Comentários
Maluci Vieira Maluci Vieira Author
Title: [DDS na Comic Con Experience] Maratona do 2º dia
Author: Maluci Vieira
Rating 5 of 5 Des:
Praticamente todos estavam cientes – quer ver o Tennant? Vai ter que madrugar! Não adianta chegar às 10h, 12h. O horário da abertura do...
Praticamente todos estavam cientes – quer ver o Tennant? Vai ter que madrugar! Não adianta chegar às 10h, 12h. O horário da abertura do evento pouco contava em relação ao auditório, você tinha que decidir que horas iria chegar e torcer para estar entre os 2.500 visitantes que iriam conseguir adentrar o auditório Cinemark. Assim começou a minha maratona no 2º dia.

Como conseguir um bom lugar: Coloquei o celular para despertar as 5h30 e antes das 6h30 já estava indo de táxi para o evento. Ás vezes vale mais a pena. Levando em conta segurança, distância e valores, no meu caso custou R$15,00 e acho que valeu muito a pena. Em todos os dias de evento fui acompanhada de uma amiga também de Itajaí - SC, a Mayara da página O Filme é Legal, mas. A nossa  preocupação era quanto a fileira que iríamos ficar, mas como fui a primeira pessoa de imprensa a chegar, conseguimos um bom lugar. Enquanto isso a fila normal não parava de encher, todas as filas foram preenchidas rapidamente, quando chegamos não devia haver nem 500 pessoas. Antes de abrir os portões ainda encontrei mais dois colegas de internet, o Daniel e o Edu Oliveira, com quem acabamos passando o resto do dia de forma muito agradável. Pois a regra era – entrou no auditório, não sai mais. 


John Rhys-Davies: Conseguimos um excelente lugar, não sem ter que correr um pouco, claro. Estava imaginando o tédio que seria ter que passar as próximas 8h naquele lugar. Como eu estava enganada! Logo no primeiro painel já fomos surpreendidos com a postura britânica, mas nada ortodoxa de John (Gimli, O Senhor dos Anéis). Após ser entrevistado, John fez questão de levar pessoalmente o microfone até as pessoas que tinham alguma pergunta para fazer a ele. Foi fantástico, ninguém esperava por isso e todos vibraram muito. 


Universal Pictures: Pude perceber que muitas pessoas que estavam no auditório jogavam World of Warcraft ou algum outro jogo da Blizzard, pois assim que o Érico Borgo começou a contar sobre sua experiencia no set de filmagens do filme Warcraft – O Primeiro Encontro de Dois Mundos, essas mesmas pessoas ficaram vidradas. A conversa se estendeu mais um pouco quando ele chamou ao palco dois convidados relacionados ao jogo, mas o ápice mesmo foi quando soltaram o trailer do filme, empolgante mesmo para aqueles que não conheciam nada desse mundo. Infelizmente não posso dizer o mesmo do trailer do filme A Bruxa. Talvez seja por eu não ser muito fã de terror/horror, mas nem mesmo o trecho de 7 minutos do filme me convenceu.


The Umbrella Academy: Para apresentar a HQ tivemos a presença do escritor Gerard Way (My Chemical Romance) e do ilustrador Gabriel Bá. Os dois explicaram diversos detalhes sobre a obra, desde como a história havia sido imaginada originalmente até mesmo a razão da escolha de cores e traços. Para uma pessoa completamente ignorante nesse Universo das HQs, foi uma prazer passar o dia aprendendo cada vez mais sobre o tema. Assim que aberto o tempo para perguntas, tivemos a primeira questão direcionada a Gerard. Todos ouviram sem muita surpresa a fã requisitando que ele cantasse um trecho de uma de suas músicas, educadamente ele respondeu que não faria isso. Claro, todos estavam ali por outra razão. Todas as seguintes perguntas foram focadas nas HQs e na vida pessoal de Gerard, que respondeu sempre de maneira muito interessante. A impressão que ele transmitiu é a de ser uma pessoa muito pé no chão, centrada, principalmente quando aconselhou que ninguém deveria colocar seus ídolos em pedestais. Dica anotada.


