Comentários
Carolina Carli Carolina Carli Author
Title: [REVIEW] CHICAGO FIRE - S04E03: I WALK AWAY
Author: Carolina Carli
Rating 5 of 5 Des:
Não é exagero quando digo que esses três episódios da season 4 são infinitamente melhores que a terceira temporada inteira de Chicago F...

Não é exagero quando digo que esses três episódios da season 4 são infinitamente melhores que a terceira temporada inteira de Chicago Fire. Parece que a série dos bombeiros reencontrou o caminho das boas tramas e conseguiu alinhar suas histórias de forma satisfatória.

A maior surpresa de todas é ver que aquele incêndio da Rua 24, que aconteceu lá na premiere, continua rendendo boas reviravoltas. A forma como conectaram cada personagem e desenvolveram o caso foi certa. Sem pressa, dando informações aos poucos, trabalhando os planos secundários. É isso que queremos ver, calma e muita competência na construção dessa temporada.

Uma personagem que vem me agradando bastante é a Sylvie. Lá no começo, vimos como é difícil para a paramédica se distanciar dos pacientes que salvou. A emotividade toma conta dela e é exatamente essa empatia que fez com que ela evoluísse bastante desde a sua adição em Fire até hoje. O contraste apresentado nesse episódio foi muito positivo, inclusive mostra como a vulnerabilidade desencadeia uma força fenomenal na moça.

O novo cadete teve um tempo maior de tela e pudemos ver mais um pouco da sua relação com seu irmão mais velho, o que foi bastante agradável. Jimmy me lembra muito o Casey, e talvez seja exatamente por isso que o tenente sempre coloca o novato no limite. Matt sabe que ele pode ir longe e vai ajudá-lo nessa empreitada. Agora, não acreditei nem um pouco naquela história que o Danny contou de que precisa proteger o irmão. Ele mais atrapalha do que ajuda, e é bem provável que traga mais problemas para o cadete.

Foi graças a um novo chamado naquela mesma Rua 24 que vimos um desdobramento eficaz e que vai balançar as estruturas do Batalhão 51. Depois dos bombeiros salvarem um rapaz que teve sua perna esmagada, a esposa dele resolveu quebrar o silêncio e até entregou imagens do dia que os moradores da rua atrasaram o resgate dos bombeiros.

Caso resolvido? Longe disso. O incêndio, de fato, foi criminoso. Mas não foi causado por nenhum morador do bairro. Aprofundando-se cada vez mais em suas investigações, Gabby descobriu o nome de Roger Maddox, empresário cheio de dinheiro. Tudo leva a crer que se ele não é o incendiário, pelo menos é o mandante.

E, como é peixe grande, os arquivos digitais e físicos da investigação feita por Dawson já sumiram. Não vai ser fácil provar que ele é o culpado, e o Boden vai entrar em sérios apuros se não encontrar evidências o mais rápido possível.

Para piorar a situação de outro personagem, temos a comprovação que a vida amorosa do Severide é uma tremenda armadilha. Eu juro que cheguei a pensar que a Jamie seria advogada do Batalhão, mas eis que a moça vai advogar para Roger, o provável vilão dessa temporada.

E como não pode faltar drama e tensão, com a descoberta que os arquivos de sua investigação sumiu, Dawson começou a sentir fortes contrações e estou torcendo demais para que nada aconteça com ela e nem com o bebê. O núcleo dos pequeninos sofre muito em Chicago Fire, sempre acontece alguma coisa. Pelo menos uma vez tem que ser sem sofrimentos. Pelo bem da Gabby, do Matt e pelo nosso bem.

E vocês, o que acharam do episódio? 

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO
Reações:

Sobre o Autor

 
Top