Comentários
Ayla Aguiar Ayla Aguiar Author
Title: [REVIEW] ONCE UPON A TIME S05E19 – SISTERS
Author: Ayla Aguiar
Rating 5 of 5 Des:
Fomos finalmente apresentadas a um episódio completamente focado na Regina, Zelena e a Cora. Onde o passado, o qual elas têm em comum f...

Fomos finalmente apresentadas a um episódio completamente focado na Regina, Zelena e a Cora. Onde o passado, o qual elas têm em comum foi apresentado, influenciando na relação futura das irmãs, e na situação do presente: uma mãe preocupada (não vou mentir que fiquei muito com o pé atrás em relação à Cora quase até o final), e a Regina de fato querendo proteger e ajudar a irmã.

Então, o episódio vem trazendo a Regina tentando alertar a Zelena sobre o perigo que é namorar o Hades, não só pra ela, mas também para o grupo da Regina, isso logo depois do Hades ter falado no encontro dele com a Zelena que ele poderia sair do Submundo por ela, já que nossa verdinha merece mais, e que, pra isso acontecer, ele colocou o nome de todo mundo em lápides no Submundo, assim ninguém volta, e o local continuaria, mesmo sem ele. Zelena só precisaria quebrar a maldição.


E falando nisso, esse true love vindo da parte da Zelena não tá convencendo, ou porque ela realmente está com medo, ou porque ela não está de fato totalmente apaixonada e o senhor do inferno não é o verdadeiro true love dela, mas só sei que não está convencendo. Assim, enquanto a Regina não conseguiu convencer a Wicked de que era uma investida perigosa e a Zelena ficou machucada porque achou que a Regina podia ser mais do que isso, a nossa Evil Queen apelou para quem ela sabia que tinha a maior chance: a Cora. (Eu achei fofo e engraçado a Regina dar uma de mãe com essa de “Você não vai ver seu namoradinho porque eu estou mandando!”).

E é ai que começa o lacre do episódio, pois as melhores cenas envolveram as três, desde quando crianças, e que duas meninas maravilhosas, até o final. Nos flashblacks, descobrimos que a Regina criança se sentia solitária, pois a mãe vivia sempre ocupada, e uma das lições que a Cora queria ensinar era a não depender de ninguém emocionalmente. Gente, como se ensina isso para uma criança? Ela não vai entender, principalmente porque vivia sozinha. Nisso da Cora sempre estar ocupada, a Regina acabou sofrendo um acidente com magia, só podendo ser curada por alguém de sangue em comum que nunca teve minimamente a intenção de machucá-la (foi o que entendi), e aí a Zelena entra.


Eu apenas achei digno esse encontro, pelo menos em um plot os escritores foram até lógicos, abrindo caminho para o perdão entre elas adultas. A amizade entre crianças é quase instantânea e sem mal nenhum né? O que não foi diferente com as duas. Ao passo de que elas tinham companhia para brincar, elas acabam esbarrando de novo na varinha que causou o acidente da Regina, e como só abre a caixa com magia do sangue, elas acabam se descobrindo irmãs. Só que como isso era apenas inconcebível na época para a Cora, e para os planos da mesma, ela apagou completamente a memória das duas sobre o ocorrido.

E era aqui que eu queria chegar: a Cora tentou fazer o mesmo com relação ao Hades com a Zelena já adulta, e ela se enfureceu, porque a Regina tentou ajudar, ela ficou ainda mais machucada, porque ela realmente queria um laço maior, de irmãs, pois a Zelena quer mudar o senhor do inferno, e a Regina acredita que isso não é possível. E eu estou do lado das duas, por que dá pra entender elas. Daí a Cora resolve mostrar as memorias dessa época às duas irmãs, para ver se elas se acertavam, para assim trabalharem juntas para sair do Submundo e conseguir formar uma família, com tudo incluso.


Essa briga e reconciliação das irmãs me leva a outra parte desse trio: Cora. Eu fiquei com um pé atrás com ela basicamente o episódio todo (salvo pela cena final). Depois de tudo que ela causou, todo o sofrimento, toda a maldade que ela fez para as meninas, é mais do que justa essa desconfiança. Então, a minha vontade de vê-la mudando desde o episódio da volta de Once se confirmou. Ela de fato mudou.

Mas o que me deixou me digladiando até hoje foi que: Regina precisou de uma maldição, um filho e 4 anos de série pra chegar a heroína dessa 5B. Zelena: 2 anos, um plot malfadado e horroroso do bebê (a qual eu já estou amando, não o plot), e um filho pra finalmente começar a mudar, e chegar a se tornar a pessoa desse episódio 19. A Cora: um fucking episódio. Qual é escritores, vocês poderiam fazer melhor hein. Deixar a mamãe foda até a finale ao menos. Por mais que se siga a lógica de todos os que se livraram do assunto inacabado, como o irmão do Hook, e a Cora seguindo pelo mesmo caminho, ainda não era a hora de ela ir para a luz, mesmo que eu tenha me acabado de chorar na cena dela se redimindo e indo para o lugar melhor, ela viu as filhas realmente começando a se perdoar e seguindo o caminho melhor, para se tornarem irmãs e amigas.


Agora a gente vai ter que se preparar viu, porque com o final desse episódio, e com o sneak que eu já vi do próximo, com o salvamento da Zelena, o Hades pedindo ajuda, e a Regina sendo linda, eu já estou me preparando para o duelo. E Pan, seu infeliz: larga o osso, vá pro pior lugar depois do Submundo, não to pedindo mais nada amigo. Só desencarna! Ow personagem podre que odeio nessa serie. Olha, se até a Zelena consegue se redimir, o Rumple também deveria hein, porque para tudo nessa vida existe jeito. Já estou me roendo de ódio dele de novo!

P.S: Eu realmente não consigo engolir o Hades. Ew!

P.S 2: Quem o Hook acha que é pra chamar a Regina de burra ao dar o voto de confiança para Zelena? Tu não tem um passado também amigo? Dá licença idiota! Tu não tem mais muito ponto para perder comigo não hein

P,S 3: O David é burro, e o poder da Emma não funciona quando ela precisa, ou seja, quase sempre. Percebemos nesse ep 19, porque ninguém reconheceu que aquele gêmeo não era o David. Vocês estão muito bem viu!
Reações:

Sobre o Autor

 
Top