Comentários
Rayssa Rayssa Author
Title: [REVIEW] PERSON OF INTEREST - S05E08E09: REASSORTMENT/SOTTO VOCE
Author: Rayssa
Rating 5 of 5 Des:
Sameen é um elfo livre! Ou é o que esperamos. Referências a Harry Potter de lado, espero que de fato não sejamos enganados de novo....

Sameen é um elfo livre!

Ou é o que esperamos. Referências a Harry Potter de lado, espero que de fato não sejamos enganados de novo. Por que se for outra simulação eu vou quebrar o computador! Agora até eu me pego duvidando do que é real ou não é.

Mas acho que desta vez ela conseguiu escapar de vez. A surpresa constante do Lambert com a criatividade da Shaw em escapar me pareceu convincente demais. Mas a Sameen é foda por vários motivos, não é? E faz sentido ela estar na África, explica por que a Machine estava com tanta dificuldade em encontrá-la.

Agora é esperar para ver o tão sonhado reencontro com a nossa amada equipe!


Mas mudando o assunto para insanidade, até agora eu estou chocada com o Samaritano. Ele quer literalmente dizimar populações. Claro que ele já estava fazendo isso, mas de forma colateral, por isso eu não imaginei que ia chegar a tanto.

Mas faz sentido. Ele considera os humanos tão perigosos que quer praticamente implantar uma nova pureza de raça. #creppyalertdenovo

Agora está bizarro não só porque os desdobramentos levarão à Matrix, mas porque colocou uma vibe Hitler no meio. Mais do que nunca precisamos derrotar o Samaritano, Harry!

Até agora tenho achado a Root bem calma e obediente com toda a situação. A toda hora fico esperando ela dar a louca e modificar a Machine ela mesmo. Deve ser porque ela tem receio de estragar o código do Harold ou acabar prejudicando sua amada divindade. Ou porque queria achar a Shaw antes.

Mas é simplesmente chocante ver a audácia do Samaritano. Não contente em ter acesso a todas as informações pessoais, computadores, celulares e câmeras do mundo inteiro, ele está buscando catalogar o DNA de cada um.


A ausência do elemento humano em sua construção permite começar um surto de uma super gripe como se não fosse nada. Só mais uma terça-feira entediante.

Acho interessante estas reflexões que Person of Interest provoca, até para me fazer questionar conceitos que eu já tinha pré-estabelecido. As questões morais estão mais em alta do que nunca nesta temporada e eu mal posso esperar pelo desenrolar desta história.

Agora vamos falar de coisa irritante? Sim, isto se chama Harold e John escondendo informações dos demais coleguinhas. O que Elias falou é a mais pura verdade: em uma guerra você precisa de todos os seus soldados. Até porque já ficou claro que os dois sozinhos não conseguem fazer coisa nenhuma. Afinal, estava óbvio que o Ko tinha algo mais além de uma simples gripe. E os dois lá discutindo se a Machine iria ou não mandar o número de alguém doente.


Aliás, o tom desta temporada realmente mudou quando percebemos a quantidade de pessoas que eles não estão conseguindo salvar, ao contrário de todas as temporadas passadas, não é?

Vamos começar a falar de coisa boa? E não, eu não estou falando da Iogurteira Top Therme, mas de "Sotto Voce". Finalmente tivemos ação, surpresas, explosões e a cena linda no final com a banda toda junta.

Então, o cara da Voz voltou e eu nem lembrava desse personagem, por isso não me interessei muito no início do episódio. Com o desenrolar da trama, eu comecei a suscitar a possibilidade de que Easton poderia ser o cara por trás de tudo, igual o Elias fez no episódio em que descobrimos quem era ele. Mas o número da semana parecia tão desesperado que eu acabei descartando a ideia. Bom saber que Person of Interest ainda pode me surpreender.


Inclusive, achei que só um louco teria a coragem de atacar a Delegacia de Polícia para matar alguém. Me pareceu um pouco desesperado demais, sabe? Mas não é que foi isso mesmo que aconteceu? Aliás, eu percebi o quão ingênua eu posso ser. Eu acreditei piamente que o Amir era inocente. Estava até começando a elaborar teorias conspiratórias, quando ele mesmo confessou.

Mas toda esta confusão serviu para abrir os olhos do John para a necessidade de contar tudo para o Fusco. #finalmente

Se bem que no final ele não pareceu muito aliviado. Acho que descobrir que existe uma super inteligência artificial controlando o mundo não é muito animador. O que só nos lembra de tomar cuidado com o que desejamos.

Aliás, falando em coisa boa, vamos falar em Elias. Finalmente os roteiristas decidiram usar todo o potencial do personagem e inseri-lo de verdade na história. Adorei a parceria com o Harold e acho que o Elias está compreendendo o cenário melhor do que ninguém (para variar). Acho que ele tem razão quando diz que o Finch é o mais obscuro de todos eles e por isso que ele teme tanto em abrir o jogo.


E este ponto foi confirmado no final. Ou vocês acham que o Harold levou o Elias para confrontar a Voz a troco de nada, na pura ingenuidade? Pareceu que ele não teria coragem de fazer o serviço sujo e levou o Elias para dar conta do recado.

