Comentários
Mariana Ribeiro Mariana Ribeiro Author
Title: [REVIEW] BATES MOTEL - S04E06-07: THE VAULT/ THERE'S NO PLACE LIKE HOME
Author: Mariana Ribeiro
Rating 5 of 5 Des:
Norman – quem te viu, quem te vê. Acho que essa pequena expressão descreve bem nossa mistura de surpresa, indignação e entusiasmo pelo ...

Norman – quem te viu, quem te vê. Acho que essa pequena expressão descreve bem nossa mistura de surpresa, indignação e entusiasmo pelo que vimos especialmente no episódio dessa semana, que foi basicamente uma conclusão daquele da semana passada, o que veio a calhar com o atraso da review pelo qual, desde já, me desculpo. No entanto, creio que o episódio anterior somente estabeleceu o ambiente com o qual Norman vai se encontrar no próximo episódio, que como tudo indica, vai acabar gerando muitos conflitos. 

Isso porque, pasmem como eu o fiz, Norman acabou adivinhando que Norma se casou com Romero e fez o quê? Se comportou como uma criança ou o louco que é, se transformando em Norma e blá blá blá...Não pessoal. A previsibilidade do comportamento de Norman finalmente parece estar começando a desmoronar-se, uma vez que, como pudemos ver, nosso menino querido começou a exercer suas habilidades de manipulação e mentira, o que acaba aproximando o personagem de um psicótico, que infelizmente não tem consciência plena do que faz, do psicopata, que não dá a mínima para o que faz, contanto que esteja com sua querida mother. Assim, vale mencionar aqui a cena de choro com Norma e com o psiquiatra, em que Norman fez de tudo para conseguir a aprovação do médico na sua liberação da clínica, que me deixou de queixo caído.


Aliás, precisamos comentar aqui sobre a lógica distorcida de Norman, que provavelmente vai resultar em pegar tudo o que a série mostrou até agora, que foi o romance de Alex e Norma e a vida andando para todo mundo muito feliz e alegre sem ele, e, então, destruir tudo. Pelo jeito foi isso que levou ele a aceitar sua condição, de modo que ainda não sabemos se ele só quer voltar para casa e ganhar seu espaço de volta na vida de Norma, ou se quer realmente dar um fim nessa relação, nem que para isso tenha que invocar seu lado sombrio.

Norma, por sua vez, parece estar ganhando cada vez mais confiança na vida, o que era difícil com tudo o que lhe aconteceu até essa temporada, convenhamos. Assim, foi demais ver a cena dela surtando – no episódio anterior - com Chick, por suas ameaças, e com Dylan, por estar deixando-a, e também já colocando tudo às claras, uma vez que começa a confiar em Romero cada vez mais. Falando em Dylan, este foi admiravelmente rápido nesse episódio, e praticamente já descobriu a proeza que nosso estranho Norman cometeu no início da temporada.


Enfim, sem mais delongas, acredito que o negócio é mesmo esperar para ver o quão errado vai dar essa história de uma figura paterna, com a autoridade agravada pelo fato de ser o xerife da cidade, se colocando entre Norman e sua paixão edipiana por sua mãe, depois de todo a relação que se construiu entre Alex e Norma, que, sinceramente, senti que foi a única coisa que aconteceu até agora na série. Não que acredite ter sido uma temporada desperdiçada, muito pelo contrário. Isso porque, embora comparada às outras temporadas com certeza tivemos menos acontecimentos, com Norman tentando se cuidar e tudo o mais, estamos vendo simplesmente a tensão se mantendo, de modo que acredito ser esta uma temporada de preparação para o futuro de Norman como adulto mesmo, uma vez que tudo parece estar sendo ajeitado para confrontos mais reveladores no season finale ou talvez em uma próxima temporada, e que, talvez, abram os olhos de Norma para o fato de que seu filho já não é tão inocente quanto ela pensa, uma vez que, escolhendo não fazer nada a respeito de seu problema – isso se Norman não ficar mais cínico ainda – se torna conivente com suas próprias atitudes violentas, independentemente se reflitam em pessoas culpadas ou inocentes. 

Reações:

Sobre o Autor

 
Top