Comentários
Jéssica Ohara Jéssica Ohara Author
Title: [REVIEW] THE MAN IN THE HIGH CASTLE - S01E10: A WAY OUT
Author: Jéssica Ohara
Rating 5 of 5 Des:
Finalmente, o último capitulo da temporada. Foi uma mistura de momentos tensos, emoção e a simples fé. Uma das mensagens que essa sé...



Finalmente, o último capitulo da temporada. Foi uma mistura de momentos tensos, emoção e a simples fé. Uma das mensagens que essa série tenta passar é o do poder de se concentrar e acreditar. Nós vemos isso na meditação do Ministro do Comércio, na confiança da Jules, na amizade do Ed... Todos ainda mantém um pouco de esperança em algo melhor.


O engraçado desse episódio foi de que só precisou o filme mostrar o Joe de nazista que todos, por fim conseguiram ver isso, sendo que desde o primeiro momento que ele encontrou a Jules já era muito suspeito, e ficou mais ainda com a ida para a parte japonesa. Joe conseguiu demonstrar uma atuação acima da média do que foi ao longo da temporada, fazendo um homem desesperado perfeito com o medo estampado no rosto. Só não entendi o porque dele não ter apelado no final para Jules e contado sobre a família.

A verdade é que eu odeio o Inspetor Kido, mas adorei ele sendo mais inteligente e aceitando se sacrificar pelo país não importando o quê. E o assistente dele entendendo e admirando a atitude, a propósito, o funcionário dele tal como o do primeiro ministro demonstram uma lealdade sem fim, se permitindo sair até da austeridade japonesa.


Eu já havia comentado em outras reviews o quanto é estranha a capacidade da série de nos fazer ficar com pena e torcer para os caras maus da história, porque os momentos do Smith e do Heydrich foi muito para o meu coração. Ele se despedindo desde o primeiro momento, se preparando para a morte e aí no fim ser super badass e ter pensado em tudo antes, foi mais do que tenso. Não sei o que vai acontecer agora, ele não traiu o Hitler, mas ao mesmo tempo sacrificou o próprio filho pois não acho que esse plot não será explorado na próxima temporada.



Nas cenas paralelas a essas, finalmente pudemos ver o Hitler e por um momento ter os cérebros explodidos com a possibilidade dele ser The Man in The High Castle. Eu não sabia para o que torcer: mata o Führer e começa uma guerra, ou não mata e deixa esse monstro viver. Não conseguia ver o que era melhor para o Rudolph escolher, mas ainda assim aquele suicídio me surpreendeu. Vou sentir falta dele que era um ótimo ator, a despedida da família foi uma das cenas mais fortes de toda a série.


Eles fizeram vários jogos com a gente, como na parte em que achei que a Jules não tinha um plano e ia ajudar o Joe, mas ela tinha sim, que a propósito até que era bom. A decisão final dela foi certa? Só saberemos na próxima temporada.


E ainda teremos muito mais drama entre esse trio ternura, já que o Frank não ia deixar de jeito nenhum o Ed se sacrificar por ele. Só resta saber o que o Kido fará com duas pessoas alegando culpa.


A pergunta que não quer calar é: Que magia é essa Ministro do Comércio? Essa viagem entre dimensões de possibilidades, fica cada vez mais confusa e o pouco que se dá para já teorizar é de que provavelmente, quem faz os filmes consegue também fazer essas viagens. Quem é essa pessoa???

Foi ótimo acompanhar essa primeira temporada e fazer review por capitulo, como seriadora, mesmo de uma série que disponibilizam tudo de uma vez, gosto de ver as reações e ler as reviews de outras pessoas a cada nova descoberta, por isso decidi fazer desse jeito, espero que tenham gostado e voltamos na season 2.



Reações:

Sobre o Autor

 
Top