Comentários
Lilian Zin Lilian Zin Author
Title: [REVIEW] NCIS: NEW ORLEANS - S02E13: UNDOCUMENTED
Author: Lilian Zin
Rating 5 of 5 Des:
  "Miss Ortega, there's only one thing I care about right now-- helping your family." - Christopher Lasalle Imaginei...
 "Miss Ortega, there's only one thing I care about right now-- helping your family." - Christopher Lasalle

Imaginei várias possibilidades para o episódio de NOLA dessa semana, mas fiquei feliz com o que recebi. Gosto muito de episódios que envolvem imigrantes. Não me entendam mal: acredito que esses episódios se aproximam mais da realidade que algumas pessoas passam ao se mudar para outros países, principalmente o preconceito.

Um Petty Officer cai de uma ponte, o que automaticamente leva a equipe a acreditar na possibilidade de um suicídio. Depois de uma minuciosa autópsia, Miss Loretta (sim, acho um amor quando Chris a chama assim) determinou a causa da morte como asfixia.

Mateo Ortega havia saído de Honduras com a família para morar nos EUA e acabou se alistando na Marinha pelo programa de recrutamento de imigrantes. Além disso, era voluntário no Honduran Community Center. De acordo com sua mãe, um amor de pessoa. Todos concordavam com isso até informações mostrarem uma ligação entre Mateo e Edgar Barrios, líder dos 1821.


Barrios era uma espécie de “coiote”, tirando pessoas de Honduras e levando para os Estados Unidos. Só que, mesmo sendo pago para isso, Edgar mantinha as famílias presas, como em um porão. O que trouxe mais problema para toda a situação foi a van utilizada para transportar as famílias presas: registrada no nome da mãe de Mateo e encontrada na casa da mesma. Além disso, a conta bancária do Petty Officer havia sido esvaziada e o dinheiro enviado para Barrios, deixando a equipe um pouco dividida. De um lado, King e Brody querendo a todo custo investigar mais fundo em tudo. Do outro, Lasalle tentando proteger a mãe e o irmão de Mateo.

Desde o começo do episódio achei Victor um pouco suspeito. É claro, em uma situação dessas, todos são suspeitos. Só não achei que o verdadeiro assassino seria alguém tão... improvável. Quer dizer, pelo menos eu achei que fosse improvável. Assim como a família Ortiz ter outra integrante: Claudia, sequestrada por Barrios. Gostei bastante do final que tiveram, mesmo com toda a situação de Mateo.


Em todo episódio que alguma coisa relacionada a irmãos vem à tona, Chris automaticamente se identifica. E é uma das coisas que mais amo no personagem. Ver como Lasalle mudou desde a época do Katrina até os dias atuais é uma das minhas coisas favoritas na série. Já disse várias vezes e continuarei dizendo: desde Crescent City tive uma vontade incontrolável de enrolar Chris em um cobertor e protegê-lo de tudo. E isso se estenderá por muitos e muitos anos.

A parte cômica do episódio ficou por conta da equipe se mobilizando para criar um perfil de namoro online para King. Achei que o perfil já existente seria obra da Sonja (que fez falta no episódio), mas até Laurel está na jogada para encontrar alguém para seu pai. Por mais que tenha gostado das fotos (quer dizer, quando é que não gosto do Scott Bakula?) acho que a decisão de encontrar ou não alguém deve partir de Pride. Agora, aquele sorrisinho no final... Pode ser que venha algo por aí.

P.S.: Randy falou sobre a milícia e tal. Espero que tenha um novo ataque logo. Além disso, me perdi quanto ao que aconteceu em Shadow Unit sobre a Yellow Brick Road de Sebastian? Espero que não fique por isso mesmo. 

"Appreciate your concern. But I'm doing just fine." - Dwayne Cassius Pride
Reações:

Sobre o Autor

 
Top