All New, All-Different Marvel: Esse foi um painel com o anúncio de muitas novidades, além de perguntas e respostas muito interessantes. Foi um momento onde alguns convidados como Mike Deodato, Marcelo Maiolo e Danilo Beyruth falaram sobre seus trabalhos junto ao representante da Marvel, Rickey Purdin. Algumas pessoas questionaram sobre a falta de autores estrangeiros de países que não falam a língua inglesa, a resposta foi basicamente que era essa a razão. Se eles não entendiam o material, não poderiam avaliar, os roteiristas deveriam mandar textos traduzidos, por exemplo, mas houve quem questionasse também a razão de não haver pessoas com essa função dentro da própria empresa, já que dessa forma eles estavam perdendo a chance de trabalhar com gente talentosa. Ainda na rodada de perguntas, foi pedido por mais atenção para um grupo que o fã pensou estar sendo deixado de lado, os X-Men, como resposta então foi anunciado o lançamento de Apocalypse Wars, além de outras edições da editora.



FOX Animations: Foi mais uma boa surpresa. Os anúncios de Alvin e os Esquilos 4 e Kung Fu Panda 3 foram muito bacanas, para a divulgação desse último recebemos inclusive um recado de Jack Black chamando para o palco o também dublador, Lúcio Mauro Filho. Muito gentil, ele fez uma boa divulgação do filme e interagiu com todos. Foi muito bacana ter Carlos Saldanha no palco apresentando e divulgando A Era do Gelo 5. Mas a principal atração foi mesmo a divulgação Snoopy & Charlie Brown - Peanuts, O Filme. O diretor Steve Martino fez uma apresentação digna, detalhando como foi o processo e fazer o filme honrando o trabalho de Charles Schulz. Com certeza eles conseguiram, não restou dúvidas. Assim que as três cenas inéditas terminaram de ser apresentadas, todo o auditório em sincronia levantou para aplaudir de pé o resultado de tanta dedicação apresentada com tamanho carinho. Para terminar, ainda fomos presenteados com o trailer do filme.



FOX Studios: Com a apresentação de um novo filme protagonizado por Leonardo Di Caprio, veio também a pergunta – Agora vai? É claro que rolou a piadinha com o Oscar, mas rolou também um enorme silêncio na apresentação do trailer de O Regresso, que realmente nos faz acreditar que ano que vem pode ser o ano #VaiLeo! Em seguida tivemos também a chance de conferir o trailer do filme Deadpool, que também foi muito bem recebido por todos. Na versão apresentada no painel ainda podemos ver Stan Lee aparecendo rapidamente no trailer. Ambos os filmes têm estreia prevista para Fevereiro de 2016. O público que estava presente ainda recebeu como cortesia um cartaz muito bacana do filme Deadpool. 


Tributo a Frank Miller: Apesar de não acompanhar nenhuma HQ, eu sabia a importância que os próximos nomes tinham para os fãs dessa categoria. Frank Miller falou sobre sua vida e obra, comentando sobre como sua carreira começou e os motivos que o levaram a escolher e ser escolhido para trabalhar com alguns dos principais personagens. Foi engraçado perceber como ele não gosta de prolongar muito o assunto quando não é necessário, como em relação a série Demolidor (Netflix), quando questionado se já havia visto algum episódio, rapidamente disse que não, mas pela forma que informou, o tom de crítica às adaptações das suas obras ficou claro. Tanto que, no fim, ainda atenuou explicando que apesar de tudo, considera o cinema uma forma muito poderosa de contar histórias. Para terminar o painel de modo emocionante ainda tivemos a chance de acompanhar um fã dos trabalhos de Frank Miller aos prantos ao ficar cara a cara com o seu ídolo, recebendo desse um autógrafo e a oportunidade de tirar uma selfie.


Tributo a Jim Lee: O painel seguinte manteve o público muito interessado, afinal, estamos falando de Jim Lee, outro nome muito respeitado no mundo das HQs. Além de estar a vontade e responder sempre com muito bom humor, o que me chamou mais a atenção foi a sinceridade que ele imprimia em suas respostas. Simpático quando questionado sobre a questão empregatícia nessa área quando começou e também na forma que enxergava a disputa que há entre Marvel e DC. Ele se divertiu respondendo essa última questão, avisou que a rivalidade é muito importante para os negócios. Ao final, Jim Lee informou que iria presentear com um desenho do Batman autografado o primeiro aniversariante do dia que se apresentasse ao palco. Além de receber o desenho, o sortudo ainda foi consagrado com um “Parabéns a Você” coletivo muito especial.


