Comentários
Lilian Zin Lilian Zin Author
Title: [REVIEW] NCIS: NEW ORLEANS - S02E04: I DO
Author: Lilian Zin
Rating 5 of 5 Des:
“Who the hell do you think you are? Honor. Courage. Commitment. You killed a father, a hero. The man who saved your life.” – Dwayne Cassi...
“Who the hell do you think you are? Honor. Courage. Commitment. You killed a father, a hero. The man who saved your life.” – Dwayne Cassius Pride

Depois do episódio da semana passada, tive a impressão de que, desde que NCIS NOLA voltou, comecei a ficar cada vez mais ansiosa pelo próximo episódio. Principalmente depois de uma semana péssima.

Durante um casamento do membro de uma das equipes de Seabees, uma das damas de honra encontra o corpo do Tenente Max Griggs, enquanto tentava pegar o buquê. Enquanto investigava o assassinato do Tenente, a equipe chegou a suspeitar que, além de seu trabalho confidencial, o mesmo estava espionando algo para sabe-se lá quem.

Tendo em vista que a vítima era piloto de drones, ele ajudou em várias operações de risco da Marinha, incluindo a que os Seabees do casamento atuaram. Na hora do desespero, qualquer bobagem sai da boca de quem tem algo a esconder. Depois de ouvir uma confissão de assassinato, em que um dos Seabees admitiu ter atropelado uma mulher, Griggs decidiu usar seu instrumento de trabalho para localizar o corpo da vítima e dar uma chance ao assassino de fazer o que é certo. Acredito que o dito assassino deva ter confundido o ato com uma ameaça, precisando matar o Tenente. Admito que acho os drones um pouco irritantes (especialmente aquele barulho que parece uma mosca gigante), além de uma violação à privacidade alheia. Tirando isso, gostei bastante do caso.


Outra coisa que já esperava há um tempo e finalmente aconteceu foi King confrontando Lasalle por nunca ter dito nada sobre a morte de Savannah e como ele se sentia sobre isso. Depois de uma semana péssima, tudo o que eu precisava era de um episódio de NCIS NOLA que me animasse, não que me fizesse chorar. Mas ainda bem que esse episódio veio justo nessa semana. Quando li o nome do episódio e vi que, logo no início do episódio, Lasalle já apareceu e com uma outra mulher, pensei que já ia vir alguma besteira por aí. Ou isso, ou então a mulher, também dama de honra do casamento já citado, apareceria morta e ele seria o principal suspeito (bem à lá Nick Stokes na primeira temporada de CSI).Fiquei bem aliviada quando vi que não seria assim.

Como já disse várias vezes, tenho vontade de enrolar Chris em um cobertor e protegê-lo de todo o mal do mundo. E dessa vez não foi diferente. Toda aquela situação de ele se relacionar com a situação em que o marido da vítima de atropelamento estava e de saber o quanto o filho de Griggs sentia do pai, quebrou meu coração em milhões de pedaços, sem possibilidade de juntá-lo novamente. Quando ele explicou para King o motivo de não dormir em sua casa, acabou de vez comigo. Mas acho que agora ele vai começar a voltar a se estabelecer, assim espero.


Gostei também de ver a Sonja se abrindo (meio que por livre e espontânea pressão) e contando para Brody o motivo de detestar tanto vestidos de madrinhas e casamentos em geral. Fico feliz de que agora tenha outra mulher na equipe para Brody conversar sobre os mais diversos assuntos. Claro, Lasalle não tem um pingo de vergonha na cara e já até usou minissaia para impressionar uma garota, mas determinados assuntos são mais fáceis de pessoas do mesmo sexo lidarem. Essa dinâmica meninos x meninas está boa, mas no próximo episódio espero que os parem voltem a se misturar.

Como disse anteriormente, minha semana não foi das melhores, por isso peço desculpas pela curta review. Espero estar melhor na próxima semana.

“There's no way around pain. All you can do is make friends with the devil. Feel it move through it. For me, I got my music. Piano. That's how I lean in find peace. Just need to figure out what that is for you.” – Dwayne Cassius Pride
Reações:

Sobre o Autor

 
Top