Comentários
Lilian Zin Lilian Zin Author
Title: [REVIEW] NCIS - S13E04: DOUBLE TROUBLE
Author: Lilian Zin
Rating 5 of 5 Des:
  “The job changes, Leon. We change. Better or for worse.” – Leroy Jethro Gibbs Mudanças. Algo que a maioria das pessoas tem medo de ...
 “The job changes, Leon. We change. Better or for worse.” – Leroy Jethro Gibbs

Mudanças. Algo que a maioria das pessoas tem medo de acontecer hoje em dia. Seja uma pequena coisinha, ou um grande acontecimento, toda e qualquer mudança abala nossa vida. Estava procurando a frase logo abaixo da primeira foto quando me dei conta da quantidade de vezes que a palavra “change” apareceu no episódio. Achei realmente interessante tirarem Vance da direção um pouco e deixá-lo em campo com Gibbs.

Como já vimos ao longo de todas as temporadas da série, ex-agentes e até mesmo diretores sempre aparecerem uma vez ou outra no prédio, seja para ajudar, pedir ajuda ou simplesmente atormentar. O último caso foi o que levou Kip Klugman a voltar à sede da agência, após ter sido preso 10 anos antes, pelo próprio Vance, por roubar dinheiro e drogas do armário de evidências em Pendleton. Com a desculpa de que “eu sei de pistas que vão ajudar o caso”, o ex-agente consegue se infiltrar no prédio e, novamente, armar para aquele que o prendeu.


Ele dizia ter informações sobre o assassinato do Brian Dokes, cujo corpo apareceu junto de uma bolsa com US$ 262,000. O homem os levou até Kobe Carver, ou Beef, que comanda uma rede de apostas ilegais nos fundos de uma loja de lingerie. Quando Tony e Bishop vão investigar a tal casa de apostas, a advogada de Beef aparece. A questão é: culpar um bookmaker de assassinato é extremamente fácil. Mas provar que realmente foi ele, já deixa tudo mais complicado.

Como o foco do episódio foi Vance, ele iria estar ativo na maioria das cenas e dando palpites no que ele acha, ou não, certo. Após Klugman aparecer em sua casa, com o rosto todo machucado e quase desmaiando, ele sabia que coisas ruins estavam por vir. Sim, era uma armação. Sim, Klugman estava por trás do assassinato e do roubo do dinheiro. Sim, não sabia mais quem estava junto com ele. Não esperava a SECNAV Porter fazendo uma visita tão cedo assim. Não me entendam errado: adoro a SECNAV. Mas só de ela considerar a possibilidade de demitir Leon, pelo bem da política, fiquei extremamente arrependida da felicidade que senti com a aparição da mesma.  


Impossível não dar uma risadinha quando Ducky diz “Be careful what you wish for, Director.”. Vance e Gibbs tem uma relação de confiança, mas que demorou um pouco para se estabelecer. Também, quem iria confiar em alguém que esmagou o Cheese Danish do outro e demora 9 anos para pagar? Além disso, logo após a morte de Jenny em Judgment Day Part II (S05E19), Leon assume a direção da agência e separa a equipe de Gibbs. Depois, em Knockout (S06E18), ele diz que um Marinheiro havia sido morto, para que o NCIS pudesse investigar a morte de um velho amigo do diretor. Lembro direitinho de quando Kort entrega para Gibbs um envelope com informações que a CIA tinha sobre Vance. Já na sétima temporada, quando ele tenta pegar Kai em Washington (Endgame – S07E07) depois de ela conseguir fugir de Los Angeles (NCIS Los Angeles: Killshot – S01E05). Ou seja: sempre houve uma certa precaução de Gibbs quando lidando com Vance. Mas já houveram diversas provas de que um confia no outro, como em Enemies Domestic (S08E09).

Tenho a impressão de que, quando uma pessoa senta ao lado do Gibbs, tem um ataque de DiNozzite e dispara a falar. Já aconteceu com Ziva, McGee e agora Vance. A cena em que Gibbs e Leon transportavam as evidências para Alexandria foi excelente, especialmente todas as expressões que Gibbs fazia enquanto Vance tomava a frente da situação. O pior é que, enquanto o diretor estava desesperado para culpar Klugman, sendo capaz de até perder a única forma de chegar até o mesmo, Gibbs sempre está a quilômetros na frente, colocando seu super ‘não tecnológico celular’ dentro da caixa de evidências. Por isso meu amor por esse homem só aumenta cada vez mais.

 “Made a mistake. I forgot to trust my agents to do their job. And in the process, I forgot what my job was. It won't happen again, ma'am. I gave up being an agent so I could lead and protect this agency. That's where I could make a difference. It's where I still can.” – Leon Vance
Reações:

Sobre o Autor

 
Top