Comentários
Lilian Zin Lilian Zin Author
Title: [PAPO DE SERIADOR] ATÉ LOGO, ANTHONY DINOZZO
Author: Lilian Zin
Rating 5 of 5 Des:
Querido Anthony DiNozzo, Você não imagina o quão difícil é escrever essa carta. É uma daquelas coisas que nunca imaginei que teria qu...

Querido Anthony DiNozzo,

Você não imagina o quão difícil é escrever essa carta. É uma daquelas coisas que nunca imaginei que teria que fazer. Pois achei que você estaria lá para sempre. Mas a vida é assim, não é mesmo? Com todas as suas reviravoltas, pegadinhas e tudo mais. É claro, todos precisamos seguir aquilo que achamos ser o certo, mesmo que isso nos afaste daqueles que mais amamos. Mas você teve uma boa jornada, certo? Afinal, foram mais de 13 anos de dedicação à uma agência federal. E você já desistiu de muita coisa em prol do trabalho. Mas ganhou outras muito boas.

Quando te conheci, você era como uma criança presa no corpo de um homem de 30 anos. Você fechava portas de aviões na cara do FBI e tirava fotos na cadeira do presidente no Air Force One. Acho que depois de todo esse tempo você ainda faria as mesmas coisas, com o mesmo sorriso no rosto. E você não conseguia se manter em um relacionamento sério, tendo que contar cada detalhe de sua vida amorosa para todo mundo. Me recordo perfeitamente de quando foi jogado para fora do carro do FBI em um saco de cadáveres ou então quando foi empurrado de um avião, sendo forçado a colocar a inexistente habilidade com paraquedismo em prática. Mas quando era necessário, o que ocorria pouco, você se tornava um agente extremamente profissional e responsável.

http://67.media.tumblr.com/tumblr_lzlps5jQrl1qe1tmho1_500.gif

E como esquecer a vez em que você ficou acorrentado a um fugitivo e quase foi morto por ele? Ou quando cantou e dançou "Outrageous" enquanto ouvia Kate fazendo o mesmo? É claro, você saiu em Spring Break anos após se formar e, por incrível que pareça, conseguiu se comportar exatamente como um universitário. Mas o mais importante: você sobreviveu à peste bubônica. Anthony DiNozzo, você quase me fez ter um ataque ao vê-lo quase morrendo no hospital. E só de lembrar, já fico com dor no coração.

Outra situação um pouco cômica, mas também dramática, foi sua prisão. As duas. Na primeira vez você foi acusado de assassinato pelo assistente da Abby. Já na segunda, você foi preso por invadir propriedade da polícia, levando McGee junto. Além disso, você já teve sua identidade roubada duas vezes. E você foi dado como morto em ambos os casos. Quer dizer, o nome Anthony DiNozzo foi associado à morte em três situações: uma quando te conheci, outra quando seu carro explodiu e uma terceira quando três Tony's apareceram, mais recentemente. Não posso me esquecer ainda da vez que um homem que você ajudou a prender também experimentou um pouco de como é ser o Very Special Agent Anthony DiNozzo. É válido ainda relembrar do trágico destino de seus carros: um roubado e destruído, outro explodido (como já dito) e um terceiro batido. Parece que o destino gosta de fazer graça contigo.

http://66.media.tumblr.com/tumblr_lv8bmt8v6D1qe1tmho1_500.gif

Você conseguiu chefiar a equipe duas vezes (sem contar a regra #38, é claro). E nessas duas vezes você quase perdeu o seu chefe, aquele que você considera como um pai. Imagino como deve ter sido terrível o medo de perder Gibbs. Eu mesma fiquei inconsolável quando isso aconteceu. E você teve a chance de ter uma equipe para ser montada nos moldes DiNozzo, em Rota. Mas você recusou, pois estava preocupado com Jethro e, aparentemente, não se achava digno de ser o boss. Mas você é. Se eu pudesse chamá-lo de boss, sentiria o maior orgulho do mundo.

E por falar em Gibbs, você também aprendeu que deve-se viver com base em um grupo de regras. Além de seguir as dele, você criou algumas durante seu tempo de liderança, como, por exemplo, "Don’t sit on the sidelines while your people are in trouble". E você seguiu sua regra #1 fielmente. Como um bom aprendiz de Jethro, você também não organiza as suas com uma numeração coerente. A outra que me lembro é a #3, "Never underestimate your opponent". É claro, tem também a "Never date a woman that eats more than you do". Mas acredito que essa foi criada em um sentido mais cômico.

E você realmente tem certo jeito para a comédia. Seja fazendo suas inúmeras citações de filmes, clássicos ou modernos, dando apelidos para McGee, contando histórias, recebendo headslaps (muitos, por sinal), fazendo perguntas extremamente desnecessárias, falando outros idiomas, cantando, pregando peças nos companheiros de equipe, se fantasiando (sim, Tony Manero, é de você mesmo que estou falando), sendo interrogado, entrando em pânico para comprar um presente, encarando um rato, tendo uma reação alérgica à hera venenosa (depois de anos rindo do McGee), imitando atores/personagens, posando para fotos da campanha publicitária do NCIS ou simplesmente por falar algo no momento inapropriado. Você traz certa leveza a um trabalho tão difícil. Mas nem sempre foi assim.

http://66.media.tumblr.com/6d15c81c7f52e57b385a71212ff55258/tumblr_mf9o8zTK4a1ro6yllo2_500.gif

Você sofreu. Muito. Por amor, pelo trabalho, pela vida. Você perdeu a Kate, sua primeira parceira. Aquela que, apesar de tudo, esteve do seu lado quando você quase morreu com a peste. Aquela que, caso estivesse viva, poderia até ser sua esposa e mãe de seus filhos. Você perdeu a Cassidy. E, sendo honesta, você era apaixonado por ela. Estava estampado no seu rosto toda vez que você a via ou o nome dela era mencionado. Duas das mulheres que mais ajudaram a formar sua personalidade morreram no trabalho. Garanto que você deve ter questionado se deveria ou não continuar nessa carreira.

