Comentários
Dunia Esper Dunia Esper Author
Title: [REVIEW] SUPERNATURAL - S11E16: SAFE HOUSE
Author: Dunia Esper
Rating 5 of 5 Des:
“Idijits” Desafiando as leis de espaço-tempo em seu retorno, Supernatural abala nossos corações ao resgatar uma aventura de Bobby e Ru...

“Idijits”

Desafiando as leis de espaço-tempo em seu retorno, Supernatural abala nossos corações ao resgatar uma aventura de Bobby e Rufus na saudosa época pré-Apocalipse.

O “Then” é um recurso para salientar ao expectador o que o episódio está prestes a oferecer. De forma exposta ou velada, é por ele que sabemos se os próximos 42 minutos serão de fillers ou de avanços na trama principal. Em “Safe House”, esses minutos iniciais causaram confusão e estranheza, pois mostravam cenas dos falecidos caçadores Rufus Turner e Bobby Singer. Nada de temporada errada ou erros da produção, a série conseguiu, de forma lógica, trazer esses personagens para contar uma nova história. #EnganadaPeloPromo


Na busca por Amara, e mais recentemente por Cas/Lúcifer, Sam e Dean topam com um promissor caso de monstro. Aparentemente fácil de ser resolvido, os Winchesters descobrem que anos atrás Bobby e Rufus passaram pela mesma situação, começando aqui a interseção entre as duas histórias. Assim, acompanhamos duas gerações seguindo o fluxo usual de uma caçada, culminando ao final no encontro de ambas na distorção do espaço-tempo.

“Safe House” pode ser considerada uma homenagem a importância que Rufus e, principalmente, Bobby tiveram/têm na trajetória do Winchesters. E como eles fazem falta. Mas, diferentemente de “Baby”, o episódio não conseguiu fazer jus a essência desses dois personagens, entregando uma trama arrastada e um monstro mal explorado. Faltou tato ao trabalhar o relacionamento dos dois, pois ficou resumido em brigas e xingamentos. A redenção chega ao final do episódio, no clímax da batalha contra o Devorador de Alma quando Dean e Bobby se encontram dentro do ninho.


Na questão técnica, é notável os trabalhos das equipes de filmagem e edição por conseguirem tornar fluida a narrativa, sem confundir o expectador nas mudanças de tempo. Faltou personalidade ao episódio que será relembrado como o breve retorno de Bobby e Rufus em uma trama mediana, nada no patamar de “Baby” e “Fan Fiction”.

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:
Reações:

Sobre o Autor

 
Top