Comentários
Lara Séphora Lara Séphora Author
Title: [REVIEW] HOW TO GET AWAY WITH MURDER - S02E06: TWO BIRDS, ONE MILLSTONE
Author: Lara Séphora
Rating 5 of 5 Des:
O termo “falsiane” nunca foi tão bem empregado como em How to get away with murder . Faltando alguns episódios para o momento decisiv...
O termo “falsiane” nunca foi tão bem empregado como em How to get away with murder.

Faltando alguns episódios para o momento decisivo, aquele em que finalmente tudo é revelado, nossa expectativa só aumenta – ela sendo ou não correspondida.

Nessa semana, os flashforawards ficaram a cargo dos melhores momentos, digo isso sem culpa. Vimos o Frank sendo a falsiane que todo mundo quer imitar no meio do corredor da emergência com a Annalise indo pra UTI, ele louco, desesperado, gritando horrores, implorando que a salvassem e... Do nada, bem tranquilamente, sai do hospital com a Catherine Hapstall inconsciente em seu carro. O “tcham” dessa história é saber que, no final de tudo, ele a incrimina. Ele a descarta no meio de uma floresta e uma patrulha a encontra na manhã seguinte, a policial fala: “Encontramos a suspeita”, deixando bem claro que ela era procurada por algo – dessa vasta linha de hipóteses, a essa altura, já teriam descoberto o copo da Sinclair.

Falando em Sinclair, impossível não citar a sambadinha básica da Annalise nela tentei sentir pena da imprestabilidade da moça, porém... Eu simplesmente amo como Annalise brinca com o fato de ser negra. Ela zomba de uma maneira brilhante como essa condição de minoria acaba se tornando seu maior trunfo, por sua falta de escrúpulo ser negra é uma vantagem. Ela não tem vergonha de dizer que sofre racismo e usa isso como moeda de chantagem.

Ainda sobre a Annalise e as dores desse episódio, eu nunca gostei do Nate – principalmente depois da Eve – só que eu reconhecia que a Annalise gostava dele, ela realmente se preocupava com ele. E ele é “daqueles homens que não se dão ao respeito” (curioso usar essa expressão com um homem, né?). Ele apanhava da Annalise, fazia absolutamente tudo que ela precisava e ela continuava explorando “o coitado”. Então, quando ele deu aquele chá de realidade, me doeu bastante, porque no fundo eu esperava que ele realmente fosse essa pessoa que a amaria incondicionalmente, que jamais a deixaria sozinha, servia para dar algum tipo de justificativa para ela tão desesperadamente tentar protegê-lo, essa identificação de sentimento, a cumplicidade, a reciprocidade...Vamos repetir o mantra: fui trouxa

Como se não bastasse levar patada do Nate, também teve o Wes aquele filhotinho ingrato de cachorro desmamado. Já tentei demais ir com a cara dele, mas só consigo sentir desprezo. Depois de tudo que a Annalise fez, ele ainda fica implicando por causa da Rebecca – que foi a única culpada por eles estarem naquela situação. Não consigo lidar bem com isso.


Deixa eu voltar a falar do Frank porque ships me emocionam. Num gesto incrivelmente lindo, ele levou a Laurel pra conhecer a família e ainda deixou claro que um coisa é o que as pessoas pensam dele, outra é o que a Laurel pensa. Pode dizer o quanto quiserem que esse ship vai naufragar, mas até lá teremos momentos felizes e lindos.

Outro ship que só faz acalentar meu coração é o Oliver e o Connor, que depois de um “eu te amo” estamos tendo momentos extremamente fofos entre os dois. O Connor incrivelmente preocupado com o “Ollie” e querendo que ele soubesse de tudo... Ain ain, haja coração pra aguentar isso tudo.


Outra coisa bombástica que aconteceu foi a revelação do primo homicida distante, mais um daqueles exemplos "minha família não é tão ruim como eu pensava". Sinceramente, achei uma sacanagem gigantesca colocar um alvo no Oliver, ficou mais que óbvio que algo está para acontecer a esse ship mozão.

Não tenho teorias consolidadas, aprendi a duras pensas que todas as certezas são falhas e em quaisquer direção encontraremos buracos na estrada. Sei, no entanto, que os próximos episódios serão decisivos.... E teremos a Eve - só por isso é pra congregação celebrar em pé.

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:

Reações:

Sobre o Autor

 
Top