Você se apaixonou. Pela Jeanne. Na verdade, quem se apaixonou por ela foi o Tony DiNardo, mas você não soube separar seus sentimentos dos de seu disfarce, certo? Ela te fazia extremamente feliz e vice-versa. Confesso que fiquei um pouco incomodada em alguns momentos do relacionamento de vocês, mas isso não tirava a incrível química entre os dois. Essa foi outra situação que você deve ter questionado se deveria desistir do trabalho em nome do amor. Mas você não podia fazer isso. Pela E.J. Quase quebrando a regra #12, você se envolveu com a chefe da equipe de Rota (sim, aquela que você recusou). Esse relacionamento sim foi complicado. E breve. Poderia até comparar ao envolvimento entre você e sua antiga parceira, Zoe Keates. Mas está na cara quem é realmente o amor da sua vida.



Ziva David. Duas palavras que podem mudar seu humor em questão de segundos. E pode trazer felicidade, preocupação, medo. Você lembra como vocês se conheceram? Ela tentando impedir o assassinato de Ari e você fantasiando com Kate. E em 8 anos tantas coisas aconteceram. Vocês trabalharam disfarçados como um casal, dividiram o quarto em Paris Berlim, ficaram presos em um contêiner, foram para Los Angeles a trabalho e tiveram algum tempo de folga (pouco, por sinal). Na verdade vocês dois pareciam casados. As brigas geralmente eram por ciúmes, as provocações eram constantes, assim como os momentos adoráveis e as surpresas, presentes em pequenos atos.

Caramba, você viajou meio mundo, ficou amarrado em uma cadeira e tomou o soro da verdade só para levá-la para casa. Também já ficou meses tentando encontrá-la e, quando conseguiu, tentou mostrar que o verdadeiro lugar que ela pertencia era ao seu lado. Ninguém vai conseguir me convencer de que vocês não foram feitos um para o outro e que, na primeira oportunidade, você irá ao encontro dela. E espero que faça isso. Que seja feliz ao lado do amor de sua vida.

http://67.media.tumblr.com/tumblr_lznn343EoY1qe1tmho1_500.gif

Mas não só romance você recebeu. Ao aceitar a proposta de Gibbs e ir trabalhar no NCIS, você ganhou uma família. Considere-se um homem de extrema sorte por ter tantas pessoas que te amam e se importam com você. Já viu a forma como a Abby te abraça quando você está longe por muito tempo ou está mal? E como o Jimmy te respeita, às vezes, e te admira? Como McGee nunca reclamou de todos os McNicknames que você já criou para ele? Já viu como é adorável a forma como Ducky te chama de Anthony? A confiança que Vance tem em você? E o cuidado que Gibbs tem com você, te considerando como um de seus filhos? Afinal, você esteve lá por eles em todos os momentos. Nas alegrias, nas tristezas, nas confusões e nos dias bem agitados (fique tranquilo, não vou dizer que o dia está c-a-l-m-o).

E foi graças a eles que você também entrou em contato com sua família biológica. Quem não consegue rir só de lembrar de toda a confusão por conta da tão esperada herança do Tio Clive se tornar em uma grande dívida ser paga? Ou então quando você descobriu ter algum grau de parentesco com um dos suspeitos de ser Jack, the Ripper. Além disso, você voltou a se entender com seu pai. Mesmo sabendo que vocês dois não conseguem ficar bem por muito tempo, ter o Sr. por perto já mostra o quão você evoluiu ao longo dos anos.

Outra coisa que não consigo me esquecer foi de quando você salvou a vida de Gibbs e implorou ao chefe para não fazer você beijá-lo. E por falar em beijo, como pude escrever essa carta e não me lembrar de quando você beijou um travesti? Ah, aquele momento sim foi divertido. Durante um período dramático, é claro, mas foi bem divertido. Aquelas vezes em que você era pego falando algo inapropriado ou fantasiando com sua parceira morta, renderam ótimas risadas. E é dessa forma que quero me lembrar de você: sorrindo.

http://66.media.tumblr.com/1fe41e99fa2fb04cf42fb0ac1309500e/tumblr_mfaik3dUEj1qdfm9so3_500.gif

Quero me lembrar daquele Tony que, quando sofria algum acidente ou participava de uma briga, quebrava o nariz e, por consequência dos analgésicos, tinha reações divertidas a todo e qualquer barulho, principalmente o do elevador. Aquele Tony que levou seu bom humor para New OrleansLos AngelesGuantanamo, MarseillePorto Rico e tantos outros lugares ao redor do mundo. Daquele que canta "Strangers In The Night" e mistura suas indagações no meio da música.

Daquele que, mesmo sem saber, mudou minha vida em vários aspectos. E eu quero te agradecer por isso. E por, mesmo quando estava sofrendo, ter conseguido manter o humor (colocando super cola no teclado do McGee, por exemplo). Eu queria ser a primeira a dizer até logo, pois não acredito que isso seja um adeus definitivo. Espero que você seja extremamente feliz em sua nova escolha, pois você merece todo amor e felicidade do mundo. Até logo, velho amigo. Saiba que você estará sempre em meu coração e que jamais será esquecido.

Até logo, Anthony D. DiNozzo Jr.
Eu te amo.
Reações:

Sobre o Autor

 
Top