Comentários
Mariana Ribeiro Mariana Ribeiro Author
Title: [REVIEW] PRETTY LITTLE LIARS - S06E20: HUSH HUSH SWEET LIARS [SEASON FINALE]
Author: Mariana Ribeiro
Rating 5 of 5 Des:
Para recordar de onde paramos, lembro-vos que para o nosso tão esperado season finale havíamos ficado com a expectativa do plano de Ha...

Para recordar de onde paramos, lembro-vos que para o nosso tão esperado season finale havíamos ficado com a expectativa do plano de Hanna pairando no ar. O que parecia tão complexo, no entanto, consistia de Hanna ficar em um local cercado por tecnologias e armadilhas de todos os tipos construídas por Caleb, Ezra e Aria, tudo a fim de pegar essa nova A de qualquer jeito. Entretanto, parece que temos mais do que um jogador contra o time liars, o que foi, na verdade, a grande revelação do episódio. E devo admitir, por essa eu realmente não esperava. 

Acontece que, depois de planejarem o tal plano o episódio todo e, ao longo disso, mostrarem que depois de cinco anos ninguém de fato mudou em Rosewood – calma, daqui a pouco comento isso – acabou-se que certas pessoas revelaram não ser o que pareciam, além de mais segredos epicamente grandes terem vazado depois de o que, 25 anos? Pois é. O fato é que nosso querido psiquiatra Elliot, marido de Alison, estava trabalhando para o inimigo, e, na verdade, amava mesmo sua paciente, Charlotte. E, como se isso não bastasse, fez com que Alison parecesse uma maluca por aí, causando falsas alucinações em sua esposa com uma máscara de Wilden. Parece que só porque tinha falado mal da tal máscara é que resolveram colocar uma dessas decente até demais, tanto que ficou até um pouco inverossímil... mas deixando o pacto ficcional de lado, ficou logicamente óbvio que rolou uma participação especial ali...


Enfim, esse breve resumo não nos apresenta ainda à polêmica da existência de uma mãe biológica para Charlotte que não era a senhora DiLaurentis, mas sim sua irmã gêmea. Sim, a adaptação da questão de irmão gêmeo do livro foi levada a sério pela série, que resolveu colocar Charlotte e Jason como os gêmeos, e depois desmentir tudo para fazer com que a mãe de Alison tivesse sua outra metade do mal. Mas o que impressionou mesmo, e achei isso legal porque bem verossímil e verdadeiro, foi que todo esse plano de Mary Drake – o nome de nossa gêmea maligna – junto com Elliot, foi todo direcionado para roubar a herança que ficaria para Alison que, agora casada e enfiada em uma clínica, fica para a mãe de Charlotte. Simples e complexo ao mesmo tempo, o que é bom e bem mais realístico que anos de sofrimento infligidos em pessoas aleatórias por um certo alguém que nem mesmo conheceram, e que nada tiveram a ver com o preconceito que lhe foi direcionado. 

Quanto àquela história de ninguém ter mudado, como prometido, comento agora: Ezra e Aria, e também, Hanna e Caleb, não só disseram uns aos outros como mostraram que nunca deixaram de se amar. Não achei nada legal tudo isso, essa traição múltipla e tudo o mais. Gente, ponto final é ponto final, ou, se não é, não envolva os outros no meio, porfa. Para piorar, Spencer diz que ama Caleb, sendo que ela e Toby são os únicos decentes e verdadeiros da história, apesar de, depois de tudo isso, serem os únicos que deveriam é ficar juntos novamente. Outra coisa que me incomodou e lembrei agora foi que Caleb caiu no meu conceito, e não sei porque fizeram essa história toda dele abandonar Hanna e agora enganar Spencer ao ser seu namorado enquanto não a ama. Achei desnecessário. E também tem o ódio fora de contexto que nutre por Mona, que, pelo jeito, decidiu que se a galera não vai a aceitar como amiga por bem, vai ser por mal mesmo, já que passou a seguir as pessoas e não só ficar escondida na moita ou encenar uma desculpa furada, como Spencer e Emily no episódio anterior. 


Em geral, ficamos por aqui com mais um season finale que acabou ainda por não revelar quem é o terceiro elemento que está atormentando as liars, já que, ao que parece, a mãe de Charlotte e Elliot tinham como objetivo destruir somente Alison, e não necessariamente quem matou Charlotte, já que aquela nem mesmo estava recebendo as mensagens ameaçadoras. Apesar disso, dessa vez ganhamos pelo menos alguma coisa para comentar e criar hipóteses sobre, além de que essa reviravolta final, em minha opinião, foi muito bacana até, algo que estava esperando há muito tempo de uma finale de PLL. Ah, obs.: Toby usa óculos e fala francês. O objetivo desse comentário? Perguntem o objetivo dessas cenas para produtora, e daí a gente conversa. Até a próxima guys

Reações:

Sobre o Autor

 
Top