Comentários
Ayla Aguiar Ayla Aguiar Author
Title: [C. NERD] RESENHA - ESTRELAS PERDIDAS (JORNADA PARA STAR WARS: O DESPERTAR DA FORÇA)
Author: Ayla Aguiar
Rating 5 of 5 Des:
Ciena Ree e Thane Kyrell se conheceram na infância e cresceram com um mesmo sonho: Pilotar as naves do império, cujo o poder aument...


Ciena Ree e Thane Kyrell se conheceram na infância e cresceram com um mesmo sonho: Pilotar as naves do império, cujo o poder aumentava a cada dia. Durante a adolescência, a amizade aos poucos se transforma em algo mais, porém, suas diferenças politicas afastam seus caminhos: Thane se junta a Aliança Rebelde e Ciena permanece leal ao Imperador. Agora em lados opostos da guerra, será que eles vão conseguir ficar juntos?

Através dos pontos de vista de Ciena e Thane, você acompanhará os principais acontecimentos desde o surgimento da Rebelião até a queda do Império – como as Batalhas de Yavin, Hoth e Endor – de um jeito absolutamente original e envolvente. O livro relata, ainda, eventos inéditos que se passam depois do episodio VI, O Retorno de Jedi, e traz pistas sobre o episodio VII, O Despertar da Força. 


Bom, como vocês podem imaginar, o livro é uma historia que corre em paralelo a trilogia clássica, e com direito a pequenas coisas do novo filme certo. E é uma historia extremamente cativante, na qual você automaticamente se apaixona pelo Thane e pela Ciena. Velho, os feelings sobre esse livro tão meio embolados, então não estranhem sair meio doido. Mas enfim, continuemos.

Então, o livro tem dois pontos de vistas, que se tornaram opositores depois que os dois cresceram né. Na verdade, eles sempre foram opostos, e assim que eles entram pra academia, isso só ficou obvio. Ciena cresceu querendo entrar pra academia por que ela sempre teve a honra como certa, e acredita piamente no que o Império propaga como verdadeiro, ou ao menos em quase tudo. Já que em alguns casos, como na destruição de Alderaan, ela justificou o ato como se fosse pelo bem maior, para salvar bilhões de vida posteriormente, mesmo sabendo que os inocentes mortos na destruição não tivessem culpa.

Thane cresceu querendo entrar na academia pelo simples fato de querer sair do planeta natal e pilotar as melhores naves. Ele sempre teve esse senso de justiça forte, ou o que quer se chame esse sentimento dele, que é parecido com o da Ciena, mas ao mesmo tempo tão diferente. Acho que posso dizer que ele nunca viu a imagem santa que o Império propagava de si mesmo. Por motivos óbvios também.

Aí os dois chegam a academia e essa diferença fica notadamente marcada, enquanto o sentimento entre os dois cresce. O que antes era uma irmandade passa a ser o algo mais, já que os dois começam a se perceber, a ser simplesmente mais que amigos, enquanto a guerra tá comendo solta pela Galáxia.
O mais legal é isso sabe, a guerra sendo mostrada pelos dois, ao mesmo tempo em que eles querem continuar o relacionamento, chegar ao algo mais, e não podendo pelas convicções fortes de cada um.

A outra coisa boa do livro: você tem pequenas visões dos personagens dos filmes. Quando começou a aparecer, começou com a Leia, eu surtei., melhor personagem. Muito digno. E tem um dos amigos do Thane que tem uma queda na princesa, fofinho demais! E que não acreditou muito quando surgiu a noticia de que ela estava liderando a rebelião, mas ai né, ela esteve.

Serio, amei com força esse livro, e ele me fez com que eu desejasse comprar os outros dessa jornada nova, mesmo. Conquistou, tem historias extremante bem elaboradas, bem construídas e bem montadas, com detalhes ricos pela visão de outros personagens novos.

Agora sobre os dois: eu consegui gostar bem mais do Thane do que da Ciena. Não pelo fato das opiniões e caminhos de cada um, Aliança Rebelde e Império respectivamente, mas pelo carisma a mais do Thane. Tá, assumo que um pouco pela visão dele sobre os dois polos que dividem a Galáxia. Ele sabe que nenhum dos dois lados são santos, mas ele sabe reconhecer qual o certo, justamente por também ter um código a seguir. E ele sabe o que é certo a fazer, que nada que o Império faz justifica. A Ciena é bem mais cega, leal e focada em defender o Império e a honra em servi-los.

Assim, eu gosto da Ciena, gosto das opiniões dela. E as mesmas mudam um pouco ao longo do livro, mesmo ela sendo fiel ao Império até o fim. Mas né, ainda assim, ela continuou ali, defendendo as próprias opiniões, e com argumentos até validos. E aqui entra de novo o Thane: Ele enxerga os dois lados como eles são, mas vai pelo mais certo: a Aliança Rebelde.

Então é isso, eu seriamente recomendo esse livro e todos dessa Jornada para O Despertar da Força, e os que não são dessa Jornada também. Ou seja: Todos os livros de Star Wars huahuahauhau

Leiam!
Reações:

Sobre o Autor

 
Top