Comentários
Rafa Rodrigo Rafa Rodrigo Author
Title: [REVIEW] NASHVILLE – S4E12 E13: HOW DOES IT ALL AGAIN
Author: Rafa Rodrigo
Rating 5 of 5 Des:
Semanas atrasado, muita movimentação, personagens novos e a preparação do terreno para o retorno de Juliett Barnes, disso que são feito...

Semanas atrasado, muita movimentação, personagens novos e a preparação do terreno para o retorno de Juliett Barnes, disso que são feitos dois episódios grandiosos desta nossa série, que, depois de um retorno morno envolvendo o casamento, voltou de vez com dramas interessantes e músicas boas.

Nestes dois episódios rolou muita coisa, dentre elas o que tem dado o que falar tem sido Layla, que agora decidiu forçar uma relação (inicialmente profissional) com o Avery, até então não entendemos aonde a garota quer chegar, mas é impossível não reconhecer o quanto a personagem tem crescido, chega a ser estranho ver Layla e não ver lágrimas, afinal, era disso que a personagem era feita até então.

Outro ponto positivíssimo para a série foi a adição de Vita, uma personagem que promete dar liga a muitos episódios nesta segunda parte da temporada.Com uma bagagem complicada e uma voz invejável, a garota, mesmo fazendo de tudo no quesito auto sabotagem deve fazer logo parte do seleto grupo de talentosos artistas da H65. Só espero que ela não seja a nova Saddie e venha para ficar, mesmo que role um mega drama em meio a tudo com este estranho sumiço.

Mesmo em episódios bons, existem aqueles plots que dão preguiça, aquela preguiça até de comentar. Claro que estou falando do núcleo mirim / teen de Nash, Maddie mesmo quando tem uma história envolvendo sua evolução como personagem, seu crescimento e envolvimento com a Cash, ainda assim consegue ser chata. Pena que pelo andar da carruagem, esta menina vai fazer de tudo para não incluir a irmã na sua carreira de cantora, por mais que a Rayna tente isso.


Mas tirando estas coisinhas, o que matou de orgulho neste episódio foi o Will. Que lindeza ver o rapaz cantando, passamos raiva com ele na delegacia e depois rimos com o belo samba na cara dos homofóbicos. Tudo isso foi de extrema importância para o personagem, nestes dois episódios podemos presenciar o renascimento da estima do personagem e o reconhecimento de que as coisas podem não ser fáceis, mas que certas experiências precisam ser vividas.

Vimos aqui também o início da volta por cima de Luke e a ascensão do Beverly, claro que envolvendo um drama chato e desnecessário por parte do sócio do Deacon. Mas como nos próximos episódios farei novamente uma review dupla não vou me estender muito. Mas além dos pontos apresentados, o que você achou do episódio?

Se está atrasado (a) com os episódios da nossa série assim como eu, confere aí o PROMO DO PROXIMO EPISÓDIO:


Reações:

Sobre o Autor

 
Top