Comentários
Mariana Ribeiro Mariana Ribeiro Author
Title: [REVIEW] BATES MOTEL - S04E02: GOODNIGHT, MOTHER
Author: Mariana Ribeiro
Rating 5 of 5 Des:
Após o retorno de Bates Motel semana passada, que não foi muito revelador, ficamos no presente episódio com ainda menos, exceto por aq...

Após o retorno de Bates Motel semana passada, que não foi muito revelador, ficamos no presente episódio com ainda menos, exceto por aquele climão de tesoura-faca-loucura-socorro por conta de Norman atingir o ápice e começar a pensar que sua mãe é quem mata a galera e, além disso, o faz parecer o maluco de White Pine Bay.

Pensando melhor agora que escrevo, creio que Norman está surtado meeesmo, porque se formos parar para analisar todo esse drama do episódio, nos depararemos com algumas inconsistências: não somente Norma mas tipo, todo mundo viu Norman ter seus apagões. Ninguém está inventando. Ponto final. Como ele pode considerar isso? Por um acaso existe uma conspiração tão imensa do tipo presidencial, daquelas a nível Prison Break contra ele? Me poupe. Acho que no mínimo Norman deveria parar com aquele papinho de superioridade dele, porque ainda que Norma fosse louca, não é assim que se lida com pessoas que precisam de ajuda. É, realmente estão tentando nos incutir um ódio crescente e avassalador pelo personagem...

E, além disso tudo, provavelmente Norman deve ter algum planinho de se passar por são e salvo ou não sei o que, já que ele assinou muito facilmente aquele papel, ainda mais depois de todo o draminha e sugestão de suicídio coletivo...


Alex, por sua vez, como previ semana passada, tirou o dinheiro do esconderijo e correu para internar Norman, depois que notou a seriedade da situação e o risco de morte real que sua amada e futura esposa - whaat - Norma enfrentava. Esperava o negócio do dinheiro sim, mas o casamento foi um pouco surpresa. Mas acho que para Romero é isso mesmo, desde que case com Norma... o que vier é lucro. Sinto cada vez mais - claro que não digo nada com certeza, afinal, a série é uma adaptação, e adaptações são, por definição, diferentes do objeto do qual se originam -  que talvez Alex seja o marido da mãe de Norman Bates que é citado em Psycho pelo xerife local, já que este não se chama Romero... e se alguém lembra do filme, também lembra que as coisas não acabam muito bem para o casal...

Agora, temos também que falar em Dylan e Emma... o que dizer? Adoro os dois, mas é muita cena jogada fora, com assuntos que não saem daquilo. Um episódio inteiro para tirar o tubo e agora ficar sob observação se recuperando? Haja verossimilhança, pelo amor de Deus. 


Enfim, creio que o episódio mais uma vez preparou um clima para o que Norman fará no restante da temporada, isto é, tentar sair da clínica e se convencer de que Norma foi quem matou todo mundo, inclusive seu pai escroto, que, sinceramente, se Norman não tivesse matado eu mesmo daria um jeito de pular na TV, ao estilo Pleasantville – aliás, filme bacaninha para o fim de semana – e daria um jeito. Este episódio foi bem mais arrastado do que o anterior e, fora o fato de que Norman finalmente atingiu o ápice e se tornou violento com Norma, nada mais nos foi apresentado. Somente pontas aqui e detalhes ali que, espero, sejam melhor explorados e de preferência, logo.

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:

Reações:

Sobre o Autor

 
Top