Comentários
Maluci Vieira Maluci Vieira Author
Title: [REVIEW] OUTLANDER - S02E04: LA DAME BLANCHE
Author: Maluci Vieira
Rating 5 of 5 Des:
Essa temporada continua excelente, entregando toda semana um novo episódio maravilhoso. A sensação que fica é que o episódio não durou n...

Essa temporada continua excelente, entregando toda semana um novo episódio maravilhoso. A sensação que fica é que o episódio não durou nem vinte minutos. Como é bom poder assistir a uma adaptação tão fidedigna. O episódio foi uma verdadeira montanha-russa. A primeira surpresa, sem dúvidas, foi a forma como Jamie recebeu a notícia sobre a sobrevivência de Jack Randall. O mais esperado era que Jamie ficasse ainda mais fechado, sabendo que o seu abusador ainda respirava e poderia estar por perto. Mas foi exatamente esse pensamento que o revigorou, contrariando o que a maioria poderia imaginar. Tudo pela chance de poder se certificar – com as próprias mãos – da morte de Randall.

O vestuário dessa série continua me impressionando, a capa roxa de Claire estava impecável. A escolha do elenco também merece diversos elogios. Mary é exemplo perfeito da ingenuidade e pureza, Louise uma mulher forte, eloquente e com muita paixão e o boticário tem aquele tipo de personalidade que não há como ter certeza se é confiável, pois apesar de não dar a impressão que mente para Claire, aparenta esconder algo. Gostei da revelação do “local seguro”, conseguiram deixar um ambiente místico sem precisar apelar para elementos clichês. O colar em forma de presente e proteção foi um gesto de lealdade muito importante, além de ser uma belíssima peça, observada rapidamente pelo infeliz do St. Germain.


As duas cenas de sexo apresentadas nesse episódio foram de tons completamente opostos. Jamie estava se sentindo bem novamente, tinha o desejo de deitar com a sua esposa e deixou isso claro. Claire não podia deixar de notar a procedência das mordidas e muito menos aceitar a desculpa de Jamie para tais marcas. A verdade é que o casal há alguns episódios vem discutindo com mais frequência a medida que algum deles se sente sozinho, abandonado pelo outro. Entretanto, após algumas verdades, ambos cedem ao mais importante, que é o amor e respeito que mantêm um pelo outro. Sentimento esse refletido na cena de sexo encantadora, quase poética, entre uma mulher grávida e seu parceiro.

Em contraponto tivemos uma cena muito forte de abuso sexual, uma agressão horrível de ser retratada. Foi como ver uma porcelana se quebrando, toda a ingenuidade arrancada a força da moça mais pura da série. Digo pura, pela personalidade de Mary, que possuía uma adorável ignorância sobre a real maldade do mundo. Pela segunda vez no episódio, Claire sofreu um atentado a sua vida e pela segunda vez ela deixou a todos aflitos. Sabemos que a personagem é forte e resiliente, mas sinto muita pena dela e de seu bebê já sofrendo tantos riscos. O fato de ser a Dama Branca foi oportuno nessa situação, mas até onde um título desse pode ser benéfico?


Como se o episódio já não estivesse uma loucura, ainda tivemos aquele final à altura. A intenção do casal era simplesmente promover um jantar para poder manipular decisões políticas. Isso até poder ter ocorrido de certa forma, mas com certeza não do modo que o casal imaginou. Desse jantar ainda vão sair muitos problemas, acredite em mim. Outra escolha extremamente infeliz foi deixar uma garota que sofreu abuso despertar sozinha ao lado de um homem. A reação não foi diferente do esperado, não há espaço para romantismo no trauma, obrigado escritores. Depois de toda a confusão a reação de Charles será provavelmente a cena menos memorável. E onde estava a minha criança favorita em meio a esse pandemônio? Aproveitando o banquete, é claro.

Tenho que agradecer muito a Ayla pelo apoio em realizar a review do episódio passado, essa semana não foi muito mais tranquila, mas temos que continuar a nadar, certo?

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO

Reações:

Sobre o Autor

 
Top