Comentários
W.H. Pimentel W.H. Pimentel Author
Title: [REVIEW] SUPERGIRL - S01E11: STRANGE VISITOR FROM ANOTHER PLANET
Author: W.H. Pimentel
Rating 5 of 5 Des:
Surprise Bitch. Supergirl realmente começou a focar em seus personagens em episódios separados e depois de um episódio inteiro sobre ...
Surprise Bitch.

Supergirl realmente começou a focar em seus personagens em episódios separados e depois de um episódio inteiro sobre o Winn, tivemos um sobre o Hank \o/\o/, obrigado a quem quer que tenha escrito o 1x11, porque eu sempre quis ver mais sobre o personagem dele e a revelação dele ser o Caçador de Marte só me animou ainda mais. 

Neste episódio, fomos obrigados a aturar uma senadora insuportável fazendo seu discurso de hate sobre uma raça que não deveria existir: Aliens. Basicamente todo o argumento que ela usou é o mesmo que eu vejo as pessoas usando para criticar qualquer coisa que vá contra os seus gostos pessoais, ou seja: Odeio ela. Como o karma é uma vadia linda e sem escrúpulos, a diaba foi atacada por um marciano verde e Kara teve que salvá-la, mas a diaba continuou enchendo o saco mesmo depois do salvamento e quando já estava dentro do DEO. 


Na vida humana, Kara tinha que lidar com o fato de Adam, o filho de Cat Grant, veio visitá-la e a mulher obviamente não tinha nenhum instinto maternal, então tudo aquilo se transformou numa montanha russa de emoções que a nossa heroína teve dificuldades em controlar o movimento. Felizmente, os dois conseguiram se reconectar numa cena que considero ser a mais memorável da Cat até agora. Se o próximo episódio não fosse "Bizarro" (que parece que será um caso avulso), diria que o foco poderia ser na Cat.


Voltando para senadora dos infernos, Hank conta às meninas sobre os marcianos brancos e sobre a guerra que aconteceu no seu planeta, erradicando toda a sua espécie e como ele está sedento por vingança sobre esse novo alien. Algo não parecia certo nessa mulher e ver que ela na verdade era o marciano branco acabou não me surpreendendo tanto quanto deveria, mas as cenas de luta que se sucederam a partir dali foram bastante tensas. E mais uma vez o dia foi salvo graças as meninas superpoderosas. 


Para piorar a situação na vida da pobre assistente, depois de lidar com uma senadora alienfóbica, um jantar esquisito pra caramba com Cat e Adam e o ataque de um marciano do capeta, ela ainda se vê destruindo National City. #OrphanGirl.

Confira a promo do próximo episódio:
Reações:

Sobre o Autor

 
Top