Comentários
Lilian Zin Lilian Zin Author
Title: [REVIEW] NCIS: NEW ORLEANS - S02E15: NO MAN'S LAND
Author: Lilian Zin
Rating 5 of 5 Des:
 “I was right about Nolan.” – Meredith Brody Não sei o que foi que me fez ter essa impressão, mas senti que o episódio passou extrema...
 “I was right about Nolan.” – Meredith Brody

Não sei o que foi que me fez ter essa impressão, mas senti que o episódio passou extremamente rápido. Admito que já houveram episódios de NOLA que parei e fiquei mais de uma hora esperando para voltar a assistir. Acredito não ter feito isso durante nenhum episódio dessa temporada.

Durante uma viagem de trem, um passageiro se irrita e acaba matando uma estudante e ferindo o Tenente-Comandante Mark Jacoby. Antes mesmo que pudesse ser julgado foi morto por Nolan Griffith, também da Marinha, porém considerado como morto após ter sido sequestrado por Aman Bashir em 2014. 


Gosto de episódios em que a história começa a fluir desde o começo e você se pergunta várias vezes sobre o rumo do episódio. Me peguei duvidando das atitudes de Nolan desde a primeira cena, apesar de ter gostado do personagem.

Sim, fui um pouco apressada em julgar as pessoas durante o episódio. Fiz isso tão rápido que fiquei me sentindo como o Lasalle: Nolan ia trair o país, ele ia matar quem fosse preciso e não consigo entender como a Brody consegue pensar no oposto disso. Mas achei interessante toda a motivação de Nolan em ir contra Bashir, mesmo que correndo risco de nunca mais ver a esposa, o filho e a irmã. Foi um episódio que, particularmente, me deixou bem emocionada no final.


Uma coisa que vem me incomodando um pouco durante essa temporada é a Sonja. Entendam: adoro a personagem e a atriz. Mas essas “aparições surpresa” já estão um pouco exageradas. Ela é a única que vai em seminários e cursos fora da cidade, além de todos os problemas pessoais enormes que ela arruma. Provavelmente tem algo a ver com sua amiga Marion, como já foi mencionado em Insane In the Membrane (S02E06) e Confluence (S02E08). Espero que essa ausência toda seja explicada de forma mais convincente.

A falta de Percy foi boa porque pude fazer uma análise que já venho pensando desde o começo da semana. Essa semana o AXN passou Crescent City (NCIS – S11E18-S11E19) e resolvi ver cada episódio duas vezes para ter uma melhor base quando fosse falar algo. Quer dizer, isso e porque amo os episódios. Mas isso não é o que queria dizer. Durante os episódios, deu para perceber como os personagens mudaram de lá para cá de uma forma quase que radical. O sotaque de King pareceu diminuir um pouco (ou apenas me acostumei a ele), assim como sua atitude baseada na falta de paciência com alguns suspeitos. Chris parou de ficar comendo coisas a cada cena e de fazer, ou pelo menos mencionar, suas esculturas de Lego. Dona Brody também reduziu bem seus hábitos alimentares, assim como sua palavra cruzada mental e as técnicas de interrogatórios não tão comuns. Acho que até o sotaque de Loretta diminui um pouco também. Não estou reclamando de como os personagens estão atualmente. Mas sinto um pouco de falta dos meus tiny lil baes.

“Thanks to your help, we were able to stop them.” – Dwayne Cassius Pride
Reações:

Sobre o Autor

 
Top