anterior, por sua relação com Ra's e a Liga dos Assassinos. Além disso, o lado místico agrega algo novo a série e prepara terreno pra chegada de um certo mago britânico. 

Já no núcleo arquearia da série, John ainda não está tranquilo em relação às atitudes de Oliver para derrotar Ra's, Já Laurel e Thea entendem a necessidade da volta do protagonista da equipe. Por fim, Felicity já vinha ajudando eles escondido, e ajudou na decisão de voltar do Arqueiro.


As cenas de ação que seriam o clímax do episódio ficaram em segundo plano. Foram rasas em comparação ao destaque pra relação dos personagens e esse era minha crítica. Foi dado tanta importância pra isso durante todo o episódio, mas no fim você quase não liga pro que vai acontecer. Você sabe que tudo está se resolvendo. John e Oliver? Já deram o primeiro passo. Oliver voltar? Já voltou. Descobrir quem é o vilão? Já sabem. Tudo muito raso.

Veremos qual a relação do Capitão Lance com Darkh e como isso vai se desenrolar. Parece evidente que o policial não tem problemas em entregar o Arqueiro, mas a parceria dele com sua filha pode ser um empecilho. A equipe vai ser reconstruída aos poucos e esperamos ver um Oliver menos carrancudo (menos Batman). Além disso, veremos como Diggle irá reagir ao saber que Darkh comanda a COLMEIA, responsáveis pela morte de seu irmão.


Por fim, os flashbacks. Não deixei essa parte por último a toa. Foi porque não tem muito o que dizer mesmo. Achei que ele ficaria mais tempo em Coast City, mas sua estadia já foi encerrada para leva-lo de volta a ilha a mando da ARGUS. Fica, é claro, o ponto positivo pelo easter-egg de Hal Jordan, o Lanterna Verde, depois de mil citações nas temporadas anteriores à Ferris Air e uma referência direta em The Flash. Duvido que o herói apareça, mas que foi legal mostrar um dos maiores parceiros do Arqueiro Verde nas HQs, foi.

Vejam a baixo a promo do próximo episódio, que terá a chegada do novo vilão, o Anarquia!

Reações:

Sobre o Autor

 
Top