Comentários
Rafa Rodrigo Rafa Rodrigo Author
Title: [REVIEW] NASHVILLE – S4E08 e E09: UNGUARDED CROWD
Author: Rafa Rodrigo
Rating 5 of 5 Des:
É muito amor mesmo para conseguir acompanhar os dois episódios mais fracos da temporada sequencialmente. Nashville, não faz assim com a...

É muito amor mesmo para conseguir acompanhar os dois episódios mais fracos da temporada sequencialmente. Nashville, não faz assim com a gente...

Crises. Sim, estes foram os episódios das crises, e começando pelo pior, crises adolescentes envolvendo Maddie e Colt. O complicado é que o drama da garota não traz nada de novo, como sempre ela está tendo ataques pois deseja ser tratada como a mulher que ela é, ou seja, a Juliett Barnes 2.0, só que sem o carisma, mesmo que com isso ela machuque qualquer um, até mesmo a lindinha da Daphne, o que apenas causa embaraço e irritação com a personagem. Com isso apenas me vem em mente a pergunta. Quem ainda pode achar interessante de acompanhar novos ataques de Maddie?

Já com relação a Colt as coisas são diferentes, drama novo, até o momento um tanto justificável. Claro que ele não tem lidado com tudo da melhor forma, mas se nem mesmo Luke que não é nenhum novinho, tem lidado, por que vamos aguardar isso do rapaz?


Outra crise um tanto complicada é a de Will, o cara escreve uma linda canção e não deseja cantá-la, com isso só consigo lembrar do stress entre ele e Kevin já que o rapaz quer voltar aos palcos, e agora não deseja cantar, e ainda fecha o contrato com um cantor homofóbico para cantar esta sua linda canção. Alguém pede para o rapaz decidir o que quer da vida?

Com Gunnar em turnê, a casa dos solteirões ficou com o incompreendido Will e Avery, que possui a única crise decente dentre os plots dos dois episódios. Juliett sumiu, e o rapaz e a serie como um todo (além da gente) sente o peso disso. Mas Avery se agarra ao que precisa fazer, ser o paizão fofo e nos fazer nos emocionar cantando a linda canção de Will, com direito a imagens de flashbacks e tudo mais e lembrar para nosso deleite do quanto ele gosta de cantar. E os fãs da linda voz de Avery Barkley agradecem por isso.


Falando em Gunnar, este finalmente decidiu seguir em frente aproveitar a vida e se divertir no novo e emocionante momento da sua vida, já Scarlett está em uma fase chata, em crise com o namorado, e morrendo de ciúmes do ex. Afinal, quando um gosta, o outro não está nem aí, e assim funciona o ciclo Scunnar. Mas o grande problema nesta história é: E quem se importa com os dois como um casal? Superem roteiristas, nós já superamos.

Para finalizar já que não temos Juliett, vou fechar falando da Rayna. Agora pagando de produtora do chatissimo Markus a dona da H65 deixa falar mais alto todo o desespero envolvendo a necessidade de ter um álbum de sucesso sendo lançado o mais rápido possível e vai dando corda para o novo cantor country. Foi mal galera, quanto a isso tenho que comentar, o cara é chato, quer pegar a Ray, e não vejo nada de interessante vindo daí. Vamos ver como será o próximo episódio, sendo ele o winter finale quem sabe as coisas ficam mais interessantes, nem que seja para rolar um acidente e deixar a gente angustiado até o retorno, ao menos assim haveria uma movimentação bacana na série.

Confere aí o PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:


Reações:

Sobre o Autor

 
Top