Comentários
W.H. Pimentel W.H. Pimentel Author
Title: [REVIEW] SUPERGIRL - S01E09: BLOOD BONDS
Author: W.H. Pimentel
Rating 5 of 5 Des:
Encurralada. Olá pessoal, estou voltando com as reviews  de Supergirl depois de um atraso ENOOOOORME e para começar a semana (no caso ...
Encurralada.

Olá pessoal, estou voltando com as reviews de Supergirl depois de um atraso ENOOOOORME e para começar a semana (no caso o meio dela), vamos falar de "Blood Bonds" e da origem das falsianes de Krypton. Desce que hoje tem!

Ok, vamos por partes: A luta entre Non e Kara. Confesso que tudo aquili ali correu mais rápido do que eu imaginei, mas achei bem melhor que a luta entre a Supergirl e sua tia maluca do mal, mas como eles tinham que fazer alguma coisa afim de ter assunto no episódio, sequestraram o Hank. Qual é gente, varia...


Enfim. Diante do sequestro de Hank, podemos ver Alex atuando como DEO do programa lá dos aliens que agora não lembro o nome e uma certa rixa entre o pessoal do exército americano. Por mais que eu ODEIE esse mimimi em séries de "ah o país está sendo atacado mas vamos brigar aqui entre os bonzinhos para ver quem lidera o comando", neste caso, achei compreensível (e vital) que Supergirl tenha colocado o General como um "vilão" (não é necessariamente um vilão, mas vocês entenderam). Diante de uma ameaça desse tamanho, fora de Star City, o pessoal do país deveria estar enlouquecendo com a possível invasão alienígena a qualquer momento, o que caracterizaria como um movimento lógico colocar o exército sob controle da situação para evitar um alarde em massa.

Kara, Winn e James encaravam um novo dilema dentro da CatCo, que ao meu ver (e creio que ao ver de todos), no episódio anterior, ficou claro que Cat sabia a identidade de Kara como Supergirl e que essa tinha aceitado essa informação vazar para a chefa, mas algo aparentemente deu errado e Kara foi inventar de consertar tudo aquilo, fazendo a chefe de tonta e arriscando seu próprio emprego. Particularmente, eu adoraria que a Cat soubesse disso logo sem essa necessidade irritante de esconder os fatos, até porque não deve demorar muito até essa bomba explodir para geral, e acabei sentindo essa vibe vinda dos aliados dela também, mas fazer o que, não é mesmo?


Voltando à Hank: Depois de todo mundo tentar tudo o que era possível de se arrancar de Astra, passarem por uma armadilha infeliz e quase perderem todo o seu pessoal, eis que o General finalmente autorizou a troca de Astra por Hank. É válido comentar aqui que o flashback do dia em que a tia da Supergirl foi sentenciada apresentou mais respostas que qualquer um que já vimos em toda a série, pois revelou que Alura SABIA SIM do destino do planeta e ao invés de se aliar à irmã para prevenir uma catástrofe, preferiu sentenciá-la e isso acabou resultando na destruição em massa. Felizmente, devido à conversa que Astra teve com Kara, uma pontinha de "humanidade" surgiu nela e ela ordenou que seu exército não os atacassem.


Para completar a situação, tenho que falar de como eu ri muito nas cenas finais. Kara aos berros por Hank ser um marciano e, obviamente, o plano mestre de pôr o metamorfo como a Supergirl no escritório da Cat, que não estava chorando, mas tremeu bastante com toda a situação. Colega, se eu estivesse no seu lugar, eu teria sentido EXATAMENTE a mesma coisa. Vida que segue, troll que se mantém, segredos ao ar e...

MAXWELL LORD TU TÁ METIDO COM O QUÊ HEIN?!

Confira a promo do próximo episódio:
Reações:

Sobre o Autor

 
Top