Comentários
Ticianni Zabulon Ticianni Zabulon Author
Title: [REVIEW] THE 100 - S03E06: BITTER HARVEST
Author: Ticianni Zabulon
Rating 5 of 5 Des:
A questão sobre o destino do último homem da montanha fez com que Clarke provasse de seu próprio veneno e não apenas Titus, mas até Lexa...

A questão sobre o destino do último homem da montanha fez com que Clarke provasse de seu próprio veneno e não apenas Titus, mas até Lexa teve seu momento de jogar algumas verdades na cara da loira. Emerson é como um símbolo representando todos que Clarke matou no Monte. Naquele mundo quando o seu passado volta para te assombrar, a resposta imediata é drástica. ERA drástica, mas é como dizem.. velhos hábitos.

Em um episódio a protagonista faz um grande discurso em defesa da paz e do cessar fogo e no seguinte, escolhe matar Emerson sem pensar duas vezes. E aquela história de sangue não precisa necessariamente se pagar com sangue? Ao fazer uso da expressão "faça o que eu digo mas não faça o que faço", que exemplo a embaixadora estaria dando para os outros clãs? A paz proposta por Clarke é uma faca de dois gumes, e bem ali ela pode aprender isso e ter apenas uma pequena amostra das dificuldades que Lexa passa e passará para fazer cumprir a nova lei.

Temos também uma Lexa já mexida com o desafio que aceitou implementar, que mesmo claramente desapontada com a ideia inicial da loira, apenas expôs sua posição deixando Clarke tomar suas próprias decisões. Uma torna a outra uma líder melhor e vice versa.


Agora que Raven tomou a pílula da alegria, parece que a escolhida para os momentos de dor e sofrimento foi Octavia. E mesmo com a garota se colocando em situações de risco, não tem como não ficar contente com o merecido destaque que ela tem recebido. Seu grande [carma] nesse episódio foi mais uma vez o meio termo de sua identidade, mesmo com a nobre missão de salvar os Grounders do vilarejo, ela não seria a nossa Octavia se deixasse que o próprio irmão caísse na fatal armadilha (mesmo que ele esteja merecendo).

Na surdina, Kane e uns poucos aliados tentam controlar os danos do novo chanceler. Acredito que se conseguirem converter mais pessoas para o seu lado nessa causa, teremos a possibilidade de uma guerra interna entre os próprios Sky People. A verdade é que todo esse conflito de ideologias dentro da Arkadia começa a parecer brincadeira de criança no momento em que aos poucos vamos notando a grandiosidade do plot da Cidade das Luzes. A pílula da alegria é algo muito maior e importante do que parece ser. Que venham as teorias sobre a 13º estação, vem Polaris!


A cidade das Luzes vem com força tomando seu espaço na trama, com da vez mais adeptos a ideia da terra prometida, Jaha vai colonizando a misteriosa cidade. Curiosamente, minha raiva pelos eleitores de Pike não se aplica aos seguidores de Jaha, apesar da controvérsia que é a personagem. Não consigo criticar os que optam por render-se às promessas do homem. Não consigo, por exemplo, culpar Raven por precisar desesperadamente de um alívio alternativo depois de tanta dor. Claro que os efeitos negativos da pílula já começam a aparecer e em breve pagarei por minha língua, mas se você pudesse literalmente apagar da memória a fonte de seu sofrimento, não aceitaria aquele infinito?

Enfim, pelo menos temos Abby para balancear a equação e se opor ao processo, o que a coloca em uma posição relativamente perigosa porém nos ajuda a compreender melhor a cidade e seus efeitos.

Ps¹: Monty, sua mãe agora sou eu, esquece essa louca aí.
Ps²: Pike culpando a Octavia pelas mortes, apenas nojo.
Ps³: Clarke desenhando a namoradinha dormindo, que saudades desse lado artista.
Ps4: Titus, o que diabos você está fazendo??
Ps5: Jaha esquecendo do próprio filho, a droga é poderosa mesmo.

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:
Reações:

Sobre o Autor

 
Top