Comentários
W.H. Pimentel W.H. Pimentel Author
Title: [REVIEW] SUPERGIRL - S01E10: CHILDISH THINGS
Author: W.H. Pimentel
Rating 5 of 5 Des:
E o prêmio de pior pai do mundo vai para... Metade da temporada e Supergirl finalmente começa a expandir os seus personagens humanos....
E o prêmio de pior pai do mundo vai para...

Metade da temporada e Supergirl finalmente começa a expandir os seus personagens humanos. Tivemos algumas cenas sobre a vida do James e tal, mas creio que aqui a série vai iniciar o foco em algum personagem específico, e o primeiro da lista foi Winn.


Como vocês provavelmente sabem (ou não), eu não conheço as HQ's então não tinha a menor ideia de quem era o Winn ou quem era o pai dele e tenho que dizer, é ótimo receber uma jorrada de surpresas, mesmo que perca algumas referências rsrs. Enfim, foi interessante saber mais sobre o passado do Winn e como ele teve uma adolescência complicada por causa dos crimes que o pai cometeu, isso claramente explica o porquê dele ser tão fechado para outras pessoas. Independente disso, ele se mostrou uma pessoa forte e negou a ajuda de Kara, pois era um problema que ele mesmo tinha que lidar. 


Paralelo a isso, tivemos o plot do James que não serviu para praticamente nada, uma vez que Lucy parece só ter sido colocada na série para encher linguiça. Cat estava rainha como sempre, e depois do choque em saber que Kara não era a Supergirl, devo dizer que o jeito que ela trata a moça é, no mínimo, engraçado. Alex e Hank entraram na vibe de Veronica Mars e decidiram investigar o que diabos o Max estava aprontando dessa vez. Adorei o enredo dos três, especialmente porque ver o Hank se disfarçando de quem quer que seja é sempre icônico e claramente a Alex usando o pretexto de um jantar "romântico" não ficou atrás na lista de coisas absurdas que essa série já fez. 


Voltando para Kara e Winn, a inclusão do FBI (era FBI? Nem lembro direito) deu um toque especial à Supergirl, pois como era o enredo do Winn, ou seja, um enredo humano, era lógico que isso fosse lidado por humanos e não pelo DEO. Obviamente, deu tudo errado e a Supergirl teve que ir ao resgate, eventualmente salvando o dia e colocando o pai do Winn no seu lugar. Depois de todo o ocorrido, encerramos o episódio com a descoberta de Hank que a empresa do Maxwell mantém uma loira avulsa como cobaia de experimentos genéticos (?), Winn beijando Kara e eu claramente sofrendo com mais um ship que não vai dar certo e uma conversa entre as irmãs sobre o que tinha acontecido... E O MAX OUVIU/VIU TUDO! OLHA ELEEEEEEEE!

Confira a promo do próximo episódio:
Reações:

Sobre o Autor

 
Top