Comentários
Maluci Vieira Maluci Vieira Author
Title: [REVIEW] OUTLANDER - S02E05: UNTIMELY RESURRECTION
Author: Maluci Vieira
Rating 5 of 5 Des:
“O que você não sabe, vai aprender. Nós vamos aprender juntos” Sinto a necessidade de começar a review desse episódio logo por essa ...

“O que você não sabe, vai aprender. Nós vamos aprender juntos”

Sinto a necessidade de começar a review desse episódio logo por essa frase que me fez adorar ainda mais a dinâmica desse casal e o roteiro da série. A preocupação da Claire sobre a sua capacidade em ser uma mãe foi muito digna. Não existe espírito materno que magicamente aparece na pessoa que gera um filho. O que existe são diversas relações que essa pessoa faz em relação ao bebê. O seu corpo reage com a liberação dos hormônios, todos aqueles comportamentos observados ao longo da vida vão criando sentido e a forma como a pessoa lida com a sua história vai influenciar o sentimento por esse bebê.  

Claire não teve muitos exemplos do papel que a figura materna exerce, então é natural que sinta medo em ocupar essa função. Assumir que não sabe se está preparada e questionar o parceiro sobre o que ele pensa sobre um assunto tão importante, exige coragem. Jamie poderia ter respondido algo do tipo “assim que o bebê nascer, você vai saber o que fazer”, mas a série não decepcionou, ao invés disso mandou a mensagem mais justa possível - podemos não saber, mas juntos podemos aprender. Tem fala mais especial que essa?

Voltando ao início do episódio, podemos ter uma ideia do desfecho de toda a confusão do último jantar. A prisão temporária de Jamie não resultou em maiores problemas, entretanto, Alex ainda corria riscos. Confesso que por um breve momento eu realmente acreditei que Claire queimaria a carta. Apesar de superar essa ideia, ter afastado dois amantes da possibilidade de felicidade como casal não foi muito melhor. Claro, não comprometeu diretamente a liberdade de Alex, mas provavelmente o condenou a um futuro infeliz. Enquanto isso, a pobre Mary continuou tendo os eventos de sua vida sendo decididos por desejos e ações de outras pessoas. Vale notar que Claire teve uma excelente postura em afirmar que a menina não deveria se envergonhar, pois a culpa nunca é da vítima. Não custa relembrar, certo?

"On your knees" Quase senti pena nessa hora, até lembrar quem era.
A corte francesa nunca foi um lugar tão pequeno. Como se ter que aturar Annalise já não exigisse muita paciência de todos nós, ainda tivemos o azar de ter em um mesmo ambiente Black Jack Randall. Acredite, não foi somente Claire que ficou um minuto sem palavras. Todo o infeliz encontro só foi recompensado pelo fato do rei partilhar do mesmo desgosto pelo Capitão. Foi maravilhoso ver a satisfação nos rostos dos Fraser. Entretanto, nem dois minutos depois de toda a humilhação, eu já voltava a prender a respiração ao ver as mãos de Randall tocando novamente o corpo de Jamie. Óbvio que ele apenas aceitaria tal atitude como reforçador para o que ele mais desejava, a morte de Randall por duelo. 

O objetivo da Claire em relação a Frank é somente um, mantê-lo vivo. Uma necessidade tão importante que fez Claire apelar para a dívida de uma vida que Jamie tinha com ela. Claire pode até ter salvo a vida e existência de seu marido do futuro, mas quais consequências isso acarretará para o atual casamento? Além de lidar com Randall, Jamie ainda tem que aceitar a parceria do Comte. St. Germain nos negócios. O que pode até acabar facilitando a identificação do grupo Les Disciples, já que não parece muito difícil obter informações sobre eles. Esse é só mais um dos acordos organizados no Maison Elise. Sonha quem, assim como eu, imaginava que grandes decisões eram resolvidas somente entre quatro paredes de um escritório chique e formal.

Obs.: Que presente mais lindo para batizado aquelas colheres dos apóstolos, já quero!

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO


Reações:

Sobre o Autor

 
Top