Comentários
Polyane Rocha Polyane Rocha Author
Title: [LIVROS] RESENHA - UM ESTUDO EM VERMELHO
Author: Polyane Rocha
Rating 5 of 5 Des:
Publicado originalmente em 1887, Um estudo em Vermelho chegou a ser considerado uma espécie de "livro do Gênesis" para os ...

Publicado originalmente em 1887, Um estudo em Vermelho chegou a ser considerado uma espécie de "livro do Gênesis" para os casos de Sherlock Holmes, pois marca não só a primeira aparição pública do detetive mais popular da literatura universal como o primeiro encontro entre Holmes e Watson. Ao buscar conhecer melhor seu novo amigo, em pouco tempo Watson vê-se envolvido numa história sinistra de vingança e assassinato.

Definitivamente, Sherlock Holmes se encontra na minha lista de personagens favoritos da vida! O conheci quando ainda era muito nova, entre 11 e 12 anos, por esse romance que essa resenha tem como título. E até hoje não consegui me libertar desse vício inebriante, escrito por Sir Arthur Conan Doyle. 

Sherlock Holmes é um homem de diversas características que o tornam um personagem com diversas camadas. E para se familiarizar com sua personalidade, ora irônica, ora amável, leva um pouco de tempo. E é isso que John Watson aprende ao conhecer Sherlock, ao longo do livro. 

Um estudo em Vermelho  é o primeiro livro da coletânea de casos de Sherlock Holmes, narrados pelo Dr John Wantson, que descreve um dos casos mais famosos, e o meu preferido, de Sherlock Holmes. Nesse livro, vemos como Watson e Holmes se conheceram após John voltar do Afeganistão, depois de ter servido no exército. Por meio de um colega, John fica sabendo de uma casa na Baker Street 221B, onde há duas vagas para moradia, e um sujeito ‘peculiar’ já havia mostrado interesse. Sujeito esse, sendo conhecido por Sherlock Holmes. 

Ao conhecê-lo, Watson se assombra com o quão perceptível, observador e peculiar Holmes é, mas, apesar disso, ambos fecham um acordo e se mudam para a Baker Street. Depois de um certo tempo, bastante curioso a respeito da personalidade e ocupação de Holmes, Watson acaba descobrindo que Holmes, na verdade, é um detetive consultor. Que por sinal, era o único no mundo. Por um tempo, Watson duvida dos métodos de Holmes, até vê-lo em prática e entender, assim como nós, o quão brilhante e inteligente Sherlock era como detetive. A partir desse ponto o caso passa a se desenrolar. Somos então apresentados aos personagens secundários, ao crime, a cena e aos métodos de dedução de Holmes. 

Em uma segunda parte do livro, é apresentado um contexto geral, explicando os motivos de o crime de ocorrido e por fim, nos é explicado, com grande maestria, como Sherlock descobriu tudo. 

Bem, esse foi o livro que me introduziu a esse gênero literário, e como já mencionei, está entre os meus livros preferidos e existem diversos motivos para isso. (1) A leitura do livro é prática, objetiva e fluida. (2) Apesar de ter sido escrito em 1887, a história é deliciosa de ser lida. Não traz diálogos complicados e a falta de tecnologia da época não interferiu em nada o ritmo acelerado e misterioso do livro. (3) A história não possui um enredo violento, sombrio ou de suspense, como a maioria dos romances policias atuais. E ainda assim, você simplesmente não consegue parar de ler. (4) Sherlock é um personagem com características diversas, que o tornam simplesmente encantador aos meus olhos. (5) Ao ler o livro, criei várias teorias e me deliciei ao perceber que estavam todas erradas, o que prova o quão incrível Doyle era como autor. 

Eu poderia continuar relatando os milhares de motivos pelo qual sou completamente apaixonada pelas histórias de Sherlock Holmes, mas acho que esses já bastam! 

Ah, além disso, essa edição da Zahar está maravilhosa! Capa dura, notas de rodapé e ilustrações originais. Simplesmente linda! Só me resta dizer que incentivo e recomendo a leitura desse livro incrível! 


Título: Um estudo em Vermelho
Autor: Arthur Conan Doyle
Editora: Zahar
Páginas: 192
Ano: 2013
Onde Comprar: Amazon




Reações:

Sobre o Autor

 
Top