Comentários
Mariana Ribeiro Mariana Ribeiro Author
Title: [REVIEW] PRETTY LITTLE LIARS - S07E02-03: BEDLAM/ THE TALENTED MR. ROLLINS
Author: Mariana Ribeiro
Rating 5 of 5 Des:
Com o acúmulo de duas reviews – sorry – temos um episódio mais ou menos – me refiro ao segundo - e o mais recente, em que as coisas f...

Com o acúmulo de duas reviewssorry – temos um episódio mais ou menos – me refiro ao segundo - e o mais recente, em que as coisas ficaram um pouco mais interessantes. O que acontece é aquilo que, de uma maneira ou de outra, já estava meio que na cara: Caleb ainda não terminou com Hanna como tinha imaginado terminar, e acabou, na verdade, com seu atual namoro – não que tenha sido grande fã disso também. 

Já Hanna, creio que teve problemas maiores que isso em suas mãos, depois de ser sequestrada e questionar todas as escolhas possíveis de sua vida: emprego, casamento com Jordan, etc. Achei tudo muito natural, e, aliás, já estava pensando em reclamar sobre a excessiva inverossimilhança de uma série que se propõe a ser de acordo com a realidade, quando não é que Spencer perde o emprego, Aria também enfrenta dificuldades com o livro que anda escrevendo, e Emily, pela primeira vez, não consegue roubar o coração de uma pretendente? Sim, pelo jeito, todas estão com problemas, assim como qualquer um estaria ao voltar para essa bagunça e abandonar suas vidas que, aparentemente, tinham prosseguido. Sublinhe-se o aparentemente. 


Mas estas não são a parte interessante não people. O interessante foi o reinado do terror do nosso aspirante à psicopata, Elliott, acabar tão rápido e tão inesperadamente, uma vez que no tempo curto de dois episódios – sim, ao menos para PLL é um tempo curto, como os firmes e fortes seguidores da série sabem – Hanna descobriu que o próprio teve participação em sua tortura, e todas ficaram sabendo do fato de que Alison andava para lá de Bagdá pelos sedativos que estava sendo forçada a tomar. Sinceramente, esperava que a situação durasse mais um pouco, mas dessa vez tudo foi para o buraco bem rápido – metafórico e literal (primeiro episódio, lembram?) –, mas bem rápido mesmo. Sem dar spoilers, só digo isso: inesperado para quem conhece o ritmo da série que tanto nos faz sofrer. E com isso quero dizer que foi ótimo, embora um tanto inverossímil se pensarmos que as liars nunca foram tão rápidas assim para descobrir quem era a A...


Fora isso tivemos alguns detalhes que não comentarei, porque acredito que podemos ainda ver mais algum desenvolvimento antes de partirmos para conclusões precipitadas. Não comentarei, mas mencionarei e talvez expressarei algum sentimento: Toby noivando com Yvonne, what the hell? Além disso, não sei se repararam, mas a história das irmãs gêmeas Mary Drake e Jessica DiLaurentis, sendo Jessica a malévola e Mary a perturbada, remete diretamente às irmãs do livro, só que ao invés das filhas, a história toda envolve as mães. Ou fiquei pensando que talvez pudesse ser, na verdade, o uso duplicado do mesmo recurso, isto é, filhas e mães com problemas, afinal, sabemos que Charlotte nunca esteve em sua razão perfeita e Alison, por sua vez, antes de ser uma santa era muito cruel. De qualquer maneira acabou dando em uma história parecida com o livro, mas com muito mais enrolação. 

PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:
Reações:

Sobre o Autor

 
Top