Comentários
Carolina Carli Carolina Carli Author
Title: [REVIEW] CRIMINAL MINDS - S11E02 - THE WITNESS
Author: Carolina Carli
Rating 5 of 5 Des:
"É nos momentos de decisão que seu destino é moldado". - Tony Robbins Decisão. Uma palavra tão simples, mas que tem o pode...
"É nos momentos de decisão que seu destino é moldado". - Tony Robbins

Decisão. Uma palavra tão simples, mas que tem o poder de revirar vidas. O segundo episódio de Criminal Minds mostrou como uma ação deu início a uma matança e quase acabou num ato terrorista dentro da BAU.

É gratificante ver como a série construiu esse episódio, colocando várias dúvidas em nossa cabeça. Logo nos minutos iniciais, parecia que o Charlie era o unsub e que acompanharíamos suas loucuras até descobrirmos qual a sua motivação. Eis que o tempo foi passando e outro suspeito apareceu. Seria então uma dupla? Nada disso.

Sempre procurando se reinventar e não repetir casos, Criminal Minds resolveu usar uma vítima de oportunidade para construir o seu arco. Depois de descobrir que estava sendo traído, Charlie foi até o amante da sua mulher e, após entrar numa luta corporal, a arma dispara, atingindo o rapaz. Acontece que o meio irmão do Theo, Mitchell, viu toda a cena e começou a chantagear Charlie. E aí, além de completar o seu plano sem sujar as mãos, Mitchell ainda incriminava o Charlie.

Foi um caso bem elaborado e conduzido e a série já mostra logo no início da temporada que vai entregar boas histórias para o telespectador.

Para os fãs de The Mentalist, foi uma surpresa boa ver o Tim Kang aparecendo. Principalmente, porque na série do Jane, Tim interpretava Cho, um personagem que sempre carregava um semblante fechado e raramente sorria. Pudemos ver o ator na pele de um desesperado Charlie, que ia surtando a medida que entrava cada vez mais fundo nas chantagens de Mitchell.

Sobre a nova personagem, gostei bastante de como ela interagiu com a equipe, particularmente com o Reid. Tara é simpática e já entrou em sintonia com os outros agentes. Quero muito que ela tenha um episódio todo voltado para ela, porque como falei na review anterior, seria interessante explorar essa dinâmica que a doutora traz para o FBI. Inclusive, já dava para terem colocado uma coisinha mínima nesse episódio. Quando ela e o Rossi estão entrevistando o Charlie e perguntam sobre casamento, ele abaixa a cabeça e roda o anel no dedo. Alô, análise comportamental? Podiam ter iniciado ali uma participação diferenciada e que segue um viés totalmente diverso do comum.

PS: Pessoal, prometo que as reviews de CM não vão mais demorar tanto para sair.

E vocês, o que acharam do episódio? 

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO 
Reações:

Sobre o Autor

 
Top