Comentários
Rafa Rodrigo Rafa Rodrigo Author
Title: [REVIEW] NASHVILLE – S4E21: MAYBE YOU’LL APPRECIATE ME SOMEDAY
Author: Rafa Rodrigo
Rating 5 of 5 Des:
Ser fã de Nashville é saber que o drama faz parte da sua vida, seja ele representado pelas histórias dos personagens, suas músicas ou...


Ser fã de Nashville é saber que o drama faz parte da sua vida, seja ele representado pelas histórias dos personagens, suas músicas ou pelo sofrer ao não saber o que será da sua série depois de um cliffhanger poderoso, envolvendo mais uma vez a morte, ou possível morte, de um dos seus personagens principais. É gente, as coisas não são fáceis, mas ao menos depois de um tempo do cancelamento, sabemos de sua renovação, das personagens que ficam, das que saem, e agora o que nos resta é esperar para saber quando a teremos de volta e como as mudanças impactarão nas nossas histórias. 

Já faz um bom tempo que vimos o season finale, mas assim como aconteceu com outra série que eu era muito apegado (cof cof Chuck) eu demorei um bom tempo para assistir o episódio, já pensando que este seria o de minha despedida da série, mas depois que soube da renovação pude assistir sem medo, o que não diminuiu em nada a grandiosidade do episódio, e agora trago aqui uma crítica geral dos últimos acontecimentos.


Quanto ao núcleo da família James Clayborne, eu só esperava que seria carregada para a próxima temporada a primeira quebrada na cara que Maddie teria com este contrato sem noção com a gravadora de Nova York, mas aconteceu, e com isso a quebra da confiança com a amiga Cash e sua família complicada, tanto o pai quanto a filha são personagens estranhos, complexos que acredito que podem ser melhores utilizados na próxima temporada, minha irritação com eles é causada por parecer que tudo que fazem começa com uma birra ou ao menos com uma postura que dá a entender isso. 

Saindo de uma gravadora e indo para outra, o que será de nos sem Luke Weller minha gente? Teve como não amar cada envolvimento dele na causa LGBT e sua reconciliação com o filho? Luke não é um personagem perfeito, não mesmo, mas é um daqueles que você vê seu desenvolvimento, e isso é grandioso. Luke fecha a temporada sendo extremamente importante para o Will, que fecha a temporada totalmente diferente de como a começou, seja no que diz respeito a sua música e carreira quando a vida, relação com o pai, consigo mesmo e com o outro. Deu gosto de ver como o garoto chegou onde está, e de brinde temos Kevin de volta (own!!!). 


Enquanto Luke foi um super acerto, Layla a cantora com uma voz incrível, foi o erro da série, acredito que a personagem poderia sair mais madura e evoluída da temporada diante de tudo que passou, mas resolveram fazer dela uma pessoa amarga e chata, por isso sentirei falta de suas músicas, mas nem tanto da personagem. 

Já quando o assunto é Scunnar, o resultado pós season finale é um só: muito amor!  O Jeito agora vai ser mudar o nome da banda de novo minha gente, e se reclamar, muda umas duas vezes. 

Pará fechar a crítica, não tem como no falar de Juliett, que episódio ela teve, não ganhou o Óscar mas ganhou ainda mais nossos corações, tudo isso para que em minutos depois os roteiristas esmagassem sem dó, colocando a loirinha em um acidente de avião, deixando Avery e Candance em total choque, assim como nós. 

É isso minha gente, mais uma temporada de Nash se encerra com diversos pontos positivos que fazem com que deixamos de lado seus negativos, o que faz com que possamos comemorar o seu retorno, e quando este dia chegar, estaremos aqui no Diário de Seriador, mostrando um ponto de vista deste reviewer que lhes escreve desde o piloto da série. Obrigado pelo carinho, comentários, críticas e papos, nos vemos na nova temporada.

Reações:

Sobre o Autor

 
Top