Comentários
Lilian Zin Lilian Zin Author
Title: [REVIEW] NCIS - S13E17: AFTER HOURS
Author: Lilian Zin
Rating 5 of 5 Des:
“Go home.” – Leroy Jethro Gibbs After Hours foi um tanto quanto... inusitado. Não pela conclusão do caso, mas pela forma como o epis...
“Go home.” – Leroy Jethro Gibbs

After Hours foi um tanto quanto... inusitado. Não pela conclusão do caso, mas pela forma como o episódio foi construído. Para mim, o caso não foi tão extraordinário, simplesmente porque já sabia como seria o desenrolar do mesmo. Essa foi a prova de como spoilers podem arruinar sua série favorita em três segundos.

Mesmo esperando o episódio todo pelo que já sabia que iria acontecer, foi divertido descobrir como a equipe passa o tempo livre enquanto um caso os atormenta. Quando o Petty Officer Second Class James Muldoon voltava para casa, viu uma mulher sendo atacada por um homem. Como todo bom herói, ele para seu carro e a salva, atirando no agressor. E essa é a história contada e comprovada por evidências. Até que algo começa a incomodar os agentes.


Por se tratar de um caso aparentemente simples e que começou um pouco tarde, Gibbs deixa que a equipe vá para casa e terminem o caso no dia seguinte. A calmaria tomava conta de cada membro da equipe até que McGee começa a desacreditar no depoimento de Muldoon durante seu download dinner com Delilah. Aliás, foi graças à namorada de Tim que uma das melhores cenas foi desenvolvida: McGee refazendo a cena do crime com o jantar. Lembrei imediatamente da minha avó falando que “não se deve brincar com comida”. Toda a briga entre os dois e depois a curiosidade de Delilah em resolver o caso foi um gás extra ao episódio.

Em outro lugar da cidade, Tony saía para jantar com Leah, a primeira Triple T que DiNozzo teve em anos. A cena em que ele arruma seu apartamento para que fique extremamente chamativo para a mulher foi ótima. Mas a melhor parte foi o porta retrato com a foto de DiNozzo e um cachorro (que espero profundamente ser o Jethro, o cachorro do episódio Dog Tags – S05E13), que tem a foto de DiNozzo e um gato no verso. Genial. Além de tocar piano e cantar Strangers In the Night, Tony impressionou ao deixar Leah completamente entediada enquanto ia narrando o caso para a mesma. Só tinha uma coisa que me fez ficar refletindo sobre o encontro de DiNozzo e Leah ter ido para o apartamento do agente: o que aconteceu com a regra de não levar mulheres para o apartamento, sendo que fica mais fácil escapar delas durante a manhã? Aparentemente, as mudanças continuam acontecendo.


Como era de se esperar, Gibbs não larga o osso de jeito nenhum, não importando o quanto ele tente. Assim como Bishop, que não saiu do prédio enquanto não conseguiu uma pista sólida. Amo as interações entre Ellie e Ducky. E quando Jimmy está na jogada, fica ainda melhor. Depois de sair da autópsia, ela vai direto à casa de Gibbs, provando que ambos possuem várias coisas em comum, principalmente após o divórcio. Gosto muito quando os dois trabalham juntos. Sinto como se fosse quando a Ziva trabalhava com Gibbs, mostrando um sentimento de proteção e, ao mesmo tempo, respeito.

Ver todo mundo indo para a cena do crime no meio da noite, até Abby em seu pijama, foi a certeza do quão unida e homogênea a equipe é. De que quando uma coisa incomoda um membro, a probabilidade de incomodar os outros é extremamente alta.  Um episódio bom, aproveitando bem todos os personagens e explorando áreas que NCIS demorou um pouco para explorar. Em resumo: foi um episódio muito bem estruturado. E espero que venham mais assim.

P.S.: Anthony DiNozzo, o que aconteceu com Ziva, o segundo peixinho dourado? Mesmo tendo citado apenas Kate, ficou bem visível que só havia um peixe no aquário;
P.S.2: Previously, on Abby’s Lab foi excelente. Só acho que isso poderia se repetir;
P.S.3: Amei a ideia do Download Dinner;
P.S.4: Acho extremamente necessário levar a Victoria para passear no prédio um dia. Quero ver toda a equipe babando na baby Palmer!

“My gut is telling me that the good guys are alive and the bad guy's dead. And all the evidence points that way. But-but things aren't adding up. And so I'm questioning, is my gut wrong? Do I question that? Because, you know it's a terrible thing to in my line of work-- you know, people die that way.” – Timothy McGee
Reações:

Sobre o Autor

 
Top