Comentários
Michelle Louise Michelle Louise Author
Title: [LIVROS] RESENHA - TROPAS ESTELARES
Author: Michelle Louise
Rating 5 of 5 Des:
Livro cedido pela Editora Aleph. Alistar-se no Exército foi a primeira – e talvez a última – escolha livre que Juan Rico pôde tomar a...
Livro cedido pela Editora Aleph.
Alistar-se no Exército foi a primeira – e talvez a última – escolha livre que Juan Rico pôde tomar ao sair da adolescência. Apesar do árduo e rigoroso treinamento pelo qual é obrigado a passar, o perseverante recruta está determinado a tornar-se um capitão de tropas. No acampamento militar, ele aprenderá a ser um soldado. Mas apenas ao final de seu treinamento, quando, enfim, a guerra chegar (e ela sempre chega), Rico saberá por que se tornou um. Vencedor do prêmio Hugo e um dos maiores clássicos da ficção científica mundial, Tropas estelares traz um enredo repleto de ação, tecnologia, superação de desafios, guerras espaciais e complexas relações políticas e humanas. A obra foi adaptada para o cinema pelo diretor Paul Verhoeven.



Tropas Estelares é completamente diferente de tudo que eu imaginava sobre o livro. Por se tratar de uma aventura militar, eu esperava ação em 90% das páginas, esperava aqueles livros de ação frenética que você mal consegue respirar e, antes que perceba, a próxima cena de ação já está ocorrendo.

Para minha surpresa, o livro foge de tudo isso. Na obra nós podemos acompanhar o dia-a-dia  do jovem Johnnie Rico se alistando e principalmente treinando para a guerra. Guerra que, diga-se de passagem, é pouco abordada no livro mas consegue desafiar nosso mais profundo imaginário ao nos fazer visualizar uma guerra entre humanos e aracnídeos gigantes.

O livro se passa em futuro distante e distópico. A humanidade havia sofrido um colapso e ressurgido através da força militar. Agora a sociedade é dividida entre os civis, que são pessoas sem poder politico por não terem exercido o período mínimo de dois anos de serviço militar. E os cidadãos que cumpriram o seu período de serviço ou se aposentaram e podem exercer o poder de voto. O autor por várias vezes coloca a culpa do colapso da sociedade do século XX na falta de punições exemplares, uma visão extremamente radical onde a reposta para a sociedade não entrar em colapso seria a repressão dura e totalitária. Como eu disse...radical.

O livro é praticamente um diário de Rico, com uma narração em primeira pessoa, ficamos um pouco distantes da guerra e ficamos focados  nos treinamentos e elementos militares que complementam a formação de Johnnie para que ele possa ajudar os humanos na luta contra os aracnídeos. Acompanhar o personagem nessa caminhada é extremamente interessante e prazeroso a partir do momento que as indagações do personagem sobre a  moral humana e reflexões filosóficas são incrivelmente profundas e sutis e, quando você menos percebe, você está se indagando junto o com personagem.

A descrição detalhada as atividades miliares chega a ser encantadora até para quem é leigo no assunto (leia-se eu mesma) e se você assistiu o filme “Tropas Estelares” eu já aviso de antemão: são completamente diferentes. O filme possui uma ação extremamente intensa, coisa que não encontramos na obra que preza a descrição narrativa acima de cenas de ação.

Percebe-se claramente no decorrer da leitura que o foco militar e ideológico que cercam a obra conseguem suprir a redução da ação e a guerra propriamente dita que vemos no livro. O livro, embora tenha sido publicado em 1959 continua com um texto tão atual que realmente impressiona. A surpresa que tive com a narrativa, apenas deixou o livro ainda mais interessante para continuar a leitura. Nunca havia lido nada do autor e após terminar a leitura ficou mais do que claro o porquê de Robert A. Heinlein ser considerado um dos três maiores autores da Ficção Científica.
                                                 

Título: Tropas Estelares
Autor: 
 Robert A. Heinlein
Editora: Aleph
Páginas: 364
Ano: 2015
Onde Comprar: Submarino


Reações:

Sobre o Autor

 
Top