Mas a cereja do bolo atende pelo nome de Sameen Shaw. Ela retornou para New York, mas não procurou ninguém da equipe, o que me surpreendeu a princípio. Realmente as simulações mexeram com o cérebro dela e parece que a Shaw não confia mais em si mesma. Mas foi tão meigo a Root falando com a Sameen, mostrando o quão importante ela é, trazendo-a de novo para a nossa amada e disfuncional família. A cena final nem precisou de palavras, o cenário e a trilha sonora foram suficientes para emocionar e ver arco-íris.

Preparados para o 100º episódio?


OBS: Ainda estou tentando entender a função do Jeff no meio desta história toda. Ele serve para criar diálogos e explicar as intenções do Samaritano? Ele entrará para o Time Machine? Ele se tornará o melhor agente Samaritano? Afinal, tem que ter um motivo para estarmos gastando tempo de tela com este personagem.

OBS: Ainda bem que a Shaw não virou robô do Samaritano, não é? Mas agora que ela voltou ao time, qual será a jogada do Samaritano contra a Machine?

Melhores momentos:

"-Sem rompantes hoje.
-Você fiz isso toda vez.
-Não é como se eu fosse derrubar o copo d'água do criado mudo, pisar no seu pé, dar uma cotovelada no seu queixo e enfiar o sedativo em você. Ops, acho que pulei uma parte."

"-Talvez devêssemos tentar alterar uma das variáveis, pelo bem da humanidade ou o nosso bem.
-Vou levar isso em consideração, Srta. Groves. Obrigado.
-Mais cedo ou mais tarde, todos os ecossistemas mudam. Só requer o corretor precursor."

"-Ei, rapazes. Se importam em dizer onde eu estou?
-Johanesburgo, África do Sul.
-Johanesburgo. Isso não é uma ilha.
-Não, está mais para inferno.
-Não terminamos.
-Antes, vamos ao que interessa. Devíamos nos apresentar para essa moça. Eu com certeza poderia usar esse machado.
-Boa.
-Você deveria pedir companheiros de cela melhores."

"-Deve ser cansativo. Esse desejo sem fim de escapar, mesmo de uma prisão feita inteiramente de pixels.
-Se essa é só outra simulação, então prove. Atire na sua cabeça.
-Por quê? Para fazer os programadores reiniciarem?
-Por que Greer construiria um experimento de prisão na minha cabela e ainda na África do Sul? Este é um dos seus argumentos patéticos para me convencer que o Samaritano é a boa super inteligência artificial?"

"-Foi preciso uma IA para criar este vírus e agora a outra irá descobrir a cura. Espere aí, Harry. Ela está trabalhando em alguma coisa. Vamos lá. Eu tenho fé em você."

"-Foi uma conversa unilateral, caso tenha esquecido.
-Elias te ajudou a rastrear o Jeff?
-Sabe como eu o encontrei? Eu sou um detetive. Foi assim."

"-Mas um pequeno conselho: um líder usa todos os recursos na guerra, não só os favoritos."

"-Sente-se, garotinha. Você pagará sua taxa de outra forma.
-Dirija. Não olhe para trás.
-Vamos, vamos!
-O que você vai fazer? Nos matar?
-Caminhem por 16 km na direção nordeste e talvez sobrevivam. Acho que precisarei disso."

"-Limpando um pouco. Só porque parece um metrô, não precisa cheirar como um. Não, Bear, vamos.
-Bom dia. Você esqueceu um espaço."

"-Então você quer saber sobre a Voz? Eu suponho que estou em dívida com você. Você e o John são a razão de eu ainda estar vivo. Já tive algumas disputas com as operações dele. O homem é um fantasma.
-Até fantasmas deixam um rastro.
-Eu talvez saiba de alguém que foi contratado pela Voz no passado, mas terá um preço.
-Não estamos em condições de te pagar.
-Não quero dinheiro. Eu quero ir com você."

"-Você não é só um motorista inofensivo. Eu te peguei, Amir.
-Você não é tão lento quanto parece. Acabamos aqui. Até você chamar o promotor.
-Nada de promotor. Não haverá acordo para você, amigo."

"-A forma mais simples de quebrar alguém é tirá-la da realidade e eles fizeram isso bem. Talvez você esteja certa, talvez eu esteja a salvo. Mas enquanto eu estiver viva, você nunca estará salva.
-O que quer dizer?
-Eu poderia ficar contra você a qualquer momento e mesmo se eu não o fizer, poderia levá-los à Machine.
-Isso nunca acontecerá.
-Não sei se eu ainda estou no comando e nem você. 7 mil simulações. Eu matei muita gente, mas a única que eu não pude matar era você. Então eu me matei. Várias e várias vezes. E prefiro fazer isso aqui do que arriscar sua vida.
-Tudo bem, Shaw.
-O que está fazendo?
-Faremos do seu jeito. Se você não pode viver comigo, eu não posso viver sem você. Então se você morrer, eu morro também."

"-Evidentemente, não fui cauteloso o suficiente.
-Não, você já causou estragos o suficiente. Chantagem, extorsão, sequestro, assassinato. Você não pode ser permitido a continuar."

"-Acho que é longe o suficiente, não é? Por favor, Harold, você me trouxe por uma razão. Devia saber que eu faria algo assim."


PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO

Reações:

Sobre o Autor

 
Top