Comentários
Isa Campos Isa Campos Author
Title: [TOP 10] 10 COISAS QUE EU PENSEI LENDO O LIVRO DA SHONDA RHIMES
Author: Isa Campos
Rating 5 of 5 Des:
Em primeiro lugar a gente pode continuar falando Top 10 , ou o termo top só é abolido quando usado como adjetivo? Bem, primeiro deixa ...

Em primeiro lugar a gente pode continuar falando Top 10, ou o termo top só é abolido quando usado como adjetivo? Bem, primeiro deixa eu me apresentar, sou a Isa, vejo Grey's Anatomy desde que lançou na Sony. Cresci com a sabedoria de Christina Yang, e já na minha fase adulta fui guiada por Olivia Pope e Annelise Keating. Um belo dia, em uma visita despretensiosa à Saraiva mais próxima, vi o livro, dei literalmente pulinhos de alegria e o comprei. 

1. GENTE, MAS É O LIVRO DA DONA ESPIRITUAL DA MINHA VIDA




Aviso logo, quem não assiste nenhuma das séries da Shonda provavelmente não ficará tão empolgado com o livro. Não porque o livro não seja bom, mas porque ele possui muitas particularidades e "piadas internas" de quem vive na Shondaland. Algumas sensações como a lembrança da última cena de Meredith e Christina são do tipo que só quem viveu e se envolveu com a série pode saber.

2. MEU DEUS ELA CITA CHRISTINA YANG NA PRIMEIRA PÁGINA DO LIVRO

"Tenha uma chama dentro de si. Seja imparável. Ser uma força da natureza. Seja melhor do que qualquer um aqui, e não dê a mínima para o que os outros pensam. Não existem times aqui, nem amigos. Você está sozinha. Seja você mesma"

O livro já começa com uma maravilhosa citação da Yang: "Se você quer que coisas ruins parem de acontecer com você, pare de aceitar coisas ruins e exija algo mais". Ela poderia ter feito o livro só com fotos da melhor personagem já criada no mundo das séries que o livro já ia ser bom. 

3. NOSSA ESSE LIVRO TEM UMAS COISAS BEM INTERESSANTES SOBRE A MATERNIDADE

Shonda é mãe de três filhos e, apesar de ser viciada em trabalho, fala bastante sobre eles. Apesar não, além. Ela dá um tom mais real sobre como ninguém é nada sem ajuda, mas também como o papel dela não pode ser diminuído. Minhas amigas costumam brincar que eu descrevo a maternidade como se fosse um filme de terror. Na minha cabeça, claro, eu acho que elas acham que maternidade é um conto de fadas. Em "O ano em  que disse Sim" a descrição é apenas realista e maravilhosa. 


4. O DISCURSO DE ABERTURA EM DARTMOUTH


São três discursos feitos ao longo do ano do sim que foram parar no livro. Esse foi o primeiro. Para citar uma das melhores partes: 

"Sejam corajosos. Sejam incríveis. Sejam valiosos. E sempre que tiverem a chance? Fiquem de frente para as pessoas. Sejam vistos. Falem. Sejam ouvidos."

5. O DISCURSO DO EVENTO DA HOLLYWOOD REPORTER

Nesse evento ela dedica o prêmio que recebeu a todas as mulheres que quebraram barreiras antes dela e reconhece que uma parte de suas conquistas foi devido a um esforço coletivo de várias mulheres.


6. A SHONDA É FÃ DA MINDY


Se você nunca assistiu "The Mindy Project", assista. Mindy é maravilhosa. Atualmente a série foi comprada pelo Hulu, e infelizmente não, não tem na Netflix, antes que me perguntem. Mindy também é ex-aluna de universidade de Dartmouth e é uma das mais brilhantes mulheres no show business hoje em dia (apesar dessa temporada ter começado média e só agora no final ter pegado um ritmo bom). 

7. VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO

No terceiro discurso do livro, ela fala sobre como todos falam sobre diversidade e ela encara como normalização da TV. Explicando melhor, ela não coloca diversidade e sim o que é na verdade pessoas normais na TV e como isso é maravilhoso. As pessoas se sentem cada vez menos sozinhas no mundo e isso importa. e muito. 

8. TEM UM CAPÍTULO INTEIRO DEDICADO A CHRISTINA YANG


Meredith mal é citada. Olivia Pope é uma mulher maravilhosa, mas a melhor amiga, pessoa e voz da autora (e minha também) é a Christina Yang. Sua voz, personalidade e principalmente a confiança em que ela quebra tabus e assume seu posto como mulher incrível é inspiração e força para mim e pelo visto para Rhimes também. 

9. SEJA VOCÊ MESMA


Isa, eu sou eu mesma há anos e não tem dado nada certo na minha vida. Ok, talvez você não tenha muito dinheiro e domine as noites de quinta-feira, ou não tenha ganhado nenhum prêmio, mas calma lá. Quando Shonda se formou na faculdade ela queria ser Toni Morrison, vencedora do prêmio Nobel de literatura. Ela jamais será Toni Morrison, percebeu isso e decidiu ser Shonda Rhimes. Entendeu? Você não pode ser outra pessoa. Só a melhor versão de si mesma. (Não, essa frase motivacional não foi patrocínio da Nike ou Coca-Cola).


10. SIM


O livro trata de positividade, um pouco de autoajuda, claro, mas não de um jeito tão óbvio. Um pouco de "O Segredo", mas sem ser tão literal. Como uma atitude positiva em relação à vida pode mudar radicalmente a mesma. É um livro sobre como ser o "Sol" da sua vida.

Se quiser comprar o livro clique aqui. Lembrando que o Blog ganha comissão se você comprar por esse link. 
Reações:

Sobre o Autor

 
Top