Netflix Originals: Antes mesmo de focar em informações sobre a série Jessica Jones, o público teve a oportunidade de conferir diversos materiais exclusivos do canal Netflix. Foi anunciado, com direito a um vídeo muito especial, que o personagem Cem Olhos (Marco Polo) irá protagonizar um longa sobre a sua história, Marco Polo: One Hundred Eyes, com estreia para 26 de dezembro. O público vibrou mesmo quando os atores Charlie Cox, Jon Bernthal e Elodie Yung surgiram na tela apresentando um trecho empolgante da 2ª temporada de Demolidor. Infelizmente, problemas que não haviam aparecido durante todo o dia, como falha na reprodução do material e na legenda em pt-br, acabaram surgindo justamente no último painel, mas nada que tirasse o brilho dos atores.


Netflix – Jessica Jones: Após muito suspense e mais de 11h esperando por esse momento, eis que começa o painel, me arrisco em afirmar, mais aguardado do dia. Grande parte do público podia não ter terminado de assistir e talvez alguns nem mesmo houvessem começado a ver Jessica Jones, mas o carinho nutrido pelo ator David Tennant era tão grande, que o canal conseguiu arrastar facilmente 2.500 pessoas para um painel de uma série com pouquíssimo tempo de estreia. Não é a toa que a gritaria tomou conta do auditório assim que os atores apareceram para o início da entrevista. Uma das coisas que Tennant assumiu não ter ideia foi em relação ao tamanho do fandom existente no Brasil, ele demonstrava estar muito contente com a forma calorosa como ambos estavam sendo recebidos. 

Em seguida foi aberta ao público a oportunidade de fazer perguntas aos atores sobre a série, assim, a primeira pessoa atentou para o fato de como David Tennant parecia se sentir a vontade fazendo um vilão tão cruel como o Kilgrave, mesmo nunca tendo feito nenhum papel nesse estilo, foi engraçado perceber como por um breve momento ele ficou constrangido, mas nada que o ator não conseguisse lidar facilmente com algumas caretas e seu sotaque marcante. Krysten Ritter teve a oportunidade de responder a pergunta seguinte de uma menina que tinha dúvidas sobre a postura que devia tomar, já que seus pais não apoiavam seu desejo de ser atriz. Ritter explicou que passou pela mesma situação em sua vida e hoje as coisas estão melhores, pode levar algum tempo, mas não se deve desistir. A grande surpresa foi a interrupção abrupta do painel, pegando de surpresa todos presentes, inclusive os próprios atores. Um painel que deveria ter durado em média 40min, levou menos de 15min. Foi um momento de frustração generalizada. Para concluir o painel ainda foi exibido um vídeo dos bastidores da série.


Netflix – Sense8: Finalizando o dia tivemos a oportunidade de assistir o painel da série Sense8, onde três atores com personagens muito queridos pelo público subiram ao palco. O  destaque fica por conta de Jamie Clayton (Nomi), sem dúvidas. Ela foi maravilhosa ao demonstrar espontaneidade e carisma todo o tempo. Jamie estava descontraída e não mostrava ter receio de temas polêmicos, sendo muito aplaudida ao falar com orgulho sobre a representação de gênero dentro da série. Além de comentar sobre a cena de orgia e brincar o tempo todo com o público, como se cada um ali presente fosse seu amigo mais próximo. Alfonso Herrera (Hernando) aproveitou para responder em sua língua nativa e Aml Ameen (Capheus) encerrou o dia cantando. Não foi What's Up, mas convenhamos, Bob Marley foi digno.

Auditório Cinemark: No geral o ambiente é confortável, mas é impossível não cansar de ficar o tempo todo sentado. O local acomoda 2.500 pessoas. A temperatura estava agradável e há pouquíssimas coisas a se atentar. O banheiro estava limpo, era confortável, mas praticamente sempre havia filas enormes no feminino, não somente nos intervalos entre os painéis. Há opções de alimentos para comprar lá dentro, mas o preço é um pouco salgado, um cachorro-quente pequeno, pão e salsicha (sem molho), custa R$ 10,00 por exemplo. A minha dica para quem vai passar o dia dentro de um auditório é: leve uma mochila com água, alimentos de sua preferência (não esqueça de levar algo salgado) e produtos de higiene como antitranspirante e escova e pasta dental.
Reações:

Sobre o Autor

 
Top