Comentários
Leandro Cardoso da Cruz Leandro Cardoso da Cruz Author
Title: [REVIEW] THE WALKING DEAD - S06E05: NOW
Author: Leandro Cardoso da Cruz
Rating 5 of 5 Des:
"Eu só quero viver" Mais uma semana, mais um episódio filler , mais uma review  difícil de escrever. É incrível que depois...

"Eu só quero viver"

Mais uma semana, mais um episódio filler, mais uma review difícil de escrever. É incrível que depois de 6 anos vendo a série eu ainda me pergunte o por que dos produtores/roteiristas oscilarem tanto no ritmo das temporadas. Esse ano começou bem, com algumas técnicas de pontos de vista e de cores diferentes, com ação e sem grandes enrolações nos primeiros três episódios. Porém os últimos dois foram difíceis. Talvez em algum outro momento eles não fossem tão massacrados, porém inseri-los agora na trama é lançar mão do ritmo. Mais do que isso, é ficar brincando com as questões a serem respondidas. 


O episódio começa com Rick fugindo da horda e correndo para Alexandria. Vamos lembrar que no episódio anterior ele estava no trailer, que não funcionava e cercado. De algum modo ele chegou na comunidade (modo que provavelmente nem expliquem, ou mostrem em um momento inoportuno) e com ele trouxe uma galera de walkers que vão passar o episódio tentando (sem sucesso) passar o muro.


A presença de um número tão grande walkers deflagra a incapacidade dos moradores de Alexandria de conviver com o perigo. Eles reagem de diversas maneiras pois acreditam que o fim do mundo está mais próximo. Devo admitir que esse foi um ponto interessante do episódio. A maneira com que pessoas que vivem em uma bolha em meio ao caos conseguem reagir frente a realidade.

A reação de Deanna foi uma das mais interessantes. Ela passou do desespero de ver a chegada da horda, para o orgulho de ver o filho acalmar os ânimos, para o choque de ouvi-lo dizer que ela é a culpada pela falta de capacidade da comunidade de se defender, para o encontro aterrorizante (para ela) com um walker, até admitir à Rick que só quer sobreviver. Que montanha-russa amigos!


Outra história que acompanhamos foi a de Maggie e Aaron. Enquanto ela acredita que Gleen ainda está vivo e pior, em perigo, ele se culpa por ter sido o responsável por perder a mochila que acabou levando os Wolves para Alexandria. Acho que podiam ter explorado melhor a relação dos dois e seus problemas, mas no fim se tornou algo só para complementar o episódio. Ponto positivo para Maggie ter admitido que está grávida e para a cena deles apagando o memorial (o que não deixa de ser irônico).

Seguimos assim esperando o desenrolar da trama de Gleen, Abraham, Sasha e Daryl. Se der tudo certo, todos se reúnem semana que vem. Mas como é The Walking Dead, devemos ter um episódio focado nos três últimos, deixando o mistério de Gleen de lado e a resolução do problema em Alexandria para o episódio sete (ou oito, ou nove, ou dez). E pensar que eu elogiei a temporada depois do terceiro episódio.

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:

Reações:

Sobre o Autor

